Direito Cuneiformes

Direito Cuneiformes


DisciplinaHistória do Direito7.619 materiais299.032 seguidores
Pré-visualização1 página
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
CÓDIGO DE UR NAMMU
COL III - HAVIA PASTORES QUE FICAVAM JUNTO DOS BOIS, QUE FICAVAM JUNTO DOS CARNEIROS E QUE FICAVAM JUNTO DOS BURROS(...) NESSE DIA UR NAMMU, VARÃO FORTE, REI DE UR, COM A FORÇA DE NANNA, REI DA CIDADE; (...) A EQUIDADE NO PAÍS ESTABELECEU, A DESORDEM E A INIQUIDADE (PELA FORÇA?) CORTOU; CAPITÃES DE NAVIOS PARA O COMÉRCIO FLUVIAL, PASTORES QUE FICAVAM JUNTO DOS BOIS, QUE FICAVAM JUNTO DOS CARNEIROS, QUE FICAVAM JUNTO DOS BURROS (...)
*
*
*
COL VI - 
SE UM CIDADÃO ACUSA UM OUTRO CIDADÃO DE FEITIÇARIA E O LEVA PERANTE O DEUS RIO (E SE) O DEUS RIO O DECLARA PURO, AQUELE QUE O LEVOU...
*
*
*
COL VIII
UM CIDADÃO FRATUROU O PÉ OU UMA MÃO DE UM OUTRO CIDADÃO DURANTE UMA RIXA PELO QUE PAGARÁ 10 SICLOS DE PRATA. SE UM CIDADÃO ATINGIU OUTRO COM UMA ARMA E LHE FRATUROU UM OSSO, PAGARÁ UMA MINA DE PRATA. SE UM CIDADÃO CORTOU O NARIZ DE OUTRO CIDADÃO COM UM OBJETO PESADO PAGARÁ DOIS TERÇOS DE MINA.
*
*
*
LEIS DE ESNUNNA
QUANDO O FILHO DE UM CIDADÃO TROUXE O DOS EX MARITO PARA A CASA DO SEU FUTURO SOGRO, E SE UM DOS DOIS MORRE, O DINHEIRO DEVERÁ VOLTAR AO SEU PROPRIETÁRIO
SE UM BARQUEIRO É NEGLIGENTE E DEIXA AFUNDAR O BARCO, ELE RESPONDERÁ POR TUDO AQUILO QUE DEIXOU AFUNDAR.
*
*
*
ESNUNNA
SE UM CIDADÃO QUE NÃO TEM O MENOR CRÉDITO SOBRE UM OUTRO CONSERVA, NO ENTANTO, COMO PENHOR O ESCRAVO DESSE CIDADÃO, O PROPRIETÁRIO DO ESCRAVO PRESTARÁ JURAMENTO DIANTE DE DEUS:\u201d TU NÃO TENS O MENOR CRÉDITO SOBRE MIM\u201d; ENTÃO O DINHEIRO CORRESPONDENTE AO VALOR DO ESCRAVO ELE (O DETENTOR DO ESCRAVO) DEVE PAGAR.
*
*
*
ESNUNNA
SE UM CIDADÃO TOMA POR MULHER A FILHA DE UM CIDADÃO SEM PEDIR O CONSENTIMENTO DO SEU PAI E DA SUA MÃE E NÃO CONCLUI UM CONTRATO DE COMUNHÃO E CASAMENTO COM O SEU PAI E A SUA MÃE, ELA NÃO É SUA ESPOSA LEGÍTIMA, MESMO QUE ELA HABITE UM ANO NA SUA CASA.
*
*
*
ESNUNNA
SE UM CIDADÃO DÁ OS SEUS BENS EM DEPÓSITO A UM ESTALAJADEIRO, E SE A PAREDE DA CASA NÃO ESTÁ FURADA, O BATENTE DA PORTA NÃO ESTÁ PARTIDO A JANELA NÃO ESTÁ ARRANCADA E SE OS BENS QUE ELE DEU EM DEPÓSITO SE PERDEM, ELE, O ESTALAJADEIRO DEVE INDENIZÁ-LO DE SEUS BENS.
*
*
*
ESNUNNA
SE UM CÃO É CONHECIDO COMO PERIGOSO, E SE AS AUTORIDADES DA PORTA PREVENIRAM O SEU PROPRIETÁRIO E ESTE NÃO VIGIA O SEU CÃO, E O CÃO MORDE UM CIDADÃO E CAUSA A SUA MORTE, O PROPRIETÁRIO DO CÃO DEVE PAGAR DOIS TERÇOS DE UMA MINA DE PRATA
*
*
*
CÓDIGO DE HAMMURABI
Código de Hammurabi
 Monumento jurídico mais importante da antiguidade antes de Roma. O texto esta gravado numa estela e foi regido aproximadamente por volta de 1694 a.c. Compreende 282 artigos; numerosas disposições foram igualmente encontradas em tabuinhas de argila, de um manejo mais prático. Apesar de ser de origem divina, não é dado por Deus. É dito como um \u201cdireito de paz\u201d, devendo garantir a liberdade de cada um.
*
*
*
Estela
 Lage de pedra em posição vertical usada na antiguidade, primeiramente comjo indicador de túmulo, mas também usada para dedicatória, comemoração e demarcação
*
*
*
O Código de Hammurabi é o monumento jurídico mais importante da Antiguidade.
 
 Enfoca 3 aspectos fundamentais:
 1. um caráter divino (art. 2 e 45)
 2. um direito penal severo (art. 1, 133 e 145)
 3. superioridade do sexo masculino (art.133 e 145).
*
*
*
As leis são feitas por inspiração divina, sendo Hammurabi intitulado intermediário entre o céu e a terra.
 Há penas extremamente severas para os crimes praticados, como por exemplo a pena capital.
 Impera o poder paternal sobre a mulher e seus filhos, substituindo, inclusive, a poligamia praticada pelo homem
*
*
*
O direito da época de Hammurabi
 O código de Hammurabi e os numerosos atos da prática do mesmo período dão-nos a conhecer um sistema jurídico muito desenvolvido, sobretudo no domínio do direito privado, principalmente os contratos. Os mesopotâmicos praticam a venda, o contrato social. O direito da época de Hammurabi criou a técnica dos contratos, ainda que o jurista não tivesse chegado a construir uma teoria abstrata do direito das obrigações.
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
Whitney
Whitney fez um comentário
Muito bom! So o documento esta muito ampliado.
1 aprovações
Carregar mais