Apostila UNIJUÍ - Comunicação empresarial
106 pág.

Apostila UNIJUÍ - Comunicação empresarial

Disciplina:Comunicação nas Empresas4.562 materiais43.687 seguidores
Pré-visualização24 páginas
• determinar objetivos claros relacionados à organização em si, pensando na sua ex-

pansão, participação no mercado, na motivação para tal e na fidelização dos seus

públicos;

• definir os recursos que estão disponíveis: humanos, financeiros e de tempo;

• diagnosticar a reputação da organização, ou seja, o que as pessoas estão pensando sobre

ela. Isso irá definir as estratégias comunicacionais.

2. Analisar o público-alvo: quem é, efetivamente, o público relevante da organização:

• qual é a atitude do público diante da empresa: o que cada público pensa sobre a organi-

zação;

• o que o público sabe sobre o tema discutido: é preciso considerar a atitude do público em

relação à comunicação.

EaD

51

COM UNICAÇÃO EM PRESARIAL

3. Transmitir adequadamente a mensagem: decidir como deseja encaminhar a mensagem e qual a abordagem
a ser dada:

• escolher um canal de comunicação eficiente;

• elaborar a mensagem com cuidado, fazendo com que ela seja a mais adequada possível;

• responder ao público-alvo, fazendo de forma contínua um processo de avaliação de todas

as ações, procurando saber se os objetivos desejados foram atingidos.

De acordo com Argenti (2006), ao criar uma estratégia de comunicação coerente, a

organização estará no caminho certo para alcançar seus objetivos. Segundo este mesmo

autor, “a capacidade de vincular a estratégia geral da organização aos seus esforços de

comunicação é de extrema importância” (p. 43).

Na próxima seção veremos como as tecnologias contemporâneas – por meio da comu-

nicação digital – podem ajudar as organizações a atingir seus objetivos comunicacionais,

considerando a importância e uso na atualidade.

Seção 3.3

Tecnologias da Comunicação

Um aspecto relevante a ser considerado no contexto organizacional diz respeito às

tecnologias contemporâneas da comunicação ou comunicação digital, as quais têm facili-

tado imensamente o processo de interação das organizações com seus públicos. É sobre isto

que vamos estudar nesta seção.

Acredita-se que diante das novas realidades sociais a comunicação deixou de ser ex-

clusivamente o ato de informar para se estabelecer como artigo de primeira necessidade nas

organizações, uma vez que “a comunicação da organização cria valor controlando e desen-

volvendo ações para proteger a posição da empresa na sociedade” (Corrado, 1994, p. 8).

EaD André Gaglia rdi – Ma rcia Formen ti ni

52

Sendo assim, com o surgimento da mídia e das novas tecnologias, a remessa de informações

necessita ser um ato planejado e contínuo, uma relação extremamente relevante para a

organização e seus variados públicos, que gradativamente vem obtendo destaque.

Segundo Bueno (2003), temos hoje uma nova dimensão de tempo e de espaço. “Num certo

sentido, pode ser mais fácil, e mais cômodo, comunicar-se com um cliente que está a milhares de

quilômetros de distância do que bater um papo com o vizinho que mora ao lado...” (p. 26).

Para Correa (2005) o tema comunicação digital está se popularizando no ambiente da

comunicação empresarial, abrindo um processo acelerado de inovação, criatividade e dina-

mismo nas organizações.

No campo da comunicação, as novas tecnologias transformaram as relações

interpessoais e organizacionais, gerando assim a necessidade de refletir sobre os aspectos de

como relacionar-se com os outros. Como observa Bueno (2003), a comunicação on-line,

além de alterar o ritmo dos relacionamentos, também cria espaços novos de convivência,

modifica hábitos de consumo e circulação de informações e, sobretudo, potencializa novas

oportunidades de negócios.

As melhorias ocorridas a partir do acesso massificado à rede mundial de computadores

– Internet – têm proporcionado um uso cada vez mais ampliado pelas pessoas e conseqüen-

temente pelas organizações, tanto interna quanto externamente.

Podemos considerar a evolução dos meios tradicionais de comunicação – rádios, jor-

nais, televisão, revistas – em que a tecnologia imprimiu uma nova forma de comunicar, de

buscar informação e de produzir as notícias, possibilitando assim inúmeras mudanças nos

seus processos, permitindo uma melhor qualidade.

De um modo geral, as tecnologias contemporâneas têm sido amplamente adotadas

pelas organizações. São os sites institucionais, por meio dos e-mails, da Intranet, que se

refere a uma rede interna para comunicação entre os funcionários; blogs corporativos, que

são páginas pessoais e/ou grupais disponibilizadas na rede, tendo o formato de uma publi-

cação on-line; ouvidorias virtuais, identificadas pelas expressões “fale conosco”, “ouvidoria”,

“contato”. Essas ferramentas estão facilitando os processos de comunicação nas organiza-

ções, tanto interna quanto externamente.

EaD

53

COM UNICAÇÃO EM PRESARIAL

No que se refere ao uso das tecnologias pelas organizações, é importante ressaltar que

essa chamada “comunicação digital” precisa ocorrer também de maneira estratégica e inte-

grada ao composto comunicacional da organização, ou seja, as ações digitais não podem

ser fragmentadas/separadas do plano estratégico da comunicação.

A comunicação organizacional, a partir do uso intensivo das tecnologias, deve obede-

cer a novos pressupostos no sentido de ser mais ágil e interativa, exigindo assim respostas

quase que instantâneas por parte das organizações e alternativas ampliadas de troca de

informações.

Sobre a comunicação digital, Elizabeth Saad Correa (2005) afirma:

Conceituamos a comunicação digital de per si como uso das Tecnologias Digitais de Informa-

ção e Comunicação (TIC’S), e de todas as ferramentas delas decorrentes, para facilitar e dina-

mizar a construção de qualquer processo de comunicação integrada nas organizações. Fala-

mos, portanto, da escolha daquelas opções tecnológicas, disponíveis no ambiente ou em desen-

volvimento, cujo uso é o mais adequado para uma empresa específica e respectivos públicos

específicos (p.102).

Também uma questão importante a ser ponderada pelas organizações é que a comuni-

cação digital não pode acontecer simplesmente por ser moda, mas sim porque ela atende a

uma demanda do público da organização, devendo estar, assim, alinhada e integrada à

estratégia global de comunicação da organização.

Desafio para este item: Conhecer um pouco mais sobre o assunto, realizando um

trabalho de análise das tecnologias utilizadas em algum segmento organizacional, tanto

no âmbito interno quanto externo.

Finalizando essa unidade, é hora de fazermos uma revisão dos conteúdos vistos, co-

meçando pelos processos de comunicação; a comunicação organizacional; o planejamento;

a comunicação estratégica e as tecnologias da comunicação, visando a retomar os assuntos

e se preparar para o tema da próxima unidade.

EaD André Gaglia rdi – Ma rcia Formen ti ni

54

Relacione os principais aspectos do conteúdo apresentado, indicando questões sobre

cada um deles.

REFERÊNCIAS

ARGENTI, Paul A. Comunicação empresarial – a construção da identidade, imagem e repu-

tação. Rio de Janeiro: Campus, 2006.

BUENO, Wilson da Costa. Comunicação empresarial: teoria e pesquisa. São Paulo: Manole,

2003.

______. A comunicação como espelho das culturas empresariais. Revistas Imes – Comunica-

ção, ano I, n. 1, jul./dez. 2000.

CORRADO, Frank M. A força da comunicação: quem não se comunica. São Paulo: Makron

Books, 1994.

CORREA, Elizabeth Saad. Comunicação digital: uma questão de estratégia e de relaciona-

mento com públicos. In: Revista Brasileira de Comunicação Organizacional e Relações Públi-

cas, ano 2, n. 3, 2º semestre 2005.

HERRERA, Martínez. G. Vale la Pena Invertir en Comunicación Organizacional? [S.l.]: Chile

Capacita, 2005. Disponível em: <http://www.chilecapacita.cl/mundo/MundoCapacita>.

Acesso em: 12 maio 2006.

Disponível em:
<turmastic.blog.com>

Acesso em: 14 dez. 2008

EaD

55

COM UNICAÇÃO EM PRESARIAL

KUNSCH, Margarida M. K. Planejamento de relações públicas na comunicação integrada.

São Paulo: Summus, 2003.

MARCHIORI, Marlene (Org.). Cultura e comunicação organizacional.