35_METEOROLOGIA_E_CLIMATOLOGIA_VD2_Mar_2006
1 pág.

35_METEOROLOGIA_E_CLIMATOLOGIA_VD2_Mar_2006

Disciplina:Climatologia1.799 materiais29.746 seguidores
Pré-visualização1 página
METEOROLOGIA E CLIMATOLOGIA
Mário Adelmo Varejão-Silva

Versão digital 2 – Recife, 2006

21

dente ao solstício de junho (Fig. I.8), quando o Sol culmina no zênite de um ponto do Trópico
de Câncer (Fig. I.7). Naquela ocasião, sua declinação é de +23o 27' e, portanto, o centro do Sol
se encontra a 23o 27' abaixo do plano do horizonte, no Pólo Sul e a igual ângulo acima desse
plano, no Pólo Norte. Atualmente, isto se dá em 22 de junho e marca o início do inverno no
Hemisfério Sul e o do verão no Hemisfério Norte.

Identificando-se as porções iluminada (dia) e não iluminada (noite) de cada paralelo
(Fig. I.9-C), notam-se os fatos mencionados a seguir.

- Entre o Pólo Norte e o Círculo Polar Ártico (66o 33'N), todos os paralelos estão inteira-
mente iluminados e, portanto, o Sol é visível, durante todo o dia. Isto corresponde a um
fotoperíodo de 24 horas.

- Partindo do Círculo Polar Ártico até o Antártico, a parte iluminada de cada paralelo dimi-
nui, progressivamente de 1 para 0, assumindo o valor 0,5 exatamente no equador. Nes-
sa situação, portanto, o fotoperíodo passa de 24 horas (a 66o 33'N) para zero (um pouco
ao sul de –66o 33'S). Em 22 de junho, então, o fotoperíodo é:

- igual a 12 horas no equador;
- superior a 12 horas em todo o Hemisfério Norte (maior valor anual em cada lati-

tude norte);
- inferior a 12 horas em todo o Hemisfério Sul (menor valor anual em cada latitude

sul).
- ao sul do Círculo Polar Antártico nenhum paralelo está iluminado (Fig. I.9-C), in-

dicando que o Sol não é visível em nenhum momento do dia, o que implica foto-
período nulo. Também neste caso, rigorosamente falando, o Sol ainda é parci-
almente visto, mesmo um pouco ao sul do Círculo Polar Antártico.

8.1.4 - Equinócio de setembro.

Enfim, a Terra atinge a posição da órbita em que ocorre o equinócio de setembro (Fig.
I.8), quando a declinação do Sol volta a ser nula. Nessa ocasião, metade de cada paralelo
acha-se iluminada, de onde se conclui que o fotoperíodo é de 12 horas em todas as latitudes.
Nos pólos porém, o centro do disco solar cruza o plano do horizonte no momento do equinócio,
anunciando o início do período anual de iluminação no Pólo Sul (e o fim desse período no Pólo
Norte).

O equinócio de setembro acontece, atualmente, no dia 23 e caracteriza o princípio da
primavera no Hemisfério Sul e o do outono no Hemisfério Norte.

8.1.5 - Conclusões gerais da análise geométrica.

Além do exposto, várias conclusões importantes podem ser tiradas da análise geométri-
ca, enumeradas a seguir.

1 - Nos pólos há apenas um dia e uma noite durante o ano, com duração de cerca de 6