P1 Modelos - Raimundo (com gabarito) - 2012.1
8 pág.

P1 Modelos - Raimundo (com gabarito) - 2012.1


DisciplinaModelos Probabilísticos em Engenharia Elétrica3 materiais33 seguidores
Pré-visualização1 página
I
i
ENG 1410 -Modelos Probabilísticos em Engenharia Elétrica
T1 sem consulta 12104112
1". Ouestão O.5 ntos) a'+
Um teste sanguíneo tem uma eficiência OqgdÂna detecção de uma certa doença quando a
pessoa testada tem realmente a doença. Entretanto, o teste pode também fornecer um
resultado pgssiyg$bq parú% das pessoas sadias testadas (ou seja, quando uma pessoa
sadia é submetida ao teste existe uma probabilidade d" 0"9! de que o resultado indique que
esta pessoa tem a doença. Supondo-se que a incidência da doença na população é de A,4Yo,
determine:
a) a probabilidade de que uma pessoa tenha realmente a doença quando o resultado do
teste é positivo.
b) a probabilidade de haver um erro de diagnóstico quando um médico utiliza o resultado
deste tipo de teste para diagnosticar a doença.
2'. Ouestão ( 2,0 ptos)
Considerando a definiso e as propriedades da rbn_ção Distribuiçso de prob.
úilidade ds IÍnn 'raxiár/el aleetória, responda aos"3tens abaixol
1. Verifique se as funções abaixo podem ou u,ão representa.r funçoes dis-
tribuição de probabilidade de vaxiáveis aleatórias
(i)
c(0
0<rS1
r)1
(ü)
(o ;
rr&quot;l: { i ;
í0 ; r(0lr o<r<ZÍ(r):1'&quot;_r';2=u <*tt ; 
&quot;zí
í l-3.)to',[1 ;
- 
..\)
í
. \ t'( q '/!'Y /t
aL
rs2
t,>2
(ii )
f(r):
Considerando que uma umá rnariável aleatória :r tem a flrnção di+
tribuiÉo de probabilidade apresentada na Figura 6, determine as seguintes
probabilidades:
(i) P(;: â)
(ii) P(c: 1)
(iii) P(â<&quot;Si)
.-f,u+oi)'
1 - 6,*{
*-é-
ó'A
-^-^Hí I r J-/'J2 vt
-;-*-
4
':.ê]req.:l
-()./\
'v3)
l
,l
ili
fr
r1
l
l
.1
,
i1
FJx)
Figua 6: F\rnção distribuiÉo de probabilidade da varÉvel aleat6ria r.
3 &quot;. Ouestão ( 2,5 ptos)
Duas variáveis aleatórias )c e y possuem uma densidade de probabilidade
píX,Y), constante sobre a região hachurada indicada na figura abaixo
Determine
a) a probabilidade de quey > ax onde a é uma constante.
b) P(,f + Í, D.
c) e esboce funçãg densidade de probabilidade da v-4. x.
tlw'&quot; /1I
u1
t2 lq
'/q '/, I
t7, *'/l
,Á
conjunta,
4'. Ouestão ( 3,0 ptos, '' 
*_
Seja x uma variável aleatória exponencial com parâmetro i,:l:
p*(x): e-x u(x)
e y a variável aleatória dada pory: g(x) onde
Íx ; o<x<t
e(x) = I
[, ; fora do intervalo acima.
a) Esboce a função g(x).
b) Determine e esboce a função densidade de probabilidade da variável aleatória y.
c) Determine a média e o desvio padrão da variável aleatória y.
Forr+!ftji,.,riq
ô= 6c&quot;l , (iixi: t/*r, XE.I;
furvr=ã ,P*o., lX.{})
'u,u /'ü*-tl (x)l l'=6e)
{.q+ t; )
Ia-'*
-x
= -C Ix&quot;rl
@ \â [.of,= E Lx.] -$A,L
--1
I
i
@ [* à*àt= - é^[*i=,.o=Jj
fuloggr--§ gr*WtÍttrZos e:bl l.\u20ac' * J*>ft't
9ú)r-&) 
= ü,1g*;,@4 -- -t -- , ot,íFj
=s ) *T ft
E-l 1,1= D\: OPol!! 'i ü, a&J
c,o t388
-?(el= 8íq=D,k=§ =SrAC=Ô
gl\%0
. OôooB =t
-o lrc=õ )* or98
=§ llL0 )=O,O?Di-o'{,,o
=olÉ-\:o,ol
§ ta=o) = If1=o 2&quot;=D ) 9tx--o)+ 
-U Lrr=.0 I e 
&quot;
=g l?,=s) {tl=§ }x,&
,\
\,
, 0í oo QSc.
B §araá
55 r*(x,yJ&quot;r-Xúy .=r
tR.
_\ ( r
-/ JJ'' c*xcl!:1
cín-u;r-o 
Ac,,:,c,__\:
=) C- -- J*-qfi A c.iv=f
) a- x) < ( (. cLxory
)\,6
-/áaee É-§ 
= -r(@ =fffz',= I\9 qr( ,
li rt= Tr2a
= 4+í
I
I
I
II
><-) 
= ? {Lx,_c6) é. S)
§ = ( Cx.y) erLL-. y )a.-X J
?CA
D6
I
l
I
,
= 
c-x
bl ?(n*a. >r)= l-yL'.z**'.lJ
s t- p ( Cr.-,*6)
ELLZ
\u20ac Éu)
xz+Yt < t \so - { cx,v )
: ,-[!. llt' ,i 
=
.-ql\
t-I=311
I
d&quot;xáY*l: 6-x q'uíR ç6 s.rl = t-
t
.)
F*cx ) Ç
.'{ffi5 \ c- -d-v)_
'-{?;z-'
+b(
\frycÁrx)eWAV)r-
y=$[p
Y= -f,<-
-= c- r( L-ffi;]: .lãEl ) Vl <z
efi
=l-JE_x&quot;rzTT
o çoraA
§_arxs6
=_ 
sc.r-t) !fuzd + frLÍI
=O 2[L>t
t= é'í(,,r-t) r
Í = -[*:]e
E+l=-d=-Q
- 
(ç<'
1--r-4e'
-! 
-
-qe' /
j ( ort=1