Demências apresentação final

Demências apresentação final


DisciplinaClínica Médico-cirúrgica I70 materiais1.083 seguidores
Pré-visualização4 páginas
Demências
Juliana M.Severo
Matheus Marcon 
Lucas Cunha
Demências
Síndrome demencial:
Declínio cognitivo adquirido, cuja intensidade é capaz de interferir nas atividades profissionais e sociais da vida diária do indivíduo;
DSM IV: o déficit cognitivo com alteração de memória associado à alteração em pelo menos um outro domínio cognitivo, como praxia (capacidade de realizar atividades motoras), linguagem, funções executivas ou gnosia (capacidade de reconhecer ou identificar objetos)
Ocorre mais frequentemente em indivíduos idosos e a prevalência dobra a cada 5 anos acima dos 65 anos.
Prevalência da demência em função da idade em Catanduva, SP (Herrera et al., 2002)
Idade
Demência (%)
65-69
1,3
70-74
3,4
75-79
6,7
80-84
17,0
>85
37,8
TOTAL
7,1
Prevalência da Demência em diversas faixas etárias (Jorm et al,. 1998)
Idade
Demência (%)
60-64
0,7
65-69
1,4
70-74
2,8
75-79
5,6
80-84
10,5
85-89
20,8
90-95
38,6
IMPORTANTE
Pode ocorrer em indivíduos adultos e jovens
Não é obrigatoriamente progressiva
Envelhecimento não causa demência
Quando suspeitar?
Paciente que apresenta alterações cognitivas (principalmente perda de memória), sintomas psiquiátricos, alterações de personalidade, mudanças no comportamento ou diminuição na capacidade de realizar atividades da vida diária 
Sinais e sintomas
Alterações cognitivas: diminuição de memória, dificuldade em compreender comunicação escrita ou verbal, dificuldade em encontrar as palavras, esquecimento de fatos de conhecimento comum (por exemplo, nome do presidente), desorientação
Sintomas psiquiátricos: apatia, depressão, ansiedade, insônia, desconfiança, delírios, paranóia, alucinações
Alterações de personalidade: comportamentos inapropriados, desinteresse, isolamento social, ataques explosivos, frustração excessiva
Mudanças no comportamento: agitação, inquietude, deambulação durante a noite
Diminuição de capacidade de realizar atividades da vida diária: dificuldade em dirigir, se perder constantemente, dificuldade em cozinhar, cuidado pessoal ruim, problemas com compras e no trabalho
Anamnese
Importante questionar o paciente e um familiar
Início, duração, ritmo de evolução
Tem dificuldade de lidar com dinheiro, fazer compras, seguir instruções ou encontrar palavras?
Os cuidados pessoais básicos?
Tem tido alterações da personalidade como desinibição, mudanças súbitas de humor, isolamento?
E do comportamento?
Dificuldade para reconhecer pessoas e lugares?
Tem tido dificuldade para falar?
Dificuldade de marcha?
Início agudo/subagudo pode representar delirium devendo suscitar pesquisa de intoxicação, infecção ou anormalidade metabólica
8
Importante
Questionar
História familiar de demências
História de AVE
HAS, Fibrilação atrial, doença vascular periférica, diabetes
História sexual
Uso de drogas EV e álcool
História de TCE
Cirurgias prévias \u2013 Bariátrica
Trabalho e ocupações extra
REVISÃO CUIDADOSA DOS MEDICAMENTOS
Acontecimentos dramáticos no início dos sintomas
Exame Físico
Exame físico geral
Exame neurológico minucioso
Identificar outros sinais de comprometimento do SNC e detectar indícios de doenças sistêmicas que possam ser responsáveis pelo quadro.
Avaliação Cognitiva
MEEM
Orientação
Nome: estação/data/dia/mês/ano
5 pontos (1 para cada nome)
Nome:hosp/andar/ cidade/estado/país
5 pontosII
Registro
Identificar 3 objetos pelo nome e pedir queo paciente repita
3 pontos
Atençãoe cálculo
Sériesde 7, subtrair de 100
5 pontos
Recordação
Recordar os 3 objetos citados antes
3 pontos
Linguagem
Denominar lápis e relógio
2 pontos
Repetir\u201cmas, porém, contudo, todavia\u201d
1 ponto
Seguir comando em 3 etapas
3 pontos
Escrever \u201cfeche os olhos\u201d e pedirque o paciente execute o comando escrito
1 ponto
Pedir que o paciente escreva uma frase
1 ponto
Pedir que o pacientecopie um desenho
1 ponto
TOTAL
30 pontos
Pontos de corte
Como esse exame é muito influenciado pela escolaridade do indivíduo há diferentes notas de corte de acordo com esse quesito:
Analfabetos: 18 pontos
Escolaridade de 1 a 3 anos: 21 pontos
Escolaridade de 4 a 7 anos: 24 pontos
Escolaridade igual ou maior que 8 anos: 26 pontos
Se mau desempenho no MEEM o paciente deve ser submetido a avaliação neuropsicologica complementar para definir melhor o nível do déficit e a principal função cognitiva afetada
Escala de Mattis, por exemplo:
36 itens, distribuídos em cinco subescalas: atenção (8 itens, total de 37 pontos), iniciação e perseveração (11 itens, total de 37 pontos), construção (6 itens, total de 6 pontos), conceituação (6 itens, total de 39 pontos) e memória (5 itens, total de 25 pontos). 
A soma das cinco subescalas proporciona um total que representa o grau de comprometimento cognitivo e/ou da gravidade do quadro demencial (PORTO et al., 2003).
Avaliação funcional
Inicia com a anamnese
Questionário de avaliação funcional de Pfeffer:
dez itens, evidencia a funcionalidade através do grau de independência para realização das atividades instrumentais de vida diária. O escore mínimo é Zero e o máximo é 30. Quanto mais pontos, maior é a dependência do paciente, sendo considerada a presença de prejuízo funcional a partir de um escore de 3.
Fases iniciais
O mais comum é:
Linguagem:
Dificuldade de nomeação de objetos, parafasias e dificuldades de escrita
Praxia:
Apraxia construtiva (dificuldade de copiar desenhos) e para imitar gestos manuais mais complexos
Gnosia:
Dificuldade de reconhecimento com destaque para distúrbios de orientação topográfica
Funções executivas:
Dificuldades no planejamento, organização e sequenciamento das atividades
Etiologia e Diagnósticos Diferenciais de Demência
Principais Etiologias
Doença de Alzheimer
Demência Vascular
Demência com corpúsculos de Lewy
Demência Frontotemporal
Doença de Alzheimer
Representa 50-60% de todas as demências
Mais frequente após os 65 anos de idade 
Fatores de risco: idade, gênero feminino, história familiar, história de traumatismo cranioencefálico e presença do alelo E4 da apolipoproteína E
Início insidioso e deteriorização progressiva
Doença de Alzheimer
Fisiopatologia:
etiologia idiopática (exceção: genética)
perda de neurônios colinérgicos do núcleo basal de Meynert precocemente (perda de inervação colinérgica cortical). Esse é um dos mecanismos fisiopatológicos da doença.
inflamação 
estresse oxidativo
Doença de Alzheimer
Principais sinais/sintomas:
Perda amnésica precoce da memória
\u201cDesnorteamento\u201d
Perda da consciência da doença
Distúrbios nos ciclos de sono-vigília
Apatia
Duração: anos, até uma década
Sinais neurológicos: normal até estágio avançado
Doença de Alzheimer
Doença de Alzheimer PROVÁVEL segundo critérios do NINCDS-ADRDA (McKhann et al., 1984)
I. Critérios para o diagnóstico clínico de doença de Alzheimer PROVÁVEL: 
Demência estabelecida por exame clínico e documentada pelo Mini-Exame do Estado Mental, escala de demência de Blessed, ou avaliação similar, e confirmada por testes neuropsicológicos;
Déficits em duas ou mais áreas da cognição;
Piora progressiva da memória e outras funções cognitivas;
Ausência de distúrbio da consciência;
Início entre os 40 e 90 anos, mais freqüentemente após os 65 anos; e
Ausência de doenças sistêmicas ou outras doenças cerebrais que por si só possam provocar declínio progressivo de memória e cognição.
Doença de Alzheimer
II. O diagnóstico de doença de Alzheimer PROVÁVEL é auxiliado por:
Deterioração progressiva de funções cognitivas específicas como linguagem (afasia), habilidade motora (apraxia) e percepção (agnosia);
Prejuízo nas atividades do dia-a-dia e padrões anormais de comportamento;
História familiar de demência (particularmente se confirmada por exame neuropatológico);
Exames laboratoriais compatíveis com o diagnóstico: 
punção lombar: normal, pelas técnicas usuais;
EEG: padrão normal ou alterações inespecíficas, como aumento de ondas lentas;
TC de crânio: atrofia cerebral, com progressão documentada por exames seriados. 
Doença de Alzheimer
III. Outras características clínicas consistentes com o diagnóstico de doença de Alzheimer PROVÁVEL, após exclusão de outras causas de demência, incluem: