AV2analisetextual
4 pág.

AV2analisetextual


DisciplinaAnálise Textual9.514 materiais293.881 seguidores
Pré-visualização1 página
Avaliação:
	AV2.2012.3EAD -ANÁLISE TEXTUAL-CEL0465
	Disciplina:
	CEL0465 - ANÁLISE TEXTUAL
	Tipo de Avaliação:
	AV2
	Aluno:
	
	Nota da Prova:
	8
	Nota do Trabalho:     
	Nota da Participação:      2
	Total: 
	10
	
Prova On-Line
Questão: 1 (157291) 
A Descrição é baseada na caracterização de elementos. Assim, podemos dizer que a característica principal encontrada no texto descritivo é:  Pontos da Questão: 0,5
 a comparação.
 a enumeração. 
 a argumentação.
  a instrução
 a opinião.
Questão: 2 (157630) 
Assinale a opção que não reflita o conceito Linguagem: 
  Pontos da Questão: 0,5
 É a forma de alcançar a comunicação.
 É um sistema comunicativo.
 É um código sempre em palavras. 
 É um sistema que pode ser observado em uma pintura.
 É expressa em palavras, gestos, imagens, entre outras formas.
Questão: 3 (201266) 
Assinale a opção em que se percebe um tópico frasal construído pelo processo de DIVISÃO:
  Pontos da Questão: 0,5
É possível ser político e ser ético?
A política é a maneira pela qual os cidadãos expõem suas convicções sobre o estado.
 Como dizia o Barão de Itararé, o conservador é um liberal no poder.
Os políticos só têm dois caminhos a seguir: o enfrentamento ou a convivência;
A política é um mal necessário;
Questão: 4 (157670) 
Em geral, alguns critérios são selecionados como necessários para a construção textual do sentido. Um deles é crucial para elaboração do sentido textual.Se o texto fala de coisas que o receptor ignora, este terá dificuldade em detectar o sentido daquele. O enunciado parecerá incoerente para ele. 
Chamamos este fator responsável pela coerência de: 
  Pontos da Questão: 0,5
 conhecimento de mundo; 
 intertextualidade;
 repetição.
 inferências;
 coesão
Questão: 5 (222637) 
Na frase \u201cSentada no quintal, a criança avistou a mãe.\u201d temos um problema no significado já que não sabemos se quem estava sentada no quintal era a mãe ou a criança. Que nome damos a esse fenômeno?  Pontos da Questão: 0,5
 Homonímia.
 Metáfora.
 Hipérbole.
 Metonímia.
 Ambiguidade estrutural. 
Questão: 6 (157294) 
Ao conversar com o diretor, na empresa em que trabalho, digo a seguinte frase: 
\u201c Senhor, bom dia! 
Peço sua gentileza de marcar um horário, em sua agenda, para conversarmos sobre a minha promoção e aumento salarial. Agradeço, desde já \u201d. 
Podemos afirmar que utilizei: 
  Pontos da Questão: 1
 Linguagem Informal e cuidada.
 Linguagem Formal e Padrão. 
 Linguagem Informal e erudita
 Linguagem Formal e erudita.
 Linguagem Informal e Padrão.
Questão: 2011-8 av2 (199958)
7 - Desenvolva um parágrafo a partir do tópico frasal : A internet domina a vida do homem moderno , apresentando fatos ou argumentos que  comprovem ou contrariem a tese.  Pontos da Questão: 1,5
Resposta do Aluno:
Atualmente percebemos que a internet está cada vez mais enraizada no dia a dia do homem moderno.As relações humanas já não são como antigamente, onde o contato físico e as longas conversas eram características sempre presentes. Observamos casais em restaurantes, juntos fisicamente, mas cada um, separadamente, interagindo com seu mundo virtual através de smarphones e tablets.Famílias que moram na mesma residência e se comunicam através de computadores para saber o que vão comer no almoço.Hoje as relações são voláteis e o que podemos fazer de maneira mais rápida torna-se mais interessante. Achamos que estamos ganhando tempo, mas na verdade estamos jogando o tempo contra nós.
Gabarito:
Livre. 
Fundamentação do Professor:
Pontos do Aluno:   
Questão: 8 (164985) 
Assinale a opção em que a expressão metafórica indica um uso coloquial da língua  Pontos da Questão: 1
 parâmetros anteriores 
 botar o dedo na ferida 
 garantias tradicionais 
 dissecou a anatomia do poder
 entrar em contradição
Questão: 20112sdaula 5 (165284)
9 - Canastra com morto ou sem ... 
Aprendi com meus pais a jogar canastra, meu pai, um virginiano "calculista" daqueles que sabem todas as cartas que todo mundo tem, e quem levou o que. Minha mãe, chamávamos de "lixeira" até brincávamos, meus irmãos e eu, que ela não teria dedos suficientes para segurar tantas cartas, quem estava depois dela na rodada, não conseguia pegar a mesa, pois ela tudo juntava e articulava montes de frentes de jogos. 
Bem, sabendo disso, vocês podem imaginar que eu quase nunca tive oportunidade de ganhar alguma partida deles, mas me esmerava para isso. E com o inocente jogo de cartas em família aprendi muito. 
Hoje na vida - a exemplo do jogo de canastra - quando vejo que o jogo está perdido, já nem "cato" mais nada da mesa. 
Cumprimento o adversário, como fazia com meus pais, admito minha inabilidade mas,sempre volto a jogar, sou da opinião que só tentando e tentando sempre melhorar é que nos esmeramos para "jogar " melhor. "Naquele momento" a partida está perdida, e o jogo termina. (.... a não ser que eu pegue o "morto" ) 
- Cest la vie - pocker eu não jogo não ! 
Kate Weiss 
Depois de ler o texto você deverá responder qual o seu gênero e ressaltar as  características que o nomeiam. (1,5)  Pontos da Questão: 1,5
Resposta do Aluno:
Tipologia textual: Narração Gênero textutal: Crônica Relata fatos do cotidiano, narração (1 pessoa) e apresenta um sentido na história, uma vez que o narrador diz que mesmo sabendo que o jogo está perdido ele cumprimenta o adversário, admite a inabilidade mas sempre volta a jogar. Mostrando que às vezes se ganha, às vezes se perde, mas é assim que se aprende a jogar.
Gabarito:
Crônica. - analisar, comentar, argumentar, criticar É preciso analisar o contexto que normalmente está em linguagem coloquial, tem humor, a narrativa é informal, retrata fatos do cotidiano. uma. 
Fundamentação do Professor:
Pontos do Aluno:   
Questão: 10 (222210) 
Assinale a alternativa que completa as lacunas com o articulador sintático adequado as relações semânticas dos enunciados: 
1. Consegui um emprego excelente,_______agora posso ficar tranquilo. 
2. Venderam o apartamento, _______ desejavam mudar-se para outra cidade. 
  Pontos da Questão: 0,5
 portanto/ porque 
 todavia/ porque
 a proporção que /mas
 logo / mas
 porque / portanto
	
_1415822546.unknown
_1415822554.unknown
_1415822558.unknown
_1415822560.unknown
_1415822561.unknown
_1415822559.unknown
_1415822556.unknown
_1415822557.unknown
_1415822555.unknown
_1415822550.unknown
_1415822552.unknown
_1415822553.unknown
_1415822551.unknown
_1415822548.unknown
_1415822549.unknown
_1415822547.unknown
_1415822538.unknown
_1415822542.unknown
_1415822544.unknown
_1415822545.unknown
_1415822543.unknown
_1415822540.unknown
_1415822541.unknown
_1415822539.unknown
_1415822530.unknown
_1415822534.unknown
_1415822536.unknown
_1415822537.unknown
_1415822535.unknown
_1415822532.unknown
_1415822533.unknown
_1415822531.unknown
_1415822526.unknown
_1415822528.unknown
_1415822529.unknown
_1415822527.unknown
_1415822522.unknown
_1415822524.unknown
_1415822525.unknown
_1415822523.unknown
_1415822520.unknown
_1415822521.unknown
_1415822519.unknown
_1415822518.unknown