Aula 3 Sistemas Distribuidos e Agrupados

Disciplina:Sistemas Operacionais6.465 materiais160.075 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Prof. Est. Manoel Pedro

Sistemas Distribuídos
Sistemas Agrupados (Clusters)
Sistemas Operacionais

Sistemas Distribuídos
quarta-feira, 8 de setembro de 2010
2
Sistemas Distribuídos dependem da inter conexão em rede para realizarem sua funcionalidade.
As Redes variam de acordo com os protocolos usados, as distâncias entre os nós e a mídia de transporte. O TCP/IP é o protocolo de rede mais comum .
 Muitos sistemas operacionais suportam TCP/IP, incluindo os sistemas operacionais Windows e Unix. Alguns SO’s suportam sistemas proprietários para atender aos seus requisitos.

Sistemas Distribuídos
quarta-feira, 8 de setembro de 2010
3
As redes são classificados de acordo com as distancias entre seus nós;
Uma Rede Local (LAN – Local área network) existe dentro de uma sala, de um andar ou de um edifício.
Uma Rede Longa Distância (WAN – Wide-area network) Usualmente existe entre cidades ou países.
Uma Rede Metropolitana (MAN – Metropolitan-area network) pode conectar edifícios dentro de uma cidade.

Sistemas Distribuídos
quarta-feira, 8 de setembro de 2010
4
Os dispositivos Bluetooth estabelecem comunicação em curta distancia, criando em essência uma rede de curta distancia.
 As mídias de suporte às redes são igualmente variadas, Elas incluem fios de cobre, fibras trançadas e transmissões sem fio entre satélite, parabólicas de ondas curtas e rádios. Quando dispositivos de computação são conectados a telefones celulares, eles criam uma rede. Também a comunicação de raios infravermelhos de curtíssimo alcance pode ser usada para criar uma estrutura de rede.

Sistemas Distribuídos
	Sistemas Clientes-Servidor
quarta-feira, 8 de setembro de 2010
5
À medida que os PCs têm se tornado mais rápidos, mais poderosos e mais baratos, os projetistas têm se afastado da arquitetura de sistemas centralizados.
 As funcionalidades de interface com o usuário que costumavam ser manejadas diretamente por sistemas centralizados estão, cada vez mais, sendo manejadas por PCs.
Com o resultado os sistemas centralizados atuam, hoje, como sistemas servidores para satisfazer requisitos gerados por sistemas clientes.

Sistemas Distribuídos
	Sistemas Cliente-Servidor
quarta-feira, 8 de setembro de 2010
6
À medida que os PCs têm se tornado mais rápidos, mais poderosos e mais baratos, os projetistas têm se afastado da arquitetura de sistemas centralizados.
 As funcionalidades de interface com o usuário que costumavam ser manejadas diretamente por sistemas centralizados estão, cada vez mais, sendo manejadas por PCs.
Com o resultado os sistemas centralizados atuam, hoje, como sistemas servidores para satisfazer requisitos gerados por sistemas clientes.

Sistemas Distribuídos
	Sistemas Cliente-Servidor
quarta-feira, 8 de setembro de 2010
7
Os sistemas servidores podem ser classificados, de modo geral, como servidores de processamento e servidores de arquivos.
Os Sistemas Servidores de Processamentos proporcionam uma interface para a qual os clientes podem enviar solicitações com o objetivo de desenvolver uma ação e em resposta à qual eles executam a ação e enviam os resultados de volta ao cliente.
Os Sistemas Servidores de Arquivo proporcionam uma interface arquivo-sistema onde os clientes podem criar, atualizar e apagar arquivos.

Sistemas Distribuídos
	Sistemas Paralelos
quarta-feira, 8 de setembro de 2010
8
Quando os PCs foram introduzidos nos anos 1970, eles eram projetados para uso “pessoal” e eram geralmente considerados computadores monousuário. Nos anos 1980, como o início da expansão do uso público da internet , muitos PCs se conectaram a redes de computadores.
 Os sistemas operacionais (windows, OS/2, MamOS e o UNIX) agora também incluem o sistema de software que habilita um computador a ter acesso a internet via rede local ou via conexão telefônica.

Sistemas Distribuídos
	Sistemas Paralelos
quarta-feira, 8 de setembro de 2010
9
Em contraste com os sistemas fortemente acoplados , as rede de computadores usadas nestas aplicações compõem-se de uma coleção de processadores que não compartilham memória ou relógio.
 Os processadores intercomunicam-se através de diversas linhas de comunicação. Estes sistemas são usualmente conhecidos como sistemas fracamente acoplados (ou sistemas distribuidos)

Sistemas Distribuídos
	Sistemas Paralelos
quarta-feira, 8 de setembro de 2010
10
Um Sistema Operacional de rede é um sistema operacional que oferece facilidades como compartilhamento de arquivos através de rede, e que inclui um esquema de comunicação que permite a troca de mensagens entre processos diferente em computadores diferentes .
 Um computador que execute um sistema operacional de rede age autonomamente em relação a todos os outros computadores na rede, embora esteja consciente da rede e seja capaz de se comunicar com outros computadores interconectados.

Sistemas Distribuídos
	Sistemas Paralelos
quarta-feira, 8 de setembro de 2010
11
 Um sistema operacional distribuído é um ambiente menos autônomo. Os diferentes sistemas operacionais comunicam-se suficientemente próximos para criar a ilusão de que somente um único sistema operacional controla a rede.

Sistemas Agrupados (clusters)
quarta-feira, 8 de setembro de 2010
12
 Como os sistemas paralelos, os Sistemas Agrupados reúnem múltiplos PCs para desenvolver trabalho computacional. Entretanto , estes sistemas diferem dos sistemas paralelos no sentido de que são compostos de dois ou mais sistemas individuais acoplados.
 A definição geralmente aceita é que os sistemas agrupados compartilham memória e são proximamente conectados através de uma rede LAN.

Sistemas Agrupados (clusters)
quarta-feira, 8 de setembro de 2010
13
 O agrupamento é habitualmente utilizado para proporcionar alta disponibilidade. Cada nó pode monitorar um ou mais nós (através da LAN). Se a máquina monitorada falhar , a maquina monitora pode apropriar-se da sua memória e restaurar as aplicações que estavam sem executadas na maquina que falhou.
 A maquina corrompida pode permanecer desligada que os usuários e clientes da aplicação perceberiam somente uma breve interrupção do serviço.

Sistemas Agrupados (clusters)
quarta-feira, 8 de setembro de 2010
14
 No agrupamento Assimétrico, uma máquina permanece em modo de alerta máximo enquanto a outra está em operando as aplicações . O hospedeiro em alerta nada faz além de monitorar o servidor ativo. No modo simétrico, dois ou mais hospedeiros estão operando aplicações e monitorando-se reciprocamente. Esta modo é obviamente mais eficiente, já que usa todo hardware disponível.

Sistemas Agrupados (clusters)
quarta-feira, 8 de setembro de 2010
15
 Outras formas de agrupamento são os agrupamentos paralelos e o agrupamento sobre um WAN. Agrupamentos paralelos permitem que múltiplos hospedeiros tenham acesso aos mesmos dados na memória compartilhada.
 Tendo em vista que a maioria dos sistemas operacionais não fornecem suporte para este acesso simultâneo a dados por múltiplos hospedeiros, normalmente utiliza-se softwares com suporte a essa tipo de aplicação. Por Exemplo Banco de Dados Oracle.

Sistemas Agrupados (clusters)
quarta-feira, 8 de setembro de 2010
16
 Apesar dos avanços da computação distribuída, a maioria dos sistemas não oferecem sistemas de arquivos distribuídos para uso geral, não permitindo assim acesso compartilhado aos discos.
Os sistemas de arquivos distribuídos devem oferercer controles e segurança da acesso aos arquivos para garantir que não ocorram operações conflitantes.
Esse tipo de serviço é conhecido como Gerenciador de Segurança Distribuído (DLM Distributed lock maneger)

Sistemas Agrupados (clusters)
quarta-feira, 8 de setembro de 2010
17
 Apesar dos avanços da computação distribuída, a maioria dos sistemas não oferecem sistemas de arquivos distribuídos para uso geral, não permitindo assim acesso compartilhado aos discos.
Os sistemas de arquivos distribuídos devem oferecer controles e segurança da acesso aos arquivos para garantir que não ocorram operações conflitantes.
Esse tipo de serviço é conhecido como Gerenciador de Segurança Distribuído