Programa_Instrumental_II_UFLA_sex_8_00 (1)
2 pág.

Programa_Instrumental_II_UFLA_sex_8_00 (1)

Disciplina:Inglês Instrumental II35 materiais678 seguidores
Pré-visualização1 página
Departamento de Ciências Humanas (DCH)

Disciplina: Inglês Instrumental II (GCH 106)
Turmas: 3A-9A-10A
Horário: 8:00 às 9:40 – Sextas-feiras
Docente: Profa. Ms. Helen de Oliveira Faria
Contato: helenfaria@dch.ufla.br

PROGRAMA DE CURSO: A disciplina enfocará aspectos contextuais e textuais, gramaticais e lexicais pertinentes à compreensão de gêneros diversos, enfatizando o desenvolvimento de estratégias de leitura e de aprendizagem.

AVALIAÇÃO: A avaliação levará em consideração pontualidade, frequência, participação e envolvimento nas discussões em sala de aula, a realização de exercícios presenciais e on-line, a entrega de trabalhos de leitura e análise de textos e avaliações escritas sem consulta em sala de aula.

PROGRAMA: O programa, organizado em unidades e subunidades, está planejado para abranger os conteúdos explicitados abaixo, embora possa ser flexibilizado para atender necessidades específicas da turma.

	Aula
	Data
	Conteúdo
	Especificação

	1
	2/3
	Introdução ao Inglês Instrumental. Estilos de aprendizagem.
	Discussão geral do programa e levantamento de necessidades da turma.

	2
	9/3
	Conceito, identificação e função de gêneros textuais, suporte de gênero e tipo de texto. Apresentação breve sobre gêneros textuais para fins gerais e acadêmicos. Objetivos de leitura e níveis de compreensão. Trabalho levantamento de periódicos na área.
	Trabalho com textos de gêneros diversos. Conscientização de objetivos de leitura. Discussão sobre trabalho em grupo.

	3
	16/3
	Estratégias de leitura: skimming, scanning, bottom-up e top-down. Revisão sobre cognatos, inferência contextual e informação não-verbal.
	Apresentação e prática de estratégias de leitura, cognatos, inferência contextual e informação não-verbal.

	4
	23/3
	Formação de palavras. Compreensão e função de afixos.
	Exercícios de entendimento de mensagem do texto e de léxico, com base em afixos.

	5
	30/3
	Uso de dicionário. Grupos Nominais.
	Trabalho com dicionários em sala. Caracterização e exercícios sobre grupos nominais.

	6
	13/4
	Revisão gêneros acadêmicos: artigo, abstract, relatório, resumo e resenha. Referência pronominal.
	Trabalho com textos de diferentes gêneros acadêmicos. Exercícios focalizando a referência pronominal.

	7
	20/4
	Gêneros acadêmicos parte I: resumo e resenha. Estratégias de escrita.
	Exercício de escrita de resumo em sala.

	8
	27/4
	Prova Individual.
	Todo o conteúdo trabalhado até a aula anterior.

	9
	4/5
	Discussão da prova. Trabalho com textos contendo informação não-verbal. Trabalho com resenha.
	Exercícios com textos com tabelas, gráficos e figuras. Escrita de resenha em sala.

	10
	11/5
	Marcadores discursivos (conectivos). Trabalho com mapas conceituais on-line com texto da área contendo conectivos e afixos.
	Exercícios com foco em conectivos. Explicação de projeto on-line.

	11
	18/5
	Trabalho com texto acadêmico. Sufixos ing e ed.
	Exercícios com foco em formação de palavras com sufixos.

	12
	25/5
	Formas verbais I: futuros e verbos modais (revisão).
	Atividades com foco em formas verbais.

	13
	1/6
	Formas verbais II: Presente perfeito.
	Atividades com foco em formas verbais.

	14
	15/6
	Formas verbais III: voz passiva.
	Atividades com foco em formas verbais.

	15
	22/6
	Gêneros acadêmicos parte II: artigo e abstract.
	Escrita de abstract em sala.

	16
	29/6
	Prova Individual.
	Todo o conteúdo trabalhado até a aula anterior

	17
	3/7
	Avaliação do curso / Fechamento de notas / Avaliações substitutivas.
	Entrega e discussão da prova final. Discussão avaliativa do rendimento e resultados individuais e do grupo.

	

Bibliografia Básica

SOUZA, A.G.F. Leitura em língua inglesa: uma abordagem instrumental. São Paulo: Disal, 2010.

SWALES, J. M.; FEAK, C. Academic Writing for Graduate Students: a course for nonnative speakers of English. Second Edition. Ann Arbor: The Michigan University Press, 2004.

WILLIAMS, I. English for Science and Engineering. Boston: Thompson, 2007.

Bibliografia Complementar

CELANI, M. A. A. et alii. ESP in Brazil 25 years of evolution and reflection. Campinas: Mercado de Letras; São Paulo: EDUC. 2005.

______; FREIRE, M. M.; RAMOS, R. C. G. (Org.). A abordagem instrumental no Brasil: um projeto, seus percursos e seus desdobramentos. Campinas: Mercado de Letras, 2009.

CORTE, A. C. O.; FISCHER, C. R. Introdução, conclusão e “abstract” em relatórios de pesquisa em língua inglesa. In: GRIGOLETTO, M. Cadernos do centro de línguas. n. 3, p. 45-53. 2000.

DIAS, R. Concept Maps powered by computer software: a strategy for enhancing reading comprehension in English for specific purposes. Revista Brasileira de Linguística Aplicada. v. 11; n.4. p. 895-911, 2011.

HUTCHINSON, T; WATERS, A. English for specific purposes: a learner-centered approach. Cambridge: Cambridge University Press, 1987.

MARCUSCHI, L.A.; XAVIER, A.C. Hipertexto e Gêneros digitais: novas formas de construção de sentido. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005.

MARCUSCHI, L.A. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola, 2008.

OXFORD, R. Language learning strategies: what every teacher should know. Boston: Heinle & Heinle, 1990.

RAMOS, R. C. G. Gêneros textuais: uma proposta de aplicação em cursos de inglês para fins específicos. The ESPecialist. v. 25; n. 2, p. 107-129. 2004.
Thaisa Tatá fez um comentário
  • Só me interessei pela bibliografia :D
    0 aprovações
    Carregar mais