Aula 17
15 pág.

Aula 17


DisciplinaIntrodução A Economia para Engenheiros37 materiais602 seguidores
Pré-visualização3 páginas
FonteFonte: : PINDYCK, ROBERT S. PINDYCK, ROBERT S. \u2013\u2013 MicroeconomiaMicroeconomia \u2013\u2013
São Paulo, São Paulo, PearsonPearson, 6ª Edição, 2007, 6ª Edição, 2007
ProduçãoProdução
Prof. Marco Aurélio Albernaz
Aula 17Aula 17 üü ProduçãoProdução comocomo insumoinsumo variávelvariável
üü ProduçãoProdução com com doisdois insumosinsumos variáveisvariáveis
üü RendimentoRendimento de de escalaescala
Capítulo 6
Produção
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 3
Tópicos para discussão
n Tecnologia de produção
n Produção com um insumo variável 
(trabalho)
n Produção com dois insumos variáveis
n Rendimentos de escala
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 4
Tecnologia de produção
n O processo produtivo
l Combinação e transformação de insumos 
ou fatores de produção em produtos
n Tipos de insumos (fatores de produção)
l Trabalho
lMatérias-primas
l Capital
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 5
Tecnologia de produção
n Função de produção
l Indica o maior nível de produção que uma 
firma pode atingir para cada possível 
combinação de insumos, dado o estado da 
tecnologia.
lMostra o que é tecnicamente viável
quando a firma opera de forma eficiente.
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 6
Tecnologia de produção
n No caso de dois insumos a função de 
produção é:
q = F(K,L)
q = Produto, K = Capital, L = Trabalho
n Essa função depende do estado da 
tecnologia
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 7
Tecnologia de produção
n Curto prazo versus longo prazo
n Curto prazo:
l Período de tempo no qual as quantidades 
de um ou mais insumos não podem ser 
modificadas.
l Tais insumos são denominados insumos 
fixos.
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 8
Tecnologia de produção
n Longo prazo
l Período de tempo necessário para tornar 
variáveis todos os insumos.
Curto prazo versus longo prazo
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 9
Quantidade Quantidade Produto Produto Produto
de trabalho (L) de capital (K) total (Q) médio marginal
Produção com um insumo variável 
(trabalho)
0 10 0 --- ---
1 10 10 10 10
2 10 30 15 20
3 10 60 20 30
4 10 80 20 20
5 10 95 19 15
6 10 108 18 13
7 10 112 16 4
8 10 112 14 0
9 10 108 12 -4
10 10 100 10 -8
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 10
n Observações:
1. À medida que aumenta o número de 
trabalhadores, o produto (q) aumenta, 
atinge um máximo e, então, decresce.
Produção com um insumo variável 
(trabalho)
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 11
n Observações
2. O produto médio do trabalho (PM), 
ou produto por trabalhador, 
inicialmente aumenta e depois
diminui.
L
Q
Trabalho
Produto PM ==
Produção com um insumo variável 
(trabalho)
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 12
n Observações
3. O produto marginal do trabalho 
(PMg), ou produto de um trabalhador 
adicional, aumenta rapidamente no 
início, depois diminui e se torna 
negativo.
L
Q
rabalhoT
rodutoP PMgL
D
D=
D
D=
Produção com um insumo variável 
(trabalho)
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 13
Produto total
A: inclinação da tangente = 
PMg (20)
B: inclinação de OB = PM (20)
C: inclinação de OC=PMg & PM
Trabalho mensal
Produção
mensal
60
112
0 2 3 4 5 6 7 8 9 101
A
B
C
D
Produção com um insumo variável 
(trabalho)
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 14
Produção com um insumo variável 
(trabalho)
Produção
mensal por
trabalhador
Produto médio
8
10
20
0 2 3 4 5 6 7 9 101 Trabalho mensal
30
E
Produto marginal
Observações:
À esquerda de E: PMg > PM & PM crescente
À direita de E: PMg < PM & PM decrescente
E: PMg = PM & PM máximo
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 15
n Observações
l Quando PMg = 0, PT encontra-se no seu 
nível máximo
l Quando PMg > PM, PM é crescente
l Quando PMg < PM, PM é decrescente
l Quando PMg = PM, PM encontra-se no 
seu nível máximo
Produção com um insumo variável 
(trabalho)
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 16
Produção com um insumo variável 
(trabalho)
Trabalho
mensal
Produção
mensal
60
112
0 2 3 4 5 6 7 8 9 101
A
B
C
D
8
10
20
E
0 2 3 4 5 6 7 9 101
30
Produção
mensal por
trabalhador
Trabalho
mensal
PM = inclinação da linha que vai da origem a um ponto sobre a 
curva de PT, linhas b & c.
PMg = inclinação da tangente em qualquer ponto da curva de 
TP, linhas a & c.
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 17
n Lei dos rendimentos marginais 
decrescentes
l À medida que o uso de determinado 
insumo aumenta, chega-se a um ponto em 
que as quantidades adicionais de produto 
obtidas tornam-se menores (ou seja, o 
PMg diminui).
Produção com um insumo variável 
(trabalho)
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 18
n Quando a quantidade utilizada do 
insumo trabalho é pequena, o PMg é 
grande em decorrência da maior 
especialização.
n Quando a quantidade utilizada do 
insumo trabalho é grande, o PMg
decresce em decorrência de 
ineficiências.
Produção com um insumo variável 
(trabalho)
Lei dos rendimentos marginais decrescentes
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 19
n Pode ser aplicada a decisões de longo 
prazo relativas à escolha entre 
diferentes configurações de plantas 
produtivas
n Supõe-se que a qualidade do insumo 
variável seja constante
Produção com um insumo variável 
(trabalho)
Lei dos rendimentos marginais decrescentes
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 20
n Explica a ocorrência de um PMg
declinante, mas não necessariamente 
de um PMg negativo
n Supõe-se uma tecnologia constante
Produção com um insumo variável 
(trabalho)
Lei dos rendimentos marginais decrescentes
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 21
Produção com um insumo variável 
(trabalho)
Trabalho por
período
Produção
por período
50
100
0 2 3 4 5 6 7 8 9 101
A
O1
C
O3
O2
B
A produtividade do trabalho
pode aumentar à 
medida que
ocorram melhoramentos
tecnológicos, mesmo que
cada processo
produtivo seja
caracterizado por
rendimentos decrescentes
do trabalho.
Efeito dos avanços tecnológicos
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 22
n Produtividade da mão-de-obra
Produção totalProdutividade média 
Quantidade de trabalho
=
Produção com um insumo variável 
(trabalho)
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 23
n Padrão de vida e produtividade
lO aumento do consumo depende do 
aumento da produtividade.
lDeterminantes da produtividade:
uEstoque de capital
uMudança tecnológica
Produção com um insumo variável 
(trabalho)
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 24
Produção com dois insumos 
variáveis
n No curto prazo, trabalho é variável e 
capital é fixo.
n No longo prazo, trabalho e capital são 
variáveis.
n As isoquantas descrevem as possíveis 
combinações de trabalho e capital que 
geram a mesma produção
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 25
Produção com dois insumos 
variáveis
Trabalho por mês
1
2
3
4
1 2 3 4 5
5
No longo prazo, ambos o capital 
e o trabalho variam e apresentam
rendimentos decrescentes.
q1 = 55
q2 = 75
q3 = 90
Capital
por mês
A
D
B C
E
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 26
Produção com dois insumos 
variáveis
n Premissas
lUm produtor de alimentos utiliza dois 
insumos
uTrabalho (L) & Capital (K)
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 27
Produção com dois insumos 
variáveis
n Observações
1. Para qualquer nível de K, o produto 
aumenta quando L aumenta.
2. Para qualquer nível de L, o produto 
aumenta quando K aumenta.
3. Várias combinações de insumos 
podem produzir a mesma quantidade 
de produto.
Capítulo 6 ©2006 by Pearson Education do Brasil Slide 28
Produção com dois insumos 
variáveis
n Isoquantas
l São curvas que representam todas as 
possíveis combinações de insumos que 
geram a mesma quantidade de produto
Capítulo 6 ©2006 by Pearson