Aula05_CEE2
11 pág.

Aula05_CEE2

Disciplina:Conversão Eletromecânica de Energia 2272 materiais1.226 seguidores
Pré-visualização11 páginas
5 – A máquina de indução – análise do circuito equivalente 1
Ci it E i l t
Ci
rcu
it
o
E
qu
i
va
l
en
t
e
P
i d t f (W)
Pent potência de entrada (W)
P
g
p
o
nc
i
a
d
e en
t
re
f
erro
(W)
Representa o comportamento do motor para um dado escorregamento
s”. É um circuito por fase.
cos3 11
I
V
P
en
R
Definimos a perda nos condutores do estator (W):
2
3
I
R
P
2
2
2
3I
s
R
P
g11estato
r
3
I
R
P
Desprezando a perda em Rc, escrevemos então
a
relação entre
P
P
e
P
:
estator
P
P
P
entg
a
relação
entre
P
g
,
P
en
e
P
estato
r
:
5 – A máquina de indução – análise do circuito equivalente 2
Ci it E i l t
Ci
rcu
it
o
E
qu
i
va
l
en
t
e
A perda nos condutores do rotor Protor (W) é dada por: 2
22roto
r
3IRP
A potência mecânica desenvolvida Pmec (W) é calculada por:
1
R
2
22
2
22
2
2
2
rotor 1
1
333 I
s
RIRI
s
R
PPP gmec
1
s
2
22
1
3I
s
s
RP
mec
Portanto: e
gmec
P
s
P
1g
sP
P
rotor
5 – A máquina de indução – análise do circuito equivalente 3
Ci it E i l t
Ci
rcu
it
o
E
qu
i
va
l
en
t
e
Em geral, a perda no núcleo do estator produzida pelo fluxo
magnético do motor não é desprezível.
magnético
do
motor
não
é
desprezível.
As perdas no núcleo do rotor variam com o escorregamento, sendo
máximas em
r= 0 (s= 1) e mínimas na rotação nominal.
As perdas por atrito e ventilação começam em zero em
r= 0 e são
máximas na velocidade de operação.
Ptã hd dtii
P
(W) ã
P
or es
t
a raz
ã
o, as c
h
ama
d
as per
d
as ro
t
ac
i
ona
i
s
P
ROT
(W)
s
ã
o
consideradas constantes na análise de desempenho.
adicionaisnucleovent,at
P
P
P
P
ROT