PlanoDeAula_11
2 pág.

PlanoDeAula_11


DisciplinaTeoria Geral do Processo13.355 materiais234.716 seguidores
Pré-visualização1 página

	 
			
			 Plano de Aula: Distinção entre processo e procedimento. Procedimentos comuns e especiais.
			 TEORIA GERAL DO PROCESSO
			
		
		
			Título
			Distinção entre processo e procedimento. Procedimentos comuns e especiais.
			 
			Número de Aulas por Semana
			
				
			
			Número de Semana de Aula
			
				12
			
 
 Tema
		 Processo: continuação. Distinção entre processo e procedimento. Procedimentos comuns e especiais no Direito Processual Civil, Penal e Trabalho.
		
		 Objetivos
		 
Diferenciar processo e procedimento;
 
Conhecer os diversos procedimentos existentes, sejam eles comuns ou especiais;
 
Reconhecer as justificativas para a criação de um procedimento distinto.
 
 
		
		 Estrutura do Conteúdo
	 
Processo: continuação. Distinção entre processo e procedimento. Procedimentos comuns e especiais no Direito Processual Civil, Penal e Trabalho.
	
	 Aplicação Prática Teórica
 
1ª Questão.
Geisa promove demanda com o objetivo de obter a revogação da doação de um bem avaliado em R$ 500.000,00, valor este que, por sinal, foi atribuído a causa. A petição inicial foi distribuída perante um dos juízos integrantes da Justiça Estadual do Rio de Janeiro, observando o procedimento ordinário. Só que, ao analisar a petição inicial, o magistrado determina que a autora promova a sua emenda, de modo a adequá-la ao procedimento correto. Indaga-se: foi correta a postura do magistrado?
 
2ª Questão.
Rodrigo, com 61 anos de idade, propõe demanda perante uma das Varas Cíveis da Comarca da Capital. Na petição inicial o demandante narra e comprova a sua idade, requerendo a concessão de prioridade de tramitação do processo por este motivo. Como o magistrado deve se posicionar a respeito?
a) deve indeferir, pois tal benefício somente é possível aos maiores de 70 anos;
b) deve deferir, já que a prioridade é dada aos maiores de 60 anos;
c) deverá indeferir, pois tal situação violaria o princípio da isonomia;
d) somente deverá aceitar se tiver sido impetrado um mandado de segurança.Â