Instalando placas Wifi no Linux
16 pág.

Instalando placas Wifi no Linux

Disciplina:Redes sem Fio496 materiais19.100 seguidores
Pré-visualização5 páginas
de instalação cuida de tudo automaticamente.

Para ativar a placa, carregue o módulo com os comandos:

# modprobe wlan
# modprobe adm8211

Para que o módulo seja carregado automaticamente durante o boot, adicione as linhas "wlan" e
"adm8211" no final do arquivo /etc/modules. Depois falta só configurar os parâmetros da rede.

Realtek 8180

Este chipset é encontrado em alguns modelos de placas PCI, principalmente um
modelo vendido pela LG. Embora seja mais raro, você também encontrará algumas

PDF Creator - PDF4Free v2.0 http://www.pdf4free.com

Adaptação: Alexandre D. Guimarães (Aledegui). Texto Original elaborado por Carlos E. Morimoto

placas PCMCIA e até algumas placas mãe com ela onboard.

A Realtek chegou a disponibilizar um driver for Linux, mas ele funciona apenas em
distribuições com Kernel 2.4.18 ou 2.4.20:

http://www.realtek.com.tw/downloads/downloads1-3.aspx?Keyword=rtl8180l

Existe um driver atualizado, para distribuições com versões mais recentes do
Kernel, ainda em estágio inicial de desenvolvimento disponível no:
http://sourceforge.net/projects/rtl8180-sa2400

Mas, atualmente, a forma mais prática de ativar estas placas é usar o Ndiswrapper.

Orinoco-USB

Este driver é destinado às placas USB com o chipset Prism, como as Compaq
WL215 e W200 encontradas principalmente em notebooks Compaq Evo. Estas
placas possuem um driver nativo, assim como as placas com chipset Prism em
versão PC-Card, mas ele ainda precisa ser instalado manualmente. A página do
projeto é:

http://orinoco-usb.alioth.debian.org

Na página estão disponíveis pacotes para o Debian e o Red Hat, mas lembre-se que
os pacotes só funcionam nas versões do Kernel para que foram compilados. Eles só
serão úteis se você estiver usando um Kernel padrão das distribuições.

A forma mais rápida de obter o código fonte do driver para instala-lo manualmente
é via CVS. É mais fácil do que parece. Em primeiro lugar você precisará instalar o
pacote "cvs" encontrado na distribuição em uso, com um "apt-get install cvs" ou
"urpmi cvs" por exemplo. Com o CVS instalado, rode os comandos:

# export CVS_RSH="ssh"
# cvs -z3 -d:ext:anoncvs@savannah.nongnu.org:/cvsroot/orinoco co
orinoco

Isso criará uma pasta "orinoco" no diretório atual. Acesse-a e rode os comandos:

# make
# make install

Para que o driver funcione, você precisará tanto dos módulos instalados pelo
"make; make install" quando do firmware da placa. Eu instalei os módulos através
do código fonte baixado através do CVS, mas o script que baixaria o firmware não
funcionou.

Fiz uma segunda tentativa com o pacote orinoco-usb-0.2.2.tar.bz2 disponível no:
http://alioth.debian.org/projects/orinoco-usb/

Este pacote não compilou, mas dentro da pasta existe um diretório chamado
"firmware" com um script (diferente) para baixar o firmware da placa. Para

PDF Creator - PDF4Free v2.0 http://www.pdf4free.com

Adaptação: Alexandre D. Guimarães (Aledegui). Texto Original elaborado por Carlos E. Morimoto

executá-lo, rode o comando "make".

Isto gerará dois arquivos, o orinoco_ezusb_fw (que na verdade é um link
simbólico) e o orinoco_usb_fw.bin (o firmware propriamente dito) que devem ser
copiados para a pasta /usr/lib/hotplug/firmware.

Isto será suficiente para que o hotplug passe a detectar e ativar a placa no boot.
Caso seja necessário ativa-la manualmente, rode o comando: modprobe
orinoco_usb

IPW2100 e IPW2200

Os chipsets IPW2100 e IPW2200 são fabricados pela Intel e vendidos na forma de placas mini-PCI
destinadas a notebooks. Elas são encontradas em notebooks com a tecnologia Centrino e, embora menos
comuns, podem ser compradas separadamente para uso em outros modelos que possuam um slot livre
(neste caso as placas são vendidas sem a marca "Centrino").

Você pode verificar o modelo correto usando o lspci e em seguida baixar o driver no:

http://ipw2100.sourceforge.net/

ou

http://ipw2200.sourceforge.net/

Em ambos os casos você precisará de dois arquivos. O driver propriamente dito e o firmware, novamente
um arquivo separado. Como de praxe, os drivers são de código aberto mas o firmware não.

Para instalar, descompacte o arquivo e rode os comandos:

# make

PDF Creator - PDF4Free v2.0 http://www.pdf4free.com

Adaptação: Alexandre D. Guimarães (Aledegui). Texto Original elaborado por Carlos E. Morimoto

# make install

Isto gerará e copiará os módulos ipw2200.ko, ieee80211.ko, ieee80211_crypt.ko e
ieee80211_crypt_wep.ko para a pasta /lib/modules/2.6.x/kernel/drivers/net/wireless/.

Em seguida você precisa baixar o arquivo com o firmware (ipw2200-fw-2.0.tgz no meu caso),
descompactar e copiar os arquivos para dentro da pasta /usr/lib/hotplug/firmware/.

# mkdir -p /usr/lib/hotplug/firmware/
# cp -a ipw2200-fw-2.0.tgz /usr/lib/hotplug/firmware/
# cd /usr/lib/hotplug/firmware/
# tar -zxvf ipw2200-fw-2.0.tgz

A partir daí a placa deve ser ativada automaticamente durante o boot. Caso você queira ativar e desativar
o suporte manualmente, use os comandos:

# modprobe ipw2200 (para carregar)

# modprobe -r ipw2200 (para desativar)

Linux-wlan-ng

O pacote linux-wlan-ng inclui suporte a várias variações do chipset Prism, incluindo o Prism2. Este
pacote normalmente vem incluído nas distribuições, por ser completamente open-source.

Ele é geralmente composto de duas partes: o pacote linux-wlan-ng inclui os scripts e utilitários, enquanto
o pacote linux-wlan-ng-modules contém os módulos de Kernel das placas suportadas. Algumas
distribuições incluem apenas os scripts e utilitários, mas não os módulos do Kernel. Caso você precise
instala-los manualmente, baixe o pacote no:

ftp://ftp.linux-wlan.org/pub/linux-wlan-ng/

A instalação é similar aos outros drivers que vimos até aqui. Descompacte o arquivo e rode o comando:

# make config

O script confirma a localização do código fonte do Kernel e pergunta quais dos módulos devem ser
gerados. Existem três drivers disponíveis, o prism2_plx (para placas Prism2 PLX9052), prism2_pci (para
placas com chipset Prism2 em versão PCI ou PC-Card) e prism2_usb (a versão para placas USB).

Em seguida rode os comandos:

# make all
# make install

Que concluirão a instalação. Os módulos são carregados automaticamente durante o boot pelo hotplug,
mas, caso seja necessários carregar manualmente, use os comandos: modprobe prism2_pci, modprobe
prim2_usb ou modprobe prim2_plx.

Configurando a rede Wireless

Além da configuração normal da rede, com endereço IP, máscara de sub-rede, gateway e DNS, uma rede
Wireless inclui mais algumas configurações específicas.

PDF Creator - PDF4Free v2.0 http://www.pdf4free.com

Adaptação: Alexandre D. Guimarães (Aledegui). Texto Original elaborado por Carlos E. Morimoto

As distribuições atuais quase sempre incluem utilitários para configurar redes Wireless. No Kurumin você
pode usar o wlcardconfig (herdado do Knoppix) ou os scripts de configuração disponíveis no Painel de
Controle.

Mas, caso você não encontre nenhuma ferramenta específica, você ainda pode configurar os parâmetros
da rede Wireless manualmente, através do iwconfig, um utilitário que faz parte do pacote wireless-tools,
que instalamos antes do driver para a placa.

Numa rede wireless, o dispositivo central é chamado de Access Point. Ele é ligado no hub da rede, ou
diretamente no modem ADSL ou cabo e se encarrega de distribuir o sinal para os clientes.

Ao contrário de um hub, que é um dispositivo "burro", que trabalha apenas no nível físico e não precisa
de configuração, o Access Point possui sempre uma interface de configuração, que pode ser acessada via
navegador em outros micros da rede. Basta acessar o endereço IP do Access Point, veja no manual qual é
o endereço padrão do seu.

Se o endereço for 192.168.1.254 por exemplo, você precisará configurar o micro da onde for acessar para
usar um endereço dentro da mesma faixa. Depois de acessar da primeira vez,