[Prof. Carlão] Cominuicao

[Prof. Carlão] Cominuicao


DisciplinaProcessamento de Minerais I206 materiais2.052 seguidores
Pré-visualização3 páginas
um estudo com algumas alternativas de tipos diferentes de britadores e configurações. Através desta análise é possível selecionar o equipamento mais adequado ao minério, com um custo de investimento e de operação aceitável. 
*
*
*
Empastamento, ou seja, adesão de finos e materiais
argilosos à carcaça e cabeça de britagem reduzindo a
área e o escoamento do material;
Entupimento decorrente da entrada de blocos grandes,
de tamanho maior que a capacidade do britador. Esse
problema ocorre freqüentemente em britadores primários
que operam sem a proteção da grelha;
Atolamento decorrente do arranjo das partículas
formando um arco que as sustenta acarretando a parada
de escoamento do material;
Afogamento devido a redução de espaço disponível para
o material britado em função do fenômeno de
empolamento.
As falhas mais comuns encontrados em plantas de britagem:
*
*
*
Britagem por microondas
\u201cMicroondas substituirão britadores e moinhos na mineração.\u201d
As rochas são feitas de diferentes minerais, as ondas as afetam de forma variada ao longo de sua extensão. Como alguns minerais se aquecem mais rapidamente do que outros, quando a rocha é submetida ao aquecimento começam a aparecer rachaduras ao longo das interfaces entre os grânulos dos diferentes minerais, o que faz com que essas rochas possam ser quebradas mais facilmente.
Pode-se realmente aumentar a velocidade de todo o processo diminuindo o tempo de exposição do material, de alguns minutos para apenas alguns milisegundos, utilizando potências muito altas em períodos curtos de tempo.\u201c
. Cada rocha reage de forma diferente às microondas, de forma que o processo deve passar por uma sintonia fina para cada tipo de minério. os primeiros resultados mostram que, uma vez configurada a fonte de microondas para um minério específico.
 Uma empresa de mineração poderá economizar entre 50 e 60% em sua conta de energia.
*
*
*
BRITAGEM SECUNDÁRIA 
É realizada por britadores mandíbulas, giratórios, cônicos e de impacto. Tamanho de alimentação menor que 15 cm
Britadores de Mandíbula
Características:
relação de largura das placas/abertura da boca muito maior do que nos britadores de mandíbulas;
pequena capacidade.
	Aplicação: limita-se ás instalações de pequeno porte ou condições especiais de rebritagem 
*
*
*
Britadores Giratórios 
Característica: diâmetro da base do cone/ abertura da boca bem maior que nos primários.
	Aplicação: instalações de grande porte ou quando o produto do primário é grosso.
*
*
*
Britadores Cônicos
Giratório modificado onde o cone não é suspenso, mas suportado. 
Características:
cone e o manto apresentam longas superfícies paralelas, para garantir um tempo de residência mais longo;
descarga condicionada ao movimento do cone, a descarga é condicionada ao movimento do cone, a abertura da saída é controlada através do abaixamento e elevação do cone, realizados através de dispositivos hidráulicos;
o tamanho de partícula na alimentação 559 mm, capacidade de 1100 t/h com descarga do produto de 19 mm;
o curso do cone pode ser 5 vezes maior que do b. primário;
relação de redução 3 a 7:1, podendo ser mais alta
*
*
*
BRITADORES GIRADISC
Semelhante ao britador cônico, utilizado na britagem extra fina (britagem quaternária). A britagem é por cominuição inter-partículas, por impacto e atrição de uma massa de muticamadas . Tamanho do produto de 19 a 3 mm, tamanho máximo de alimentação 76,2 mm, razão de redução 
*
*
*
Britador conico
*
*
*
Britador de rolos 
Aplicação: minérios friáveis, úmidos e menos abrasivos tais como calcário, carvão, gipso, fosfato e minérios de ferro friáveis. 
Britadores de mandíbulas e giratórios, quando o minério é friável com a grande proporção de tamanhos máximos na alimentação tendem a estrangular na descarga. 
Operação consiste dois cilindros horizontais girando em direções contrárias, o processo de britagem é por simples pressão. São produzidos também com um cilindro móvel pressionando o material de encontro a uma chapa fixa. Equipamentos com multirolos pode usar rolos em pares ou em conjuntos de 3 , porém equipamentos com meis de dois rolos são raros. A grande desvantagem do btitador de rolos é de necessitar de grandes rolos para alcançar uma relação de redução razoável. Têm um mais elevado custo de capital em relação aos outros britadores.
*
*
*
Britadores Terciários 
Utilizam-se britadores cônicos, produtos na faixa granulométrica de 25 a 3 mm, razão de redução 4:1 a 6:1. Trabalham em circuito Fechado
*
*
*
Britador Barmac
Desenvolvido na Nova Zelândia no fina de 1960, combina impacto, alta intensidade de moagem pulverizando multipartículas. Características:
adequado para britagem terciária, produtos na faixa de 0,06 a 12 mm.
Duopactor pode ser alimentado com tamanho máximo de 50 mm cominuição baseia-se na aceleração de partículas por um rotor, trabalhando em alta velocidade.
Partícula pode atingir até 150 m/s na saída do rotor;
Rotor descarrega continuamente dentro da nuvem de partículas em movimento turbulento;
Redução ocorre pelo impacto da rocha contra rocha, atrição e abrasão;
Preço do duopactor 20.000 a 120.000 libras, do rotopactor 15.000 libras.
*
*
*
Definição de circuito 
Depende:
da capacidade da instalação 
características granulométricas e físicas da alimentação;
características granulométricas desejadas para o produto;
características dos equipamentos;
*
*
*
Procedimentos que devem ser seguidos na escolha do circuito:
não é aconselhável, por motivos econômicos manter estoques de minério entre a frente de lavra e a britagem primaria ;
a britagem primária deve atender as exigências de operação da mina, o que implica em alimentação descontínua e irregular e consequentemente um super dimensionamento do britador;
britador primário é definido pelo tamanho do maior bloco de minério da mina, sendo compatível com equipamentos de carregamento;
estágios de britagem subsequentes devem atender as especificações desejadas para o produto(estoques reguladores entre britagem primaria e outras etaps de cominuição);
geralmente o último estágio de britagem é feito com circuito fechado com peneiras para garantir a uniformidade aos produtos .
*
*
*
Dimensionamento dos britadores
É fundamental conhecer:
volume de minério a ser processado(taxa de alimentação);
distribuição granulométrica da alimentação;
distribuição granulométrica desejada do produto;
densidade aparente do minério;
modo de operação(circuito aberto ou fechado);
balanço de massas (carga circulante)
peso específico do minério;
britabilidade do minério(Wi);
% umidade e
 características mineralógicas (teor de argilas) 
*
*
*
Work index
O Wi é obtido a partir de dez ensaios de britabilidade no qual peças de rochas bitoladas entre 2 e 3 polegadas são montadas entre dois pesos iguais de 30 libras, suspensos em volantes. Quando os volantes são liberados os pesos batem simultaneamente em lados opostos da menor dimensão da rocha. A altura da queda é aumentada progressivamente até atingir a ruptura da rocha. A resistência a britagem por impacto em (pé x libra/polegada) de espessura de rocha, designado por C e Sg peso específico. 
*
*
*
Projetar uma instalação de britagem para 70 m3/h de minério que vem da mina com um top size de (0,4 m) e 25% menor que 2,5 polegadas. Sabe-se que o Wi do minério é 10 kwh/st. A densidade aparente do minério é 1,25; o teor da argila é maior que 5% e a umidade 10%.
Pela tabela 4.6 o britador mais adequado 8050C cuja capacidade varia de 65\u201388 m3/h de produto operando com a abertura de saída na posição fechada (APF) com 4\u201de na posição aberta (APA) terá 5\u201d, pela tabela sabe-se que o movimento do queixo é de 1\u201d. A abertura de alimentação do britador é de 40\u201d(1m).
*
*
*
rojetar uma instalação de britagem para 70 m3/h de minério que vem da mina com um top size de (0,4 m) e 25% menor que 2,5 polegadas. Sabe-se que o Wi do minério é 10 kwh/st. A densidade aparente do minério é 1,25; o teor da argila é maior que 5% e a umidade 10%.
*
*
*
Tabela II: Granulometria do produto britado
Pode ser