Material para a aula 08-06 EAE 106 Resumo
8 pág.

Material para a aula 08-06 EAE 106 Resumo


DisciplinaFundamentos da Economia14.322 materiais174.521 seguidores
Pré-visualização2 páginas
dente e, como resultado, cobra um prec¸o superior ao custo marginal. Como
ocorre em um mercado perfeitamente competitivo, ha´ muitas empresas, e a
entrada e sa´\u131da de empresas leva o lucro de cada competidor monopol´\u131stico
a zero.
A Teoria da Escolha do Consumidor
Restric¸a\u2dco orc¸amenta´ria: o limite das combinac¸o\u2dces de consumo de bens
que o consumidor pode adquirir. A inclinac¸a\u2dco da restric¸a\u2dco orc¸amenta´ria
e´ o prec¸o relativo dos bens.
Inclinac¸a\u2dco = \u2212P1P2
Onde X1 e´ a quantidade do bem 1 (eixo horizontal) e X2 e´ a quantidade
do bem 2 (eixo vertical)
Curva de indiferenc¸a: uma curva que mostra as combinac¸o\u2dces de con-
sumo que proporcionam ao consumidor o mesmo n´\u131vel de satisfac¸a\u2dco. A
inclinac¸a\u2dco da curva de indiferenc¸a e´ a taxa marginal de substituic¸a\u2dco (TMS)
- a taxa a` qual o consumidor esta´ disposto a trocar um bem pelo outro.
A maioria das curvas de indiferenc¸a satisfazem as seguintes propriedades:
TMS = \u2206X2\u2206X1
(a) As curvas de indiferenc¸a mais elevadas sa\u2dco prefer´\u131veis a`s mais baixas
(tambe´m conhecido como o axioma da na\u2dco-saciedade).
(b) As curvas de indiferenc¸a se inclinam para baixo.
(c) As curvas de indiferenc¸a na\u2dco se cruzam.
(d) As curvas de indiferenc¸a sa\u2dco convexas em relac¸a\u2dco a` origem dos eixos.
Como as curvas de indiferenc¸a na\u2dco sa\u2dco linhas retas (em geral), a taxa
marginal de substituic¸a\u2dco na\u2dco e´ a mesma em todos os pontos de uma dada
curva de indiferenc¸a. Geralmente, a TMS depende da quantidade de cada
bem que o consumidors esta´ consumindo atualmente.
Podemos representar graficamente as prefere\u2c6ncias do consumidor por meio
do uso das curvas de indiferenc¸a. Uma curva de indiferenc¸a representa
todas as combinac¸o\u2dces de cestas de mercado fornecem o mesmo n´\u131vel de
satisfac¸a\u2dco a uma pessoa, que e´, portanto, indiferente em relac¸a\u2dco a`s cestas
de mercado representadas pelos pontos ao longo da curva. Formas de
curvas de indiferenc¸a:
6
Escolhas o´timas: O consumidor escolhe o consumo dos dois bens de tal
modo que a taxa marginal de substituic¸a\u2dco seja igual ao prec¸o relativo. Ou
seja, no o´timo, a inclinac¸a\u2dco da curva de indiferenc¸a e´ igual a` inclinac¸a\u2dco da
restric¸a\u2dco orc¸amenta´ria.
Tipos de Bens: classificac¸a\u2dco conforme a renda
\u2022 Bem Normal: denominam-se bens normais aqueles bens que quando
a renda aumenta, a demanda por ele tambe´m aumenta. Assim, pode-
se dizer que temos um bem normal quando a quantidade demandada
varia no mesmo sentido da variac¸a\u2dco da renda.
\u2022 Bem Inferior: denominam-se bens inferiores aqueles bens que quando
a renda aumenta, a demanda por ele diminui. Assim, pode-se dizer
que temos um bem inferior quando a quantidade demandada varia
no sentido contra´rio a` variac¸a\u2dco da renda.
7
O impacto de uma mudanc¸a no prec¸o de um bem sobre o consumo pode
ser decomposto em dois efeitos: o efeito renda e o efeito substituic¸a\u2dco.
\u2022 Efeito Substituic¸a\u2dco: variac¸a\u2dco na demanda devido a` variac¸a\u2dco da
taxa a` qual os dois bens sa\u2dco trocados, sendo assim, mante´m-se o
poder aquisitivo. O efeito substituic¸a\u2dco sempre se move em sentido
contra´rio ao do movimento de prec¸os.
\u2022 Efeito Renda: e´ a variac¸a\u2dco do consumo decorrente da variac¸a\u2dco da
renda enquanto os prec¸os relativos permanecem constantes.
Bens Normais
Bens Inferiores
Caso Especial de bem inferior: Demanda positivamente inclinada \u2192
Bens de Giffen
Efeito Renda > Efeito Substituic¸a\u2dco
8