Apostila UNIJUÍ - Administração da informação
162 pág.

Apostila UNIJUÍ - Administração da informação


DisciplinaPesquisa de Mercado4.979 materiais75.147 seguidores
Pré-visualização44 páginas
http://www.walmart.com.br
Entenda como elas funcionam e observe como tratam com os clientes. Isso não é difí-
cil de descobrir. É só acessar, por exemplo, o site http://www.confiometro.com.br e ver nele
como as empresas estão cotadas segundo o ponto de vista do cliente. Ali você pode até
mesmo acessar as reclamações dos clientes e ver como foram respondidas, os problemas que
tiveram, e assim por diante. Vai descobrir que empresas famosas nem sempre prestam um
bom atendimento, o que pode ser bem mais fácil se a empresa for pequena, quando há maior
controle por parte do seu dono. A Internet deve servir para melhorar as relações com os
clientes, e não para tornar a vida deles mais difícil. Essa é a oportunidade para os peque-
nos empreendimentos criativos e inovadores.
EaD Sikberto Marks
52
Os pequenos empreendedores que desejam fazer negócios na Internet devem ser capa-
zes de enfrentar alguns desafios, tais como adotar uma linguagem simples, direta, compre-
ensível ao grande público. Precisa qualificar seus colaboradores para que sejam comunica-
tivos e tratem os clientes de modo menos frio e formal, como o fazem as grandes empresas.
Mesmo na era virtual, continuamos sendo seres humanos de carne e ossos, e principalmen-
te continuamos tendo sentimentos, e respondemos favoravelmente ao tratamento cortês.
Pequenos empresários da Internet geralmente vendem um único ou poucos produtos.
Bom é se o produto não estiver disponível por outra forma de compra. Dedicam-se a um
nicho de mercado ainda não totalmente atendido pelas grandes empresas. Muitos impor-
tam um produto e o anunciam pela televisão. É necessário ter uma boa visão de negócio,
isto é, saber que o produto e seu respectivo preço serão bem aceitos. Nesse caso, a idéia não
exige logística, nem sofisticado esquema de controle de pedidos, estoque e fornecedores. Um
negócio virtual desses requer poucos recursos. Seu investimento maior poderá ser no esto-
que. No caso de um artesão, por exemplo, ou de um pequeno fabricante de algo criativo e
exclusivo, a situação fica bem fácil. Há casos de pequenos empresários que fabricam algo
em suas casas e vendem pela Internet.
SÍNTESE DESTA UNIDADE
De início, nesta Unidade, estudamos sobre as diferentes formas de
comércio eletrônico. As três principais são: B2C, B2B e C2C, mas
há outras. Percebemos a tendência da eliminação dos intermediá-
rios nas cadeias comerciais, principalmente dos distribuidores. Já
existem fábricas que vendem seus produtos diretamente aos con-
sumidores, a forma B2C de comércio eletrônico.
Na seção 2 vimos a respeito de como empresas usam redes de
Internet, Intranet e Extranet. Essas formas dinamizaram
grandemente o relacionamento das empresas com seus clientes,
com seus parceiros comerciais, como os fornecedores, e também
com os competidores.
Já na seção 3 estudamos algo sobre os negócios eletrônicos, as
empresas digitais e as empresas virtuais. Os negócios eletrônicos
são todas as possibilidades de transações e relacionamentos co-
merciais possíveis e imagináveis feitos pela Internet. As empresas
digitais são aquelas que utilizam intensamente os recursos da ele-
trônica e da Internet para suas atividades produtivas e comerciais,
e as empresas virtuais criam ou produzem serviços e produtos no-
 
EaD
53
ADMINISTRAÇÃO DA INFORMAÇÃO
vos unindo-se para isto. Não significa que usem recursos da
Internet, mas fazem parte do sistema inovador global em anda-
mento.
Por fim, analisamos a criação de empresas na Internet. O principal
aspecto a ter levado em conta é estudar bem como será a forma de
comercialização e o atendimento, buscando um nicho de produto
e de relacionamento com o consumidor.
CURIOSIDADES SOBRE O ASSUNTO:
Criador da WEB diz ter caído em golpe ao fazer compra virtual
O pesquisador Tim Berners-Lee, criador da World Wide Web, sentiu
na pele os riscos de fazer uma transação financeira na rede virtual
que ajudou a criar, após pagar por um presente de Natal que nun-
ca recebeu. Berners-Lee revelou o ocorrido em entrevista ao jornal
britânico \u201cSunday Telegraph\u201d, quando expressou preocupação com
os problemas de segurança na rede.
Disponível em: http:/ /g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/
0,,MUL1044926-6174,00-CRIADOR+DA+WEB+DIZ+TER+
CAIDO+EM+GOLPE+AO +FAZER+COMPRA+VIRTUAL.html
Acesso em: 16 mar. 2009.
EaD
55
ADMINISTRAÇÃO DA INFORMAÇÃO
Unidade 3Unidade 3Unidade 3Unidade 3
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
Objetivos de aprendizagem desta Unidade
Nesta Unidade faremos uma introdução ao estudo da Tecnologia da Informação. É a
tecnologia que sustenta tecnicamente o funcionamento dos sistemas de informação. Assim,
teremos os seguintes objetivos a alcançar:
a) entender o que é a Tecnologia da Informação;
b) como ela contribui para a viabilização dos sistemas de informação nas empresas;
c) e como ela deve ser gerenciada para continuar competindo num mercado que mais parece
uma guerra.
Seções desta Unidade
Seção 1 \u2013 Conceito de Tecnologia da Informação
Seção 2 \u2013 O profissional de Tecnologia da Informação
Seção 3 \u2013 Componentes da Tecnologia da Informação
Seção 4 \u2013 Gestão da Tecnologia da Informação
Seção 1
Conceito de Tecnologia da Informação
A Tecnologia da Informação (TI) é abrangente, portanto difícil
de definir com precisão. Uma definição possível de Tecnologia da In-
formação pode ser: \u201cUm conjunto de todas as atividades e soluções
providenciadas por recursos tecnológicos (hardware e software) e
de computação para manipular informações e conhecimentos.\u201d Não
estão incluídos na definição apenas os equipamentos, máquinas e o
EaD Sikberto Marks
56
software. Fazem parte também as tecnologias intelectuais aplicadas para gerenciar todo o
ciclo da informação numa organização. São necessários conhecimentos relativos ao plane-
jamento de informática, desenvolvimento de sistemas, suporte de software e hardware, bem
como os processos de produção e operação de programas de informática.
A Tecnologia da Informação envolve tudo o que a sociedade global produz e que
esteja relacionado com informática, processamento de dados e informações e geração de
conhecimento com recursos digitais. Inclui ainda o armazenamento e a transmissão de
dados e informações, acesso por parte do público e a prestação dos mais variados serviços.
O que querem as empresas com a Tecnologia da Informação? Veja bem, elas desejam
basicamente alcançar as seguintes metas:
\u2022 redução do tempo e esforço do trabalho;
\u2022 aumento da produtividade;
\u2022 melhoria da qualidade;
\u2022 ampliação da competitividade;
\u2022 aumento nos resultados de suas atividades.
Ou seja, pela Tecnologia da Informação as empresas, digamos assim, querem atuar
melhor e mais tranqüilamente num mercado em que isso já é quase impossível. Você teria
uma outra meta para as organizações com a Tecnologia da Informação? Pense na geração
de empregos. Observe que quanto mais se informatiza menos necessários serão determina-
dos tipos de empregos, e mais necessários serão outros. No seu entendimento, quais estão
em ascensão e quais estão em queda? Pois bem, meu caro leitor, assim é com as empresas:
ou elas se atualizam constantemente, ou deixam de prestar bons serviços com otimização
dos recursos. E a Tecnologia da Informação é apenas um recurso para ajudar esses órgãos a
serem criativos em suas atividades.
Uma pergunta para a melhoria de nossa cultura geral e entendimento das questões
relacionadas à Tecnologia da Informação é: afinal, como foi que a TI evoluiu e chegou até
nós? Vejamos um pequeno esquema que nos ajudará na compreensão mais ampla de TI nas
empresas. Analise a seqüência de três tempos da Tecnologia da Informação.
\u2022 No primeiro tempo a TI era empregada apenas para transações. Ocorre na década de
60, em que os computadores eram utilizados para fazer a contabilidade das empresas.
\u2022 No segundo tempo, a informação começa a ser privilegiada. Ocorre nos anos 70 e 80, e
a informática passa a ser adotada para gerar informação nas empresas e organizações.