Apostila UNIJUÍ - Administração da informação
162 pág.

Apostila UNIJUÍ - Administração da informação


DisciplinaPesquisa de Mercado5.539 materiais79.103 seguidores
Pré-visualização44 páginas
Isso os levará a ver nas informações aliados próximos para
seus desafios diários. Em termos práticos, compete aos dirigentes das empresas, aos poucos,
criar uma cultura favorável à intensa utilização dos sistemas de informação.
Em segundo lugar, nas empresas brasileiras seus gestores devem buscar envolver
pessoas estratégicas na produção de conhecimento com a utilização de informações. Por
exemplo, pela realização de estudos utilizando as informações que vêm sendo armaze-
nadas, buscar entender e descrever como se comporta o cliente, quais as estratégias dos
concorrentes, e assim por diante. Esses estudos são o início para se desenvolver nas nossas
empresas uma cultura pela criatividade por meio do desenvolvimento do conhecimento.
EaD Sikberto Marks
92
E em terceiro lugar, procurar desenvolver nas pessoas que atuam na empresa a
consciência da importância da informação, do conhecimento, da inteligência e da sabe-
doria para se obter bons resultados. Assim, aos poucos, mas aumentando o ritmo, devemos
buscar formar uma cultura de participação nas nossas empresas com fundamentação em
informações coletadas ao longo do tempo de existência delas. Não podemos nos dar ao luxo
de perder as informações dentro dos computadores, e delas não extrair o poder que possuem
de forma latente. Vamos assim descobrir que temos um baú de ouro escondido nas caixinhas
que mais utilizamos, os nossos computadores pessoais e o banco de dados de nossa empresa.
SÍNTESE DESTA UNIDADE
Estudamos sobre a utilização da informação, sua gestão e a ges-
tão do respectivo sistema, como um recurso estratégico competi-
tivo. Nesse sentido, vimos que as empresas devem gerenciar bem
os três fluxos de informações: as que são geradas na empresa e são
para ela própria; as que são geradas na empresa e são para serem
utilizadas fora dela; e as que são geradas fora e que são utilizadas
dentro da empresa. Nestes fluxos há informações importantes para
o funcionamento da organização (informações de atividade) e ou-
tras importantes para o relacionamento das pessoas nas empresas
(informações de convívio). Aprendemos que uma empresa deve
valorizar equilibradamente os dois grupos de informações, cada
uma com seus fluxos. Vimos que, para poder tornar seus sistemas
de informação um caráter estratégico, não se deve esquecer as de
convívio.
Também estudamos um pouco sobre a situação das empresas bra-
sileiras quanto à informação. Em síntese, as empresas brasileiras
estão em situações muito variadas nesse aspecto, contudo devem
avançar em termos da quantidade de informações que utilizam,
principalmente as externas, e também valorizar bem mais os seres
humanos que as utilizam dentro da empresa.
 
EaD
93
ADMINISTRAÇÃO DA INFORMAÇÃO
Unidade 6Unidade 6Unidade 6Unidade 6
PROJETO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO
Objetivos de aprendizagem desta Unidade
Nesta Unidade estudaremos algo prático. Trata-se de como se elabora um projeto para
desenvolver um sistema de informação. Você vai perceber que isso implica uma quantidade
bem grande de etapas. Acontece que sistemas de informação são, tal como o planejamento,
programas que são projetados para funcionarem e, para darem respostas para a empresa no
futuro. E projetar algo para o futuro é sempre bem difícil. Requer esforço de imaginação,
envolvimento de pessoas e elevada capacidade de prognosticar como serão as coisas para
além do presente momento. Assim sendo, temos aqui esses objetivos:
a) Estudar e entender um dos métodos de como se elabora um projeto de desenvolvimento
de um bom sistema de informação;
b) Ver como se procede para pôr em prática um sistema de informação, uma vez pronto;
c) Estudar algo sobre o importante tema relacionado com a segurança de sistemas de infor-
mação.
Seções desta Unidade
Seção 1 \u2013 Elaboração de um Projeto de Sistema de Informação
Seção 2 \u2013 Implementação do Sistema de Informação
Seção 3 \u2013 Segurança e Controle em Sistemas de Informação
Seção 1
Elaboração de um Projeto de Sistema de Informação
Espero que você esteja fazendo bons estudos até aqui. Sabe, estudar
inicialmente é algo um tanto tedioso para muitos. A todos que se dedicam,
porém, quando começam a sentir a recompensa do saber, quando começam a
se destacar, outro fenômeno vai acontecendo. Essas pessoas tornam-se cada
EaD Sikberto Marks
94
vez mais capazes de aprender mais, com mais facilidade. Acredite nisso. Não é apenas um
incentivo, é uma constatação pessoal de um professor com mais de 30 anos de experiência.
É também uma comprovação de pesquisa científica. Então, se você estiver se esforçando,
saiba de uma coisa: com o tempo seu esforço se transformará em prazer, pois ao sentir a
recompensa da autonomia intelectual e do aumento da facilidade em continuar estu-
dando, se sentirá realizado(a). Vai constatar que fica cada vez mais fácil continuar estu-
dando, e perceber que terá de se esforçar cada vez menos, pois seu cérebro ao mesmo
tempo aprenderá a aprender. Assim, continue firme, e ficará feliz em estudar.
Nessa Unidade vamos aprender como pode ser elaborado um projeto de sistema de
informação. Na verdade requer uma sucessão de atividades que precisam ser realizadas para
se obter um projeto assim. Essas etapas foram desenvolvidas por meio de estudo, leitura, de
observação na prática, por cerca de duas décadas. Mesmo assim, não é algo perfeito. Cada
um pode adaptar como desejar, acrescentar ou tirar itens.
Esta Unidade, para que não fique muito extensa e se torne mais fácil de ser lida e
estudada, foi redigida de forma esquemática. Ela se parece como uma espécie de manual de
consulta. Sinta-se à vontade para adota-la em sua organização no caso de decidir desenvol-
ver um novo sistema de informação, ou em caso de analisar o que já tem instalado.
Alguns livros publicam esses roteiros. Nenhum deles, entretanto, deve ser visto como
uma única receita, e sim como referencial para adaptarmos ao nosso estilo de trabalhar.
Este é mais um roteiro, bastante completo, mas não exaustivo ao extremo. Deve servir aos
nossos estudantes para terem uma boa idéia de como é o procedimento prático para se
elaborar um sistema de informação.
Uma pergunta: e se resolvermos adquirir um sistema pronto, desses
que se encontram à venda? Precisa observar esse roteiro? Sim, é bom que se
utilize o roteiro, ao menos aquelas partes que parecerem mais convenientes.
Por que? Para analisar se o sistema pronto é adequado, em que partes ele
precisa ser melhorado, o que deve ser adicionado, o que precisa ser modifica-
do, e assim por diante, para o caso específico de nossa organização.
É importante que se diga que não existe sistema de informação completo. Em todos
eles falta alguma coisa, e isso ocorre tanto nos que se adquire no mercado quanto naqueles
que nós mesmos desenvolvemos. Então, esse roteiro que conheceremos agora nos servirá ao
menos para análise desses sistemas, se optarmos por algum deles.
A propósito, observe o seguinte: imagine que consiga elaborar um sistema de informa-
ção que atenda a todas as demandas da organização. Pouco tempo depois, entretanto, ele
já não atenderá mais. Sabe por quê? É que ocorreram mudanças na organização e no ambi-
ente externo que estão a requerer novas informações. Assim, sistemas de informação sempre
estarão em constante reformulação.
EaD
95
ADMINISTRAÇÃO DA INFORMAÇÃO
O nosso roteiro de desenvolvimento de um sistema de informação está organizado em
três grandes etapas, que são:
(I) etapas do estudo preliminar (anteprojeto) para elaborar um projeto de sistema de
informação;
(II) análise do atual sistema de informação existente na organização, e
(III) sugestões de roteiro para elaboração de um novo projeto de sistema de informação.
Vamos então viajar por essas três etapas, acompanhe atentamente. Vá com calma,
devagar, e fique imaginando os fatos acontecendo na realidade.
I \u2013 Etapas do estudo preliminar (anteprojeto) para elaborar um projeto de sistema de informação
A seguir vamos mencionar algumas providências