Apostila UNIJUÍ - Estudos organizacionais - abordagem estrutural
130 pág.

Apostila UNIJUÍ - Estudos organizacionais - abordagem estrutural


DisciplinaAdministração109.408 materiais781.369 seguidores
Pré-visualização33 páginas
versão
que afirma que o Positivismo
nega tanto a visão de conjunto
quanto o relativismo). Além
disso, o \u201csimpático\u201d implica
afirmar que as concepções e
ações humanas são modifica-
das pelos afetos das pessoas
(individuais e coletivos); mais
do que isso, em diversas obras
Augusto Comte indicou como
a subjetividade é um traço
característico e fundamental do
ser humano, que deve ser
respeitado e desenvolvido.
Disponível em:
<http://pt.wikipedia.org/wiki/
Positivismo>.
Acesso em: 3 dez. 2008.
Corporação
(do latim corporis e actio,
corpo e ação), é um grupo de
pessoas que agem como se
fossem um só corpo, uma só
pessoa, buscando a consecu-
ção de objetivos em comum.
Num sentido amplo é um
grupo de pessoas submetidas
às mesmas regras ou estatutos.
Disponível em:
< http://pt.wikipedia.org/wiki/
Corporativa>.
Acesso em: 3 dez. 2008.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Técnica: 
relacionadas com a transformação e 
produção de bens (produtos e serviços). 
Comerciais 
relacionadas com as transações de 
compra, venda e permuta. 
Financeiras: 
relacionadas com a captação e uso do 
capital. 
De Segurança: 
relacionadas com a preservação e proteção 
das pessoas e dos bens. 
Contábeis: 
relacionadas com os controles e registros 
das despesas organizacionais. 
Administrativas: relacionadas com a 
integração de todas as operações da 
organização; as atividades 
administrativas coordenam e sincronizam 
as demais atividades listadas. 
Fu
n
çõ
es
 
bá
sic
as
 
da
 
em
pr
es
a 
Fu
n
çã
o
 
A
dm
in
ist
ra
tiv
a
 
Organizar 
Prever 
Controlar 
Comandar 
Coordenar 
Pr
o
ce
ss
o
 
A
dm
in
ist
ra
tiv
o
 
EaD
75
ESTUDOS ORGANIZACIONAIS: Abordagem Estrutural
À função administrativa caberia a tarefa fundamental de formular o programa geral de ação da
empresa, constituir seu corpo social, coordenar esforços e harmonizar ações. O administrador é
o chefe geral de um grupo, e não apenas seu supervisor funcional. Para Fayol, não se deve
confundir administração com direção, que conduz a empresa e comanda todas as suas funções,
incluindo a administrativa. Outra contribuição importante do fayolismo é a distinção entre
gestão, mais próxima da idéia de direção geral, e administração, voltada para contextos especí-
ficos e situações conjunturais (Nogueira, 2007, p. 120).
Você observou que Nogueira (2007), em seu discurso anterior resgatou o conceito de
gestão e de Administração (focado na Unidade 1). É sempre importante relembrar e refletir
sobre suas concepções.
O modelo organizacional de Fayol universalizou-se e seus princípios levaram ao mo-
delo burocrático (a ser apresentado na Unidade 4), corporativo e funcional de organização
que foi objeto de análise crítica e descritiva de Max Weber. \u201cDeliberadamente, pelo caminho
do positivismo e do funcionalismo, Fayol alicerçou a organização burocrática moderna\u201d
(Nogueira, 2007, p. 121).
Fayol defendia a idéia de que as atividades administrativas obedeciam a uma seqüên-
cia lógica e racional de cinco etapas, concebendo um dos conceitos de administrar, confor-
me explicado por Nogueira (2007, p. 121) e ilustrado na Figura 3.
Administrar é prever (futuro por meio de plano), organizar (constituir o organismo material e
social da empresa), comandar (dirigir as pessoas), coordenar (unir e harmonizar todos os atos e
esforços) e controlar (velar para que aconteça de acordo com ordens e princípios estabelecidos).
Cabe destacar que o processo administrativo sugerido por Henri Fayol identifica o
administrador pelo exercício conjunto dos procedimentos ou funções, independentemente
do grau hierárquico que ocupa no interior da empresa.
Sintetizando:
O estudo da Administração envolveria o desenvolvimento das habilidades de planejar
antecipadamente os objetivos futuros da organização, de organizar os recursos huma-
nos e materiais, de dirigir o corpo social no rumo dos objetivos preestabelecidos e de
controlar para que as metas sejam de fato cumpridas.
EaD Marivane da Sil va
76
Você sabe qual a diferença no uso do instrumento principal
adotado por Taylor e Fayol? Deve estar se questionando primeiro:
afinal, a que instrumento estou me referindo? É uma constatação
curiosa.
Ao identificar as tarefas do administrador com as do chefe,
Fayol enumera os 14 princípios, considerados ainda úteis na prá-
tica administrativa contemporânea:
Princípios de Fayol:
1. Divisão do trabalho: promove a especialização e aumenta os
resultados, tornando os empregados mais eficientes.
2. Autoridade: concede ao gerente o direito de dar as ordens. A
responsabilidade é o dever ou obrigação de cumprir as ordens. A
autoridade e a responsabibilidade devem ser proporcionais.
3. Disciplina: os empregados devem obedecer e respeitar as re-
gras que governam a organização. A disciplina é resultado de
uma liderança eficaz e uma clara compreensão quanto às regras
da organização e o uso judicioso das penalidades pelas infrações.
4. Unidade de comando: cada empregado deve se subordinar a
apenas um superior.
5. Unidade de direção: cada grupo de atividades organizacionais
deve ter o mesmo objetivo e ser dirigido por um gerente por meio
de um plano.
Taylor Fayol 
1
 
2
 
Cronômetro Organização racional e planejada 
 
1
 Disponível em: <http://images.google.com.br>. Acesso em: 13 jan. 2009.
2
 Disponível em: <http://images.google.com.br>. Acesso em: 13 jan. 2009.
Contemporâneo
É o período específico atual da
história do mundo ocidental,
iniciado a partir da Revolução
Francesa (1789). O seu início
foi bastante marcado pela
corrente filosófica iluminista,
que elevava a importância da
razão. Atualmente está
havendo uma especulação a
respeito de quando essa era
irá acabar, e, por tabela, a
respeito da eficiência atual do
modelo europeu da divisão
histórica.
Disponível em:
 <http://pt.wikipedia.org/wiki/
Idade_Contempor%C3%A2nea>.
Acesso em: 3 dez. 2008.
EaD
77
ESTUDOS ORGANIZACIONAIS: Abordagem Estrutural
6. Subordinação dos interesses individuais aos gerais: os interesses de um empregado ou
grupo não devem preceder os interesses superiores da organização como um todo
7. Remuneração: os trabalhadores devem ser pagos com salários adequados.
8. Centralização: refere-se ao grau em que os subordinados estão envolvidos nas tomadas de
decisão. As tomadas de decisão devem ser centralizadas na administração.
9. Cadeia escalar: é a linha de autoridade que vai ao topo da orgnização, e o planejamento do
pessoal deve fazer com que as substituições sejam feitas rapidamente.
10.Ordem: pessoas e materiais devem estar no lugar certo e no tempo certo.
11.Eqüidade: o gerente deve ser atencioso e justo com seus subordinados.
12.Estabilidade na permanência do pessoal: a rotatividade elevada de pessoal é ineficiente. As
pessoas devem permanecer o máximo possível na organização, e o planejamento de pessoal deve
fazer com que as substituições sejam feitas rapidamente.
13.Iniciativa: os empregados imcumbidos de executar planos devem manifestar esforço pessoal.
14.Espírito de equipe: promover o espírito de equipe cria harmonia e unidade na organização
(Chiavenato, 1999, p. 42).
Sugiro que você assista ao filme indicado a seguir, que o ajudará na reflexão da teoria
clássica da Administração:
Vida de Inseto \u2013 No mundo dos insetos, as formigas são manipuladas pelos gafanho-
tos, que todos os anos exigem uma quantidade de comida. Se as formigas não cumprirem
essa exigência, os gafanhotos ameaçam atacar o formigueiro. Em um certo ano, porém,
houve um problema com a \u201coferenda\u201d. É quando Flik, uma formiga cansada de ser oprimi-
da, sai em busca de outros insetos dispostos a ajudar o formigueiro a combater os gafanho-
tos. Elenco: Kevin Spacey \u2013 Hopper (voz); Dave Foley \u2013 Flik (voz); Julia Louis-Dreyfus \u2013
Atta (voz); Hayden Panettiere \u2013 Dot (voz); Phyllis Diller \u2013 Queen (voz); Richard Kind \u2013 Molt
(voz). Disponível em: <http://www.cineplayers.com/filme.php?id=488>. Acesso em: 13 jan.
2009.
Outros estudiosos