Apostila UNIJUÍ - Fundamentos da gestão organizacional
128 pág.

Apostila UNIJUÍ - Fundamentos da gestão organizacional


DisciplinaAdministração104.379 materiais764.510 seguidores
Pré-visualização32 páginas
zação.
Ao evoluir no estudo da Administração, cabe entender a origem desta palavra. \u201cAd-
ministração vem do latim ad (direção, tendência para) e minister (subordinação ou obediên-
cia) e significa aquele que realiza uma função sob o comando de outrem, ou seja, aquele
que presta um serviço a outro\u201d (Chiavenato, 2003, p. 11).
Enquanto campo de estudos, a Administração é entendida como ciência, arte também
profissão. Sugerimos pesquisar na literatura específica a fundamentação de conceitos que
busquem compreender a Administração como uma ciência, uma arte e uma profissão.
 
 
 
 
\u2022 Experiência simulada 
\u2022 Casos para estudo 
\u2022 Participação em eventos 
específicos 
 
 
\u2022 Integração sistemática 
da teoria e prática nos 
meios significativos e 
úteis da administração 
 
\u2022 Definições 
\u2022 Fatos relevantes 
\u2022 Conceitos 
\u2022 Técnicas 
\u2022 Orientações 
\u2022 Palestras e seminários 
 
TEORIA 
Aquisição da 
habilidade de 
administrar 
 
PRÁTICA 
21
FUNDAMENTOS DA GESTÃO ORGANIZACIONAL
Segundo Motta (1998, p. 9), \u201cpara que um determinado
campo de conhecimento seja considerado ciência, é necessário
que tenha um objeto próprio e isso a Administração possui\u201d. Ten-
do como referência as fundamentações de Andrade e Amboni
(2007, p. 7) vamos entender que:
A administração é uma ciência pois lida com fenômenos comple-
xos, sobre os quais o administrador tem pouco conhecimento. Por
ser uma ciência inexata, o administrador toma decisões com base
em informações incontroláveis, devido aos limites cognitivos de
racionalidade e por serem os negócios altamente mutáveis e cir-
cunstanciais.
A Administração enquanto ciência recebe influências de
diferentes ciências e vice-versa, como da Filosofia, da Psicologia,
da Sociologia, da Economia, etc.
Andrade e Amboni, no entanto, também argumentam que:
Partindo do pressuposto de que arte é conseguir um resultado
desejado por meio da aplicação de habilidades, pode-se dizer que
a Administração é uma arte no sentido de proporcionar o desen-
volvimento por meio do treinamento educativo das habilidades
necessárias para que o administrador realize com desenvoltura
as atividades nas organizações. Neste sentido, Administração é a
arte de liderar pessoas e gerir recursos escassos e valiosos dentro
e fora das organizações (Andrade; Amboni, 2007, p. 8).
Nesse sentido, Administração enquanto arte significa en-
tender que:
(...) o profissional do campo de Administração tem de ter a capa-
cidade/habilidade de saber fazer (arte) para traduzir todo o co-
nhecimento (saber) em ações práticas que proporcionem resulta-
dos significativos para as organizações e sociedade (p. 8).
Para aprofundar seus estudos
sobre a Administração como
ciência, arte e profissão, nossas
sugestões de leitura são:
ANDRADE, R. O. B.; AMBONI,
N. Teoria Geral da
Aadministração: das origens
às perspectivas contemporâne-
as. São Paulo: M. Books do
Brasil Editora, 2007. Cap. 1.
FERREIRA, A. A.; REIS, A. C. F.;
PEREIRA, M. I. Gestão
empresarial: de Taylor aos
nossos dias. São Paulo:
Pioneira Thomson Learning,
2002. p. 17.
LACOMBE, F.; HEILBORN, G.
Administração: princípios e
tendências. São Paulo: Saraiva,
2003. Cap. 1.
MOTTA, P. R. Gestão contempo-
rânea: a ciência e a arte de ser
dirigente. 12. ed. Rio de Janeiro:
Editora Record, 2001. Cap. 2.
SILVA, R. O. da. Teorias da
Administração. São Paulo:
Pioneira Thomson Learning,
2002. Cap. 1.
Essa discussão é polêmica entre
os autores, mas por meio das
leituras indicadas você poderá
ter uma posição clara sobre a
concepção de Administração.
Outra dica de leitura para
entender a Administração
enquanto ciência é:
GRÜN, A. A sabedoria dos
monges na arte de liderar
pessoas. Petrópolis, RJ: Vozes,
2006.
Inexata
Falta de exatidão; que não é
precisa.
Treinamento
Particularmente a palavra
Treinamento sugiro substituir
por capacitação das habilida-
des, para sermos mais
coerentes com a concepção
humanista.
\u2022 \u2022 \u2022
\u2022 \u2022 \u2022
\u2022 \u2022 \u2022
 
 
 
 
ADMINISTRAÇÃO 
CIÊNCIA: 
 
ARTE: 
PROFISSÃO: 
FUNDAMENTOS DA GESTÃO ORGANIZACIONAL
22
Como salientamos no início desta discussão, para o(a)
administrador(a) \u201cpraticar a arte (fazer), ele deve ter diferentes
capacidades/habilidades\u201d (Andrade; Amboni, 2007, p. 9), tais
como: criatividade, senso de humor, persistência, visão/intuição,
saber ouvir e falar; ter paixão pelo que faz; paciência; coragem
para enfrentar os desafios.
Isso, porém, não é tudo. Como afirmamos no início desta
Unidade, Administração também é profissão:
A administração enquanto profissão, iniciou-se, no Brasil, a ser
disseminada em 1931, pelo Instituto de Organização Racional do
Trabalho \u2013 Idort, em São Paulo. Em 1938, com a criação do De-
partamento Administrativo do Serviço Público \u2013 Dasp, foram di-
fundidos os métodos administrativos, visando principalmente à
capacitação do servidor público (...).
O processo de industrialização no Brasil ocorrido nos anos 30 e a
necessidade de procedimentos administrativos no setor público moti-
varam a criação da Fundação Getúlio Vargas, em 1844, e em seguida,
a implantação da Escola Brasileira de Administração Pública \u2013 EBAP
no Rio de Janeiro, em 1952, e da Escola de Administração de Empre-
sas de São Paulo \u2013 Eaesp, em 1954. Todas essa evolução fomentou a
criação da profissão do Administrador no Brasil, que se deu com a
edição da Lei nº 4.769, de 09/09/1965 (Andrade; Amboni, 2007, p. 9).
No entendimento de Maximiano (2002, p. 41), as mudanças
em todos os tipos de ambientes \u2013 competitivo, tecnológico, econô-
mico, social \u2013 levaram ao surgimento de novos conceitos e técnicas
para administrar as organizações. Essas novidades atuais da teoria
e na prática são chamadas de novos paradigmas de administração.
Você sabe o que é um paradigma?
Se você está interessado
em conhecer os novos
paradigmas da Administração,
não deixe de ler:
DRUCKER, P. F. Os novos
paradigmas da administração.
Exame, São Paulo, p. 34-53,
24 fev. 1999.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Paradigma = modelo. 
Paradigmas são realizações 
reconhecidas durante algum 
tempo por uma comunidade 
científica específica, 
proporcionando os fundamentos 
para sua prática. 
Thomas Kuhn Thomas Kuhn (1992)
23
FUNDAMENTOS DA GESTÃO ORGANIZACIONAL
Aproveito a explicação de Kuhn (1992) para mais uma vez lembrá-lo sobre a impor-
tância da teoria para a vida das organizações e para a sociedade.
Na seqüência vamos estudar as origens da administração.
\u2013 Seção 2 \u2013
Origens da Administração: Diferentes Teorias da Administração
Com base nas teorias da Administração é possível compreender as suas origens e a
dimensão histórica das diferentes abordagens e contribuições dos pensadores da área, com
suas respectivas contribuições. Repare o Quadro 1.
Quadro 1: Escala hierárquica das abordagens da Administração
Fonte: Adaptado de Andrade; Amboni (2007).
O objetivo deste Quadro é orientar seus estudos sobre a seqüência das diferentes escolas
da Administração e as abordagens correspondentes que focam especificamente as teorias.
2.1 \u2013 ABORDAGEM DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA
O ano de 1911 foi marcado pela publicação da obra Os princípios da Administração
Científica. Nela Frederick Winslow Taylor descreve a teoria da Administração científica, ou
seja, o emprego do método científico para definir a melhor maneira de um trabalho ser rea-
lizado. Taylor é considerado o pai da Administração Científica.
Administração Científica 
Teoria Clássica Abordagem clássica 
Escola Burocrática 
Teoria Transitiva 
Escola de Relações Humanas 
Abordagem humana e 
comportamental 
Escola Comportamentalista 
Escola Estruturalista Abordagem estruturalista e do 
Desenvolvimento
ELIANE
ELIANE fez um comentário
Muito obrigada por este rico conteúdo colega, tem me ajudado muito nas minhas pesquisas e estudos. Deus te abençoe sempre em sua trajetória.
1 aprovações
Carregar mais