Plano 1
2 pág.

Plano 1


DisciplinaDireito Empresarial I21.208 materiais91.666 seguidores
Pré-visualização6 páginas
style='font-family:"Arial","sans-serif";color:#1F497D;
mso-themecolor:text2'><span style='mso-spacerun:yes'>    </span>O Direito
Comercial surgiu na Idade Média, entre os séculos V e XV, muito em função de o
Direito Civil não satisfazer as necessidades do comércio. E<span
style='background:white'>ra um Direito costumeiro e em sua fase objetiva não
mais se levava em conta o sujeito, mas o objeto, o ato de comércio, e, em 1807,
o Direito Comercial <span class=GramE>passa</span> a ser conhecido como a
disciplina dos atos de comércio, com o advento do <i style='mso-bidi-font-style:
normal'>Código Napoleônico</i>, que adotou o conceito <span class=SpellE>objetivista</span>
da teoria dos atos de comércio. Todos os cidadãos estavam sujeitos a ele,
reafirmando o conceito de igualdade perante a lei, da Revolução francesa. Tal <span
class=SpellE>codex</span> influenciou fortemente o Ordenamento Jurídico pátrio,
que também abraçou a <i style='mso-bidi-font-style:normal'>teoria francesa dos
atos de comércio</i>.<o:p></o:p></span></span></p>
<p class=MsoNormal style='text-align:justify;line-height:15.6pt;background:
#EFEFEF'><span style='font-family:&quot;Arial&quot;,&quot;sans-serif&quot;;color:#1F497D;
mso-themecolor:text2;background:white'><span style='mso-spacerun:yes'>  </span><span
style='mso-spacerun:yes'>  </span>O Código Civil de 2002 mudou o foco do
Direito Comercial brasileiro, no novo texto legal, pois, a partir de 2003,
ganhou importância o estudo da empresa, e não dos atos de comércio, para
qualificação de um empresário e uma sociedade empresária, em evidente
aproximação da <i style='mso-bidi-font-style:normal'>teoria italiana da empresa</i>,
preterindo-se a teoria francesa dos atos de comércio.</span></span><span
style='font-family:&quot;Arial&quot;,&quot;sans-serif&quot;;color:#1F497D;mso-themecolor:text2'><o:p></o:p></span></p>
<p class=MsoNormal style='text-align:justify;line-height:15.6pt;background:
#EFEFEF'><o:p>&nbsp;</o:p></p>
<p class=MsoNormal style='line-height:15.6pt;background:#EFEFEF'><b><span
style='font-size:7.5pt;font-family:&quot;Arial&quot;,&quot;sans-serif&quot;;color:black'>Questão
Objetiva:</span></b></p>
<p class=MsoNormal style='line-height:15.6pt;background:#EFEFEF'><span
style='font-size:7.5pt;font-family:&quot;Arial&quot;,&quot;sans-serif&quot;;color:black'>Considerando
os perfis da Empresa de <span class=SpellE>Asquini</span>, introduzidos no
Código Civil Italiano de 1942, é incorreto afirmar:</span></p>
<p class=MsoNormal style='line-height:15.6pt;background:#EFEFEF'><span
style='font-size:7.5pt;font-family:&quot;Arial&quot;,&quot;sans-serif&quot;;color:black'>A) o
perfil objetivo liga-se a aglutinação de bens necessários ao exercício da
atividade empresarial;</span></p>
<p class=MsoNormal style='line-height:15.6pt;background:#EFEFEF'><span
style='font-size:7.5pt;font-family:&quot;Arial&quot;,&quot;sans-serif&quot;;color:black'>B) o
caráter subjetivo da empresa diz respeito <span class=GramE>a</span> figura dos
sócios, quem efetivamente exerce a atividade empresarial;</span></p>
<p class=MsoNormal style='line-height:15.6pt;background:#EFEFEF'><span
style='font-size:7.5pt;font-family:&quot;Arial&quot;,&quot;sans-serif&quot;;color:black'>C) a
organização dos fatores de produção, ligada <span class=GramE>a</span>
atividade empresarial nos dá o perfil funcional da empresa;</span></p>
<p class=MsoNormal style='background:#EFEFEF'><u><span style='font-size:7.5pt;
font-family:&quot;Arial&quot;,&quot;sans-serif&quot;;mso-fareast-font-family:&quot;Times New Roman&quot;;
color:#1F497D;mso-themecolor:text2'>D) o perfil corporativo relaciona-se com o
patrimônio da empresa e da contribuição dos sócios ou acionistas.</span></u><u><span
style='font-size:9.0pt;font-family:&quot;Arial&quot;,&quot;sans-serif&quot;;mso-fareast-font-family:
&quot;Times New Roman&quot;;color:#1F497D;mso-themecolor:text2'><o:p></o:p></span></u></p>
</div>
</div>
</div>
</div>
</div>
</body>
</html>