Apostila UNIJUÍ - Empreendedorismo e plano de negócios
88 pág.

Apostila UNIJUÍ - Empreendedorismo e plano de negócios


DisciplinaAdministração101.423 materiais759.595 seguidores
Pré-visualização20 páginas
BNDES, governo, etc.;
\u2013 fornecedores: para negociação na compra de mercadorias, matéria-prima e formas de pagamento;
\u2013 a empresa internamente: para comunicação da gerência com o conselho de administração
e com os empregados.
Figura 1: Públicos-alvo ou stakeholders do plano de negócio
Fonte: Produzida pelos autores.
4
4
 Disponível em: <http://images.google.com.br/images?gbv=2&hl=pt\u2013 BR&sa=1&q=publico+alvo&aq=f&oq=&start=0>. Acesso em:
11 set. 2009.
Incubadoras 
Fornecedores 
Banco 
Parceiros 
 Plano 
de 
Negócio 
Empresa 
internamente 
Investidores 
EaD Ivo Ney Kuhn \u2013 Remi Antonio Dama
34
O que podemos constatar é que o plano de negócio descreve de uma forma clara o
estado atual e futuro do empreendimento e se credencia como ferramenta de tomada de
decisão.
Seção 2.8
Qual o Tamanho do Plano de Negócio?
Não existe tamanho ideal para um plano de negócio, no entanto o que se deve obser-
var é quem será o seu público-alvo. Se o PN será apresentado para um banco, este dará
mais ênfase na aplicabilidade e na capacidade de pagamento do recurso a ser captado e ao
retorno financeiro do plano. Para um fornecedor, será mais importante a saúde financeira
da empresa.
É importante, além do plano escrito, elaborar uma apresentação para o público-alvo.
Torna-se necessário selecionar os aspectos mais relevantes para elaborar a sua apresenta-
ção. Deve-se tomar o cuidado de não tornar muito extensa a apresentação (duração da
apresentação de 20 a 30 minutos).
Outra dica importante a ser considerada na elaboração do plano de negócio é a utili-
zação de software específico, o que tornará mais rápida e eficiente a sua elaboração. Atual-
mente no mercado existem diversos softwares para elaboração do plano de negócio (Easyplan,
Business Plan Pro, Makemoney, dentre outros).
Seção 2.9
Estrutura do Plano de Negócio
Não existe uma estrutura definitiva e única para se escrever um plano de negócio,
pois cada um deles possui particularidades, não sendo possível definir uma única estrutura
para todos os tipos. Qualquer plano de negócio, no entanto, deve ter um mínimo de seções
que proporcionarão um entendimento completo do negócio.
A estrutura do PN deve manter uma sequência lógica que permite ao leitor entender
como a empresa está ou será organizada, seus objetivos, seus produtos e serviços, seu mer-
cado, sua estratégia de marketing e sua situação financeira atual ou projetada.
EaD
35
EMPREENDEDORISMO E PLANO DE NEGÓCIOS
Cada seção explica com detalhes como devemos escrever o plano de negócio de uma
forma objetiva e clara. Neste tópico descrevemos sucintamente cada etapa, sendo na próxi-
ma Unidade aprofundada cada seção para o desenvolvimento do seu plano.
CAPA
A capa é a fotografia do seu plano de negócio. É a primeira impressão passada para
quem for lê-lo, devendo, portanto, ser feita de maneira limpa e contendo as informações
necessárias.
SUMÁRIO
O sumário contempla os títulos dos capítulos e seus desmembramentos do plano de
negócio com as respectivas páginas.
INTRODUÇÃO OU RESUMO DO PLANO DE NEGÓCIO OU SUMÁRIO EXECUTIVO
O resumo ou sumário executivo, mesmo sendo uma das primeiras partes do plano de
negócio, deve ser a última parte a ser escrita; isto por apresentar a síntese das principais
informações contidas no seu Plano de Negócio, portanto deve ser escrito e revisado várias
vezes para não deixar dúvidas ao leitor sobre as informações fundamentais que o plano traz
em seu interior, lembrando que a clareza das informações é importantíssima para a aceita-
ção do seu plano. Mediante a leitura do resumo é que o leitor decidirá se vai continuar ou
não a ler o seu plano de negócio.
Lembrete: o resumo deve ser direcionado ao público de interesse (público-alvo), expli-
cando qual o objetivo do plano em relação a quem for lê-lo.
ANÁLISE DO MERCADO
Neste tópico deve-se demonstrar o conhecimento que você tem do mercado consumi-
dor, quais as características do seu provável consumidor-alvo do produto ou serviço, como
está segmentado, qual o setor que vai atuar, quem é e como estão estruturados os seus
concorrentes, qual é a sua participação no mercado ou qual a sua perspectiva de fatia de
mercado, quem são os seus fornecedores e qual a política concorrencial utilizada por eles, e
quais são os riscos do seu negócio em relação ao mercado.
EaD Ivo Ney Kuhn \u2013 Remi Antonio Dama
36
PRODUTOS E SERVIÇOS
Nesta seção deve-se descrever quais são os produtos e serviços oferecidos pela sua
empresa, como será produzido este produto ou serviço (processo de produção), qual a proje-
ção do custo do produto/serviço, qual a tecnologia empregada ou a ser utilizada, necessida-
de de pesquisa e desenvolvimento, o ciclo de vida do seu produto ou serviço, e marca ou
patente de algum produto.
A EMPRESA
Nesta seção será realizada uma breve descrição do empreendimento, incluindo a sua
equipe gerencial, juntamente com a necessidade de pessoal, estrutura legal, tamanho, loca-
lização, infraestrutura e parcerias ou sociedades. Cabe também descrever a estratégia em-
presarial, sumarizada pela descrição da missão, da visão, dos objetivos estratégicos e estra-
tégias empresariais como um todo.
PLANO DE MARKETING
O plano de marketing deve apresentar como se pretende vender o produto ou serviço,
qual o diferencial proporcionado pelo seu produto ou serviço para o cliente, quais as ferra-
mentas que utilizará para conquistar e manter seus clientes, como irá comercializar e quais
os canais de distribuição do seu produto/serviço, qual a política de preço utilizada, deve
delinear a projeção de vendas (que será a base para a projeção financeira), as estratégias de
promoção e publicidade e qual será sua abrangência de comercialização (praça).
PLANO FINANCEIRO
A seção que trata do plano financeiro deve representar em valores todas as projeções
feitas das etapas anteriores, as necessidades de investimento para montar a estrutura de
funcionamento do empreendimento e início da atividade (investimento inicial, mais capital
de giro e investimentos auxiliares, como registros, reserva técnica...). Delineado o volume de
recursos a ser investido, esta parte deverá descrever também a estrutura financeira, ou seja,
a estrutura de capital, ou melhor, como estes recursos serão financiados (capital próprio,
capital de terceiro). Este plano deve projetar ainda os custos (fixos e variáveis) e as receitas,
bem como o fluxo líquido anual de caixa e o demonstrativo de resultado (DRE), de todos os
exercícios que abrangem o plano de negócio.
EaD
37
EMPREENDEDORISMO E PLANO DE NEGÓCIOS
VIABILIDADE ECONÔMICA
Após o plano financeiro, é necessário utilizar algumas ferramentas para a avaliação
da viabilidade econômica e financeira deste empreendimento. Para tal é calculado o ponto
de equilíbrio, a lucratividade, a rentabilidade, o tempo de retorno do investimento (PAYBACK),
a taxa interna de retorno do investimento (TIR) e o valor atual líquido (VAL).
RECOMENDAÇÕES
Em função das características constatadas na elaboração do plano de negócio, cabe
ainda tecer algumas considerações e recomendações que sejam importantes para quem vai
tomar conhecimento pela primeira vez do assunto e/ou para quem pretende instituir o plano.
ANEXOS
Cabe ainda anexar a este roteiro de plano de negócio as seguintes declarações:
\u2013 quitação com a Fazenda Federal dos tributos federais, inclusive aquelas obrigações relati-
vas ao Finsocial/Cofins, e ao PIS/Pasep;
\u2013 quitação de dívidas relativas ao Imposto Territorial (Rural ou Urbano);
\u2013 documentos jurídicos para análise da operação:
\u2022 relativos à postulante da colaboração financeira;
\u2022 relativos aos terceiros prestantes de garantia real;
\u2022 relativos às garantias reais (hipoteca de imóveis, alienação fiduciária);
\u2022 relativos às garantias pessoais;
\u2013 orçamento das obras civis;
\u2013 relação dos equipamentos nacionais a serem adquiridos;
\u2013 relação dos equipamentos a serem importados;
\u2013 quadros detalhados de usos e fontes de recursos;
\u2013 balanços