Manual .NET Base
63 pág.

Manual .NET Base


DisciplinaTecnologias Web3.478 materiais10.452 seguidores
Pré-visualização12 páginas
\u2022 Use estratégias de partição de tabelas tais como DDR (Dynamic Data 
Routing. 
 
b. Disponibilidade 
Disponibilidade é a medida da porcentagem do tempo em que a aplicação é 
capaz de responder a uma requisição, conforme a expectativa de seu usuário. 
 
Em aplicações de missão critica, é comum se falar em "five nines" (cinco noves) 
ou 99,999% de disponibilidade 
 
Ao projetar aplicações com alta disponibilidade, tenha em mente: 
\u2022 Evite pontos únicos de falha. Evite ter um único componente que, 
quando tirado do sistema, deixa a aplicação sem condições de uso. Use 
Excluído: Manual .NET 
Base.doc
 
 
Manual .NET Base Página 59 de 63 
técnicas como CLB (Component Load Balance do Application Center 
Server, Fail Over clusters nas Bases de Dados, RAID, etc...); 
\u2022 Use cache de dados e filas (MSMQ) para atender a requisições, mesmo 
quando algum recurso não está operacional; 
\u2022 Faça um planejamento cuidadoso e eficaz de backup. O Microsoft 
Operations Framework é um conjunto de práticas e procedimentos de 
sucesso comprovados para a operações em produção; 
\u2022 Teste e depure cuidadosamente o código. Use ferramentas como WinDBG 
e/ou Application Center Test. 
 
 
 
c. Facilidade de Manutenção 
Dependendo de como a aplicação é projetada, implementada e, posteriormente, 
instalada, existirão maiores facilidades ou dificuldades para sua administração, 
configuração, reparo e alteração. Considere as seguintes recomendações quando 
projetar uma aplicação que deve ter facilidade de manutenção: 
 
\u2022 Estruture o código de toda a aplicação de maneira previsível e 
consistente: padronize classes, variáveis, constantes, uso de arrays e 
faça comentários \u201cin-line\u201d; 
\u2022 Isole dados e comportamentos que mudam com freqüência \u2013 encapsule 
toda a lógica com probabilidade de mudanças em componentes 
independentes; 
\u2022 Sempre que possível, faça uso de metadados para configurações e 
parâmetros de aplicações. XML é uma excelente escolha. Evite ao 
máximo configurações hard coded; 
\u2022 Quando um certo pedaço de lógica puder ser implementado de várias 
maneiras, defina uma interface e faça a aplicação carregar a classe 
correta que implementa tal interface em runtime. No futuro, novas 
classes que implementam a mesma interface poderão ser adicionadas; 
\u2022 Projete classes que tenham propriedades e parâmetros de métodos de 
tipos comuns. Evite tipos específicos. 
 
 
d. Segurança 
Segurança sempre será uma das maiores preocupações em todas as aplicações. 
As decisões quanto à segurança deverão sempre se basear na política de segurança 
da empresa ou organização em questão; porém, independentemente dos detalhes 
específicos que são recomendados em cada política de segurança, veja algumas 
recomendações que devem ser sempre consideradas: 
\u2022 Avalie os riscos: lembre-se de que sempre existirão os riscos externos e 
os riscos internos; 
\u2022 Aplique o princípio do \u201cMínimo Privilégio Possível\u201d: cada usuário deve ter 
apenas o privilégio exato para executar as tarefas exigidas por sua 
Excluído: Manual .NET 
Base.doc
 
 
Manual .NET Base Página 60 de 63 
atividade. A pré-existência de Active Directory (AD) traz facilidades e 
robustez ao controle dos privilégios. 
\u2022 Realize checagens de autenticação nas fronteiras de cada zona de 
segurança; 
\u2022 Avalie cuidadosamente o papel de usuários de contexto em processos 
assíncronos. 
 
 
e. Facilidades de Gerenciamento Operacional 
Além dos requisitos da política de operações de cada empresa, considere 
também: 
\u2022 Mudanças previsíveis; 
\u2022 Instrumentação; 
\u2022 Identifique claramente os pontos instrumentados; 
\u2022 Ferramentas e processos; 
\u2022 Entenda e atenda às reais necessidades do pessoal de operações; 
\u2022 Use ferramentas de monitoração dos sistemas em produção, tais como 
MOM (Microsoft Operations Manager) ou ferramentas de monitoração da 
NetIQ. 
 
 
Excluído: Manual .NET 
Base.doc
 
 
Manual .NET Base Página 61 de 63 
XVII. Índices 
 
Figuras 
Figura 1 - Exemplo de código utilizando Component Services ................................10 
Figura 2 - As diversas camadas funcionais no modelo de programação .NET............11 
Figura 3 - Esquema de construção de componentes de dados................................13 
Figura 4 \u2013 Exemplo de comentários nas páginas ASP............................................22 
Figura 5 - Esquema de integração do ADO.NET....................................................32 
Figura 6 \u2013 O processo de negócio interage com serviços de interfaces, agentes e 
componentes de negócio .............................................................................43 
Figura 7 - Esquema de nomenclatura de arquivos gerados pelo sistema .................48 
Figura 8 - Diagrama UML de classes ...................................................................54 
 
 
 
Tabelas 
Tabela 1 - Tipos de dados básicos do Framework .NET .........................................20 
Tabela 2 - Regras de documentação de Procedures ..............................................21 
Tabela 3 - Resumo dos Modificadores .................................................................25 
 
 
Excluído: 9
Excluído: 10
Excluído: 12
Excluído: 21
Excluído: 31
Excluído: 42
Excluído: 47
Excluído: 53
Excluído: 19
Excluído: 20
Excluído: 24
Excluído: Manual .NET 
Base.doc
 
 
Manual .NET Base Página 62 de 63 
XVIII. Referências 
 
Veja abaixo uma lista de endereços contendo informações importantes para o 
desenvolvimento: 
 
 
Acesso a dados: 
 
http://msdn.microsoft.com/library/default.asp?url=/library/en-
us/dnbda/html/daag.asp 
 
http://www.microsoft.com/BizTalk 
 
http://www.BizTalk.org/home/default.asp 
 
http://msdn.microsoft.com/default.asp 
 
http://www.w3.org/ 
 
http://msdn.microsoft.com/library/backgrnd/html/msmqbest.htm 
 
MSDN: Architectural Options for Asynchronous Workflow 
 
 
 
Suporte a transações automáticas: 
http://msdn.microsoft.com/library/default.asp?url=/library/en-
us/cpguide/html/cpconautomatictransactionsnetframeworkclasses.asp 
 
Understanding Enterprise Services (COM+) in.NET 
 
 
Para mais informações sobre Biztalk informações, consulte: 
Building a Scalable Business Process Automation Engine Using BizTalk Server 
2002 and Visual Studio .NET 
 
Designing BizTalk Orchestrations 
 
http://www.microsoft.com/BizTalk/techinfo/planning/2000/wp_orchestration.as
p 
 
Para informações a respeito de adaptadores de BizTalk: 
 
http://www.microsoft.com/BizTalk/evaluation/adapters/adapterslist.asp 
 
http://www.microsoft.com/BizTalk/techinfo/development/wp_adapterdeveloper
sguide.asp 
 
http://www.BizTalk.org 
 
www.uddi.org 
Excluído: Manual .NET 
Base.doc
 
 
Manual .NET Base Página 63 de 63 
 
 
 
Exception Management in .NET 
 
Exception Management Application Block for .NET 
 
Auditing SQL Server Activity 
 
SQL Server Database Design in the Internet Data Center Reference Architecture 
guide 
Excluído: Manual .NET 
Base.doc