Parkinson FATERN
73 pág.

Parkinson FATERN


DisciplinaFisioterapia13.151 materiais51.301 seguidores
Pré-visualização4 páginas
Concussões múltiplas podem causar Lesão 
Axonal Difusa secundárias às forças de 
aceleração-desaceleração. 
47 
DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL 
Hidrocefalia de Pressão Normal 
(Sind. Hakin-Adams) 
\u2022 Alterações cognitivas, demência. 
\u2022 Distúrbios de marcha passos curtos e 
arrastando os pés, perda dos reflexos 
posturais e, às vezes, fenômeno de parada) 
\u2022 Incontinência urinária 
\u2022 Tremor é raro. 
 
48 
DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL 
Doença de Wilson 
\u2022 Mal funcionamento do metabolismo do cobre, com 
herança autossômica recessiva. 
\u2022 Acomete crianças, adolescentes e adultos jovens. 
Raríssimo, após os 40 anos. 
\u2022 Baixos níveis de ceruloplasmina e aumento da 
concentração de cobre no fígado e na urina. 
\u2022 Anel de Kayser - Fleischer 
\u2022 Tremor (\u201cbater asas\u201d) + disartria + rigidez + 
bradicinesia + distonia + distúrbios psíquicos. 
49 
DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL 
Parkinsonismo Vascular 
\u2022 Pacientes acometidos por infartos cerebrais 
múltiplos podem vir a sofrer uma progressão 
paulatina dos sintomas. 
\u2022 Acinesia e rigidez, sem tremor. 
\u2022 Só apresentam parkinsonismo quando estão em pé, 
andando. Sentados / deitados = motricidade normal. 
\u2022 Evidências clínicas de um AVC. 
\u2022 Uma TCC ou RNM encéfalo deve ser solicitada 
para a confirmação da doença. 
50 
TRATAMENTO DA D.P. 
\u2022 Visa o controle dos sintomas, porque nenhum 
tratamento farmacológico ou cirúrgico impede a 
progressão da doença. 
\u2022 A doença evolui de forma lenta. Demência pode 
ocorrer após longos anos. 
\u2022 Maioria se dá bem com a medicação por 4 a 6 anos. 
\u2022 Muitos desenvolvem sério distúrbio de equilíbrio 
entre 10 e 12 anos de doença. 
\u2022 A Levodopa é o tratamento gold standard ( É um 
precursor da Dopamina ; aumenta a concentração 
de Dopamina na corpo estriado). 
51 
OPÇÕES TERAPÊUTICAS 
Terapias Neuroprotetoras 
\u2022 Retardam a degeneração neuronal, tornando mais 
lenta a progressão da doença. 
\u2022 Selegilina (Niar®, Jumexil®, Deprilan®) = IMAO, 
inibe o metabolismo oxidativo da Levodopa e pode 
reduzir o estresse oxidativo e a formação de 
radicais livres. 
\u2022 Novos medicamentos estão avaliados - DATATOP: 
( Deprenyl and Tocopherol Antioxidative Therapy of Parkinsonism ) 
\u2013 vitamina E ??? 
52 
OPÇÕES TERAPÊUTICAS 
Terapia Sintomática 
I.M.A.O. 
\u2022 Inibidores da Monoamino Oxidase ( MAO = 
Responsável pelo catabolismo da Dopamina, no 
cérebro) 
\u2022 Selegilina (Niar®) 5 mg 2x/dia 
\u2022 Efeito dura 3 a 4 meses após interrupção da droga. 
\u2022 Retarda a terapia com Levodopa - cerca de 9 
meses. 
\u2022 Efeito sintomático fraco. 
53 
OPÇÕES TERAPÊUTICAS 
Terapia Sintomática 
I.M.A.O. 
 Medicamentos que devem ser evitados com os IMAO: 
\u2022 Inibidores da recaptação de serotonina (Citalopram, 
Fluoxetina, Paroxetina e Sertralina) 
\u2022 Antidepressivos tricíclicos e tetracíclicos (maproptilina) 
\u2022 Meperidina 
\u2022 Opiáceos 
\u2022 Dextrometorfano (Silencium®) 
\u2022 Triptofano (Forten® ) 
 SÍNDROME SEROTONINÉRGICA:Confusão, agitação, 
rigidez, hiperreflexia, tremores, mioclonias, febre, náuseas, 
diarréia, coma, rabdomiólise e morte . 
54 
OPÇÕES TERAPÊUTICAS 
Terapia Sintomática - Levodopa 
\u2022 Eficaz na redução da bradicinesia e da rigidez. 
\u2022 Efeito altamente variável sobre o tremor. 
\u2022 Metabolismo oxidativo da Dopamina pode formar 
radicais livres \uf0de degeneração neuronal acelerada. 
\u2022 Complicações a longo prazo (4 a 8 anos) em 50% 
dos casos: 
\u2013 Flutuações motoras (deterioração fim de dose = 
degeneração neuronal diminui a capacidade de 
armazenar dopamina derivada da levodopa ) \u201cOn e off\u201d 
\u2013 Discinesias (movimentos anormais involuntários) 
55 
OPÇÕES TERAPÊUTICAS 
Terapia Sintomática 
Levodopa 
\u2022 Precursor da Dopamina = muitas náuseas e vômitos. 
\u2022 A administração concomitante de Inibidores de 
Decarboxilase Periférica (Carbidopa ou Benzerazida), 
reduz a decomposição periférica de Levodopa e permite 
que mais Levodopa cruze a barreira hematoencefálica 
\uf0de Diminui a incidência de náuseas e vômitos. 
\u2013 Levodopa/carbidopa (Sinemet®, Cronomet®) 
\u2013 Levodopa/benzerazida (Prolopa®, Parkidopa®) 
\u2022 Iniciar 1/4 comp 2x/dia e aumentar a cada semana. 
56 
OPÇÕES TERAPÊUTICAS 
Terapia Sintomática 
Domperidona 
\u2022 Antidopaminérgico periférico = Antagonista dos 
receptores dopaminérgicos, que não penetra no 
SNC. 
\u2022 É usado para evitar as náuseas da Levodopa e dos 
agonistas da Dopamina 
\u2022 Domperidona = Motilium® 
57 
OPÇÕES TERAPÊUTICAS 
Terapia Sintomática 
Agonistas da Dopamina 
 
\u2022 Estimulam diretamente os receptores pós-sinápticos 
da Dopamina no corpo estriado. 
\u2022 Benefícios sintomáticos como monoterapia no 
início da doença ou como coadjuvante da Levodopa. 
\u2022 Torna-se ineficaz como monoterapia dentro de, no 
máximo, 3 anos \uf0de deve-se adicionar Levodopa. 
\u2013 Bromocriptina (Parlodel®) - 2,5 mg a 40 mg/dia 
\u2013 Pergolida (Celance®, Pergolide®) - 0,25 mg 3x/dia 
\u2013 Pramipexol (Sifrol®) -0,25mg a 4,5 mg/dia 
 
caros 
58 
OPÇÕES TERAPÊUTICAS 
Terapia Sintomática 
 As medicações dopaminérgicas 
( preparações com Levodopa e 
Agonistas da Dopamina ) não 
devem ser interrompidas 
abruptamente. 
 
 SÍNDROME NEUROLÉPTICA 
 MALIGNA 
 
59 
OPÇÕES TERAPÊUTICAS 
Terapia Sintomática 
Liberador de Dopamina 
\u2022 Antiviral - demonstrou melhorar sintomas da DP em 
pctes. tratados para gripe asiática, na década de 60. 
\u2022 Aumenta a liberação de Dopamina ( bloqueia a 
recaptação de Dopamina nos terminais pré-sinápticos). 
\u2022 Nas fases iniciais é eficaz em 2/3 pctes. 
\u2022 Benefício aparece em 2 dias. Comum: Livedo reticular 
\u2022 Adia o uso da Levodopa ou age como adjuvante. 
\u2022 Amantadina (Mantidan®) - 100 mg , 2 x/dia 
\u2022 Contra-indicada nas doenças renais (excr. urinária) 
 
60 
OPÇÕES TERAPÊUTICAS 
Terapias Sintomáticas 
 Anticolinérgicos 
\u2022 São eficazes na redução dos tremores. 
\u2022 Mínimos benefícios para rigidez e bradicinesia. 
\u2022 Uso limitado pelos efeitos colaterais = Confusão 
mental, alucinações, retenção urinária e taquicardia 
\u2022 Contra-indicações: Glaucoma e hipertrofia prostática 
\u2022 Efeitos colaterais : Secura na boca, constipação e 
borramento visual. 
\u2022 Triexifenidil = Artane® - 2 a 8 mg/dia 
\u2022 Biperideno = Akineton® - 2 mg, 3 a 4 x/dia 
 
61 
OPÇÕES TERAPÊUTICAS 
Terapia Sintomática 
Inibidores da C.O.M.T. 
\u2022 COMT = Catecol-O-metiltransferase = Uma das 
principais enzimas responsáveis pelo metabolismo 
da Levodopa e da Dopamina. 
\u2022 Inibem o metabolismo periférico da Levodopa, 
aumentando sua disponibilidade central. 
\u2022 Efeito colateral tardio (4 a 12 semanas) = diarréia 
\u2022 Risco de lesão hepática (10 a 100 vezes maior) 
\u2022 Entacapone = Contam® 
\u2022 Tolcapone = Tasmar® 
Muito caros 
62 
OPÇÕES TERAPÊUTICAS 
Terapia Restauradora 
Transplante Fetal 
\u2022 Visam substituir os neurônios perdidos = Implante 
de tecido embrionário. 
\u2022 Células geneticamente criadas, células 
dopaminérgicas de animais e células de outras 
partes do corpo estão sendo desenvolvidas para 
transplante, com possíveis efeitos restauradores. 
\u2022 São cirurgias experimentais. 
Futuro 
63 
OPÇÕES TERAPÊUTICAS 
Cirurgia Extereotáxica 
\u2022 Comum nos anos 50 quando não havia terapia 
adequada (levodopa). Retomada na década de 80. 
\u2022 Candidatos: Pacientes refratários ao tratamento 
clínico, com incapacidade funcional. 
\u2022 Demência é contra-indicação formal. 
\u2022 Técnicas: 
\u2013 Neuroestimulação (marcapasso cerebral) 
\u2013 Cirurgia lesiva (destruição de um alvo para modificar 
sua função). Mortalidade = 1% 
\u2022 Talamotomia (tremor) 
\u2022 Palidotomias (bradicinesia, discinesias e rigidez) 
\u2022Tratamento Cirúrgico 
\u2022Talamotomia e Palidotomia 
\u2022\uf0e0Reduz tremor, rigidez, bradicinesia e discinesia 
\u2022\uf0e0Não recomendado fazer em ambos hemisférios 
\u2022\uf0e0Alternativa para pacientes em que