SEMANA 4 - DEFESA DO ESTADO E DAS INSTITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS

SEMANA 4 - DEFESA DO ESTADO E DAS INSTITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS


DisciplinaDireito Constitucional I76.749 materiais1.777.518 seguidores
Pré-visualização2 páginas
e televisão, na forma da lei;    IV - suspensão da liberdade de reunião;    V - busca e apreensão em domicílio;    VI - intervenção nas empresas de serviços públicos;    VII - requisição de bens. 
*
*
*
Medidas coercitivas \u2013 Art. 137, inciso II, CF/88
Em tese, qualquer medida restritiva de direitos poderá com suspensão de direitos poderá ser tomada, desde que:
a) tenham sido observados os princípios da necessidade e da temporariedade;
b) Tenha havido prévia autorização por parte do Congresso Nacional;
c) Tenha sido indicado no decreto a sua duração, as normas necessárias a sua execução e as garantias constitucionais que ficarão suspensas.
*
*
*
Controle político congressual
Controle político prévio: 
	Art. 137. O Presidente da República pode, ouvidos o Conselho da República e o Conselho de Defesa Nacional, solicitar ao Congresso Nacional autorização para decretar o estado de sítio nos casos de: 
	Art. 138 (...)
	§ 3º - O Congresso Nacional permanecerá em funcionamento até o término das medidas coercitivas. 
*
*
*
Controle político concomitante:
	Art. 140. A Mesa do Congresso Nacional, ouvidos os líderes partidários, designará Comissão composta de cinco de seus membros para acompanhar e fiscalizar a execução das medidas referentes ao estado de defesa e ao estado de sítio. 
Controle político sucessivo - posterior:
	Art. 141. Cessado o estado de defesa ou o estado de sítio, cessarão também seus efeitos, sem prejuízo da responsabilidade pelos ilícitos cometidos por seus executores ou agentes. 
*
*
*
Controle jurisdicional
Controle jurisdicional concomitante;
	Qualquer lesão ou ameaça a direito, abuso ou excesso de poder durante a execução do estado de sitio poderão ser apreciados pelo Poder Judiciário.
Controle jurisdicional sucessivo;
	Art. 141. Cessado o estado de defesa ou o estado de sítio, cessarão também seus efeitos, sem prejuízo da responsabilidade pelos ilícitos cometidos por seus executores ou agentes. 
*
*
*
Forças Armadas
As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República (CF, art. 84, XIII), e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem.
*
*
*
Ministério da Defesa
A Emenda Constitucional n.° 23, promulgada em 2-9-1999, além de estabelecer status constitucional aos cargos de Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, que serão nomeados pelo Presidente da República (CF, art. 84, XIII), criou o Ministério de Estado da Defesa, a ser ocupado privativamente por brasileiros natos (CF, art. 12, § 3.°, VII), em substituição aos antigos Ministérios Militares.
*
*
*
Forças Armadas
*
*
*
Segurança Pública
	A Constituição Federal preceitua que a segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, sem contudo reprimir-se abusiva e inconstitucionalmente a livre manifestação de pensamento, por meio dos seguintes órgãos:
*
*
*
Polícia de Segurança:
Polícia Administrativa
Polícia Judiciária
*
*
*
Polícia Administrativa
Preventiva ou Ostensiva:
Federal - (Polícia Federal; Polícia Rodoviária Federal e Polícia Ferroviária Federal)
Estadual \u2013 (Corpo de Bombeiros e Polícia Militar)
*
*
*
Polícia Judiciária
Investigação:
Federal (Polícia Federal)
Estadual (Polícia Civil)
*
*
*
Exercícios do caderno
	CASO 1 \u2013 Tema: Segurança pública 
	A Lei Orgânica do Distrito Federal, no art. 117, e seus incisos I, II, III e IV, estabelece que a segurança pública será exercida pela Polícia Civil, Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Departamento de Trânsito.
	O Governador do Distrito Federal propõem ação de inconstitucionalidade em face da lei, por vício de inconstitucionalidade.
	Aponte os possíveis vícios que poderiam amparar à pretensão do Governador.
*
*
*
	CASO 2 \u2013 Tema: Segurança pública \u2013 repartição de competências
	A Constituição do Estado da Paraíba, em seu art. 148, VIII, atribui à polícia militar a função de radiopatrulha "aérea". Em conseqüência, foi argüida no STF a inconstitucionalidade da referida norma constitucional estadual, sob o fundamento de que o policiamento do espaço aéreo somente poderia ser realizado pela Policia Federal e pela Força Aérea Brasileira. À luz da distribuição de competências entre os entes da federação e do poder residual da Policia dos Estados, seria inconstitucional a norma estadual?