A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Química Analítica IV- exercícios de DRX_Respostas

Pré-visualização | Página 1 de 1

Faculdades Souza Marques 
Química Analítica IV 
Lista de exercícios de Introdução à Difração de Raios X 
 
Questão 1: Explique por que os raios X conseguem promover transições 
nucleares. 
Porque os raios X fazem parte da radiação mais energética do espectro 
eletromagnético, promovendo modificações tênues no núcleo atômico. 
Questão 2: Explique no que consiste o espectro contínuo. 
Espectro de reúne radiação de baixa energia como o microondas até as de alta 
energia (raios X) usadas em técnicas analíticas diversas (TGA, RMN e etc). 
Feixe utilizado quando se seleciona uma fonte de raio X ou o somatório de 
todos os feixes energéticos dentro da radiação de raio X. 
 
Questão 3: No que consiste o tubo de Coolidge? 
Equipamento gerador do feixe de raio X pela presença de um catodo em seu 
interior. 
Questão 4: No que consiste o filtro monocromador? 
Filtro que seleciona parte do pacote de energia num feixe de raio X a ser usado 
em análise química (filtro que seleciona parte do feixe contínuo de raio X). 
Questão 5: Qual a diferença entre filme fotográfico e contador Geigner? 
Segundo Skoog (2015), o contador Geigner é um instrumento portátil de 
detecção e medição de radiação mais usado, consistindo em um tubo cheio de 
gás contendo eletrodos, entre os quais uma tensão elétrica, mas sem corrente, 
flui. 
Questão 6: A difração de raios X conta com duas preparações de amostras. 
Diga o nome de cada uma e aplicação para cada um dos preparos. 
Pó: é prensado manualmente e a superfície alisada com uma placa metálica; 
Amostras compactas: são acondicionadas na cavidade do porta- amostra com 
o emprego de uma massa plástica. 
Questão 7: Por que o método do pó é um dos mais utilizados em difração de 
raios X? 
 Pelo fato do pó apresentar homogeneização superior ao método de amostras 
compactadas. 
Questão 8: O que é tensão residual e os efeitos que ela causa em sinais de 
difração de raios X. 
É a tensão existente na superfície do material a ser analisado que pode 
modificar o ângulo do feixe difratado e consequentemente afetar a detecção do 
sinal. 
Questão 9: Diferencie MEV e MET e qual a função dos raios X nestas 
técnicas? 
MEV: microscopia eletrônica de varredura: análise da superfície da amostra. 
MET: microscopia eletrônica de transmissão: análise do interior da amostra. 
Neste caso a radiação usada dentro da faixa do raio X é a mais energética.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.