Análise Tecno-Económica de Serviços Móveis e Sem Fios
174 pág.

Análise Tecno-Económica de Serviços Móveis e Sem Fios


DisciplinaRedes sem Fio759 materiais26.040 seguidores
Pré-visualização35 páginas
B completo na figura) ..... 82 
Figura 40. O Produto Comercial Proxim MP11a ....................................................................... 84 
Figura 41. Antena Sectorial: O Transporte simultâneo para os clusters B e C ......................... 86 
Figura 42. Solução de Antena Direccional no Cluster A a servir de transporte para os Clusters B 
e C ................................................................................................................................... 87 
Figura 43. Cluster B \u2013 Acesso Local (Residencial) Wi-Fi .......................................................... 89 
Figura 44. Cluster C \u2013 Acesso Local com Solução Residencial (RSU) em MP11a................... 90 
Figura 45. Unidade Residencial Subscritora (RSU) MP11a \u2013 Caracterisitcas Principais e 
Vantagens........................................................................................................................ 91 
Figura 46 \u2013 População Aderente por Cluster (Alentejo)............................................................ 92 
Figura 47 \u2013 Cash-Flow para a População Aderente por Cluster B............................................ 93 
Figura 48 \u2013 Solução de Engenharia Proposta para S. Jacinto.................................................. 99 
Figura 21 \u2013 Wi-Fi: Distribuição de Equipamentos e Respectivas Receitas. Valores em dólares. 
Fonte [7] ......................................................................................................................... 103 
Figura 50 \u2013 Modelo de Serviços de um Wi-Fi Hotspot Público ............................................... 106 
Figura 21 \u2013 Modelo de Serviços: Gestão Centralizada (NOC sob operador) .......................... 111 
Figura 52 \u2013 (Um) Modelo de Roaming Global para Hotspots Públicos ................................... 114 
Figura 53 \u2013 Fornecedores Actuais do Mercado de Hotspots Públicos (exemplo) ................... 116 
AAnnáálliissee TTeeccnnoo--EEccoonnóómmiiccaa ddee SSeerrvviiççooss MMóóvveeiiss ee SSeemm FFiiooss 
v 
Figura 54 \u2013 Segmentação da Industria de ISP (3 camadas)................................................... 118 
Figura 55 \u2013 A Segmentação da nova Industria de WISP (4 camadas) ................................... 119 
Figura 56 \u2013 Evolução do Mercado Mundial do Wi-Fi (Wi-Fi Alliance, 2002)............................ 120 
Figura 57 \u2013 Evolução do número de Wi-Fi Hotspots na Europa (IDC, Fevereiro 2003) .......... 121 
Figura 58 \u2013 Evolução do número de Wi-Fi Hotspots por País (Hotspots.com)........................ 122 
Figura 59 \u2013 Evolução do número de Wi-Fi Hotspots por Tipo de Local (Gartner Julho 2003). 122 
Figura 60 \u2013 O Mercado por explorar em Portugal................................................................... 127 
Figura 61 \u2013 Presença da BoinGo WISP em Portugal (www.boingo.com, Setembro 2003) ..... 128 
Figura 30 \u2013 A atribuição dos canais das frequências do 802.11b em Portugal ....................... 131 
Figura 63 \u2013 comparação do alcance e níveis de potência do 802.11b vs 802.11a ................. 132 
Figura 64 \u2013 A lista dos Hotspots Públicos em Portugal, segundo www.Wi-FiHotspotlist.com 
(Setembro 2003) ............................................................................................................ 140 
Figura 65 \u2013 Descrição do Modelo de Negócio para a Solução Proprietária de um Hotspot 
Público ........................................................................................................................... 143 
Figura 66 \u2013 Descrição do Modelo de Negócio para um Hotspot Público, segundo a INTEL[6]143 
Figura 67 \u2013 Planta e dimensões da Exposalão Batalha, fonte: www.exposalao.pt ................. 144 
Figura 68 \u2013 Solução 1 idealizada para a Exposalão Batalha .................................................. 145 
Figura 69 \u2013 Solução 2 (cenário complexo) idealizada para a Exposalão Batalha ................... 147 
Figura 70 \u2013 AP-2000 e AP-600 da PROXIM........................................................................... 148 
Figura 71 \u2013 AP-2500 da PROXIM........................................................................................... 148 
Figura 72 \u2013 Gateways da Bluesockets:Escolha do WG 1100 ................................................. 149 
Figura 73 \u2013 Aplicação: Um Hotspot com Gateway da BlueSockets ........................................ 153 
 
 
AAnnáálliissee TTeeccnnoo--EEccoonnóómmiiccaa ddee SSeerrvviiççooss MMóóvveeiiss ee SSeemm FFiiooss 
vi 
ÍNDICE DE TABELAS 
Tabela 1 \u2013 WEP versus WPA: As limitações do WEP e as soluções adoptadas com o WPA .. 49 
Tabela 2 \u2013 Leque Actual de Serviços e Tecnologias ................................................................ 76 
Tabela 3 \u2013 Vector de Entrada para Análise Técnico-Económico (Shopping List) ..................... 92 
Tabela 4 \u2013 As várias etapas do Modelo de Serviços de um Wi-Fi Hotspot Público ................ 106 
Tabela 5 \u2013 Descrição do Network Operations Center (NOC) no Modelo de Gestão Centralizada
....................................................................................................................................... 112 
Tabela 6 \u2013 Descrição dos intervenientes no Modelo de Roaming Global para Hotspots Públicos
....................................................................................................................................... 115 
Tabela 7 \u2013 Tabela da Atribuição do Espaço Radioeléctrico em Portugal a Dispositivos do tipo 
SRD, incluindo o standard do IEEE 802.11 e HiperLANs (excerto, www.anacom.pt)..... 129 
Tabela 8 \u2013 Investimento em WLAN a Realizar na Solução 1.................................................. 146 
Tabela 9 \u2013 Características Técnicas dos Gateways da Bluecoskets ...................................... 152 
Tabela 10 \u2013 Expositores aderentes ao serviço Wi-Fi do Hotspot da Exposalão (cenário 1) ... 154 
Tabela 11 \u2013 Matriz de receitas utilizada para os Expositores aderentes ao serviço Wi-Fi do 
Hotspot da Exposalão (cenário 1) .................................................................................. 155 
Tabela 12 \u2013 Receitas Geradas pela Adesão dos Expositores ao Serviço Wi-Fi do Hotspot da 
Exposalão (cenário 1) .................................................................................................... 155 
Tabela 13 \u2013 Expositores aderentes ao serviço Wi-Fi do Hotspot da Exposalão (cenário 2) em 
PERCENTAGEM ........................................................................................................... 156 
Tabela 14 \u2013 Expositores aderentes ao serviço Wi-Fi do Hotspot da Exposalão (cenário 2) Em 
Numero EFECTIVO........................................................................................................ 157 
Tabela 15 \u2013 Receitas Geradas pela Adesão dos Expositores ao Serviço Wi-Fi do Hotspot da 
Exposalão (cenário 2) .................................................................................................... 157 
Tabela 16 \u2013 Receitas Geradas pelos Clientes (visitantes) da Exposalão no ano de 2004...... 158 
 
AAnnáálliissee TTeeccnnoo--EEccoonnóómmiiccaa ddee SSeerrvviiççooss MMóóvveeiiss ee SSeemm FFiiooss 
1 
1 INTRODUÇÃO 
Este relatório insere-se no âmbito da disciplina de projecto de final de curso da 
Licenciatura em Engenharia Electrónica e de Telecomunicações da Universidade de 
Aveiro. 
O objectivo principal deste trabalho será efectuar análises tecno-económicas com 
diferentes soluções de rede sem fios e de ofertas de serviços móveis, caso dos espaços 
públicosde acesso rádio ou Public Hotspots. 
Como temos vindo a assistir nestes últimos tempos as telecomunicações têm sofrido 
uma grande evolução, permitindo partilhar informação entre quase quaisquer pontos do 
globo. 
O Wireless, seja Bluetooth ou Wi-fi, estará na ordem do dia. Equipamentos com 
conectividade sem fios já invadem o mercado, assim como soluções que garantem a 
cobertura de rede em qualquer ponto. No mínimo, estamos perante algo 
verdadeiramente revolucionário,