171_METEOROLOGIA_E_CLIMATOLOGIA_VD2_Mar_2006
1 pág.

171_METEOROLOGIA_E_CLIMATOLOGIA_VD2_Mar_2006


DisciplinaClimatologia2.225 materiais40.502 seguidores
Pré-visualização1 página
157
METEOROLOGIA E CLIMATOLOGIA
Mário Adelmo Varejão-Silva
Versão digital 2 \u2013 Recife, 2006
Utilizando as equações de estado do ar seco e do vapor d'água na mistura ar úmido
(IV.4.1 e IV.4.2), obtém-se:
\u3c1* = e MV / RT + (p \u2013 e) Ma / RT.
Logo:
* = (pMa / RT)(1 \u2013 e/p + 0,622 e/p) (IV.9.2)
ou, 
\u3c1* = (pMa / RT) (1 \u2013 0,378 e/p). (IV.9.3)
Observe-se que o primeiro fator ( pMa / RT ) representa a massa específica do ar seco
puro (\u3c1A). Em outras palavras: se apenas ar seco, nas mesmas condições de pressão (p) e
temperatura (T) do ar úmido, ocupasse o mesmo volume (V), teria uma massa específica \u3c1A.
Então, substituindo:
\u3c1* = \u3c1 A (1 \u2013 0,378 e/p).
Percebe-se que, sendo p >> e, o fator (1 \u2013 0,378 e/p) é menor que a unidade, compro-
vando que a massa específica do ar úmido é menor que a do ar seco, nas mesmas condições
de temperatura e pressão. Esse fato decorre simplesmente de ser MV < Ma. Por outro lado,
Peixoto (1954) adverte que, sendo 0,378e/p um número muito pequeno (pois e << p), a dife-
rença entre \u3c1* e \u3c1A não pode ser grande, mesmo quando se toma em consideração o ar satu-
rado.
A conclusão anterior representa uma grande vantagem prática. Para averiguá-la, é ne-
cessário usar a equação IV.6.3 e substituir o quociente e/p da expressão IV.9.2 em função da
razão de mistura (r). Efetuando, resulta, sem nenhuma simplificação : 
\u3c1* = (pMa / RT)[ (1 + r) / (1 + r/0,622) ]. (IV.9.4)
Fisicamente, o fator [(1 + r) / (1 + r/0,622)] representa uma correção que deve ser apli-
cada à massa específica do ar seco puro ( pMa / RT ) para que se torne igual à do ar úmido,
submetido à mesma pressão (p) e temperatura (T, K). Convencionou-se que essa correção
seria incorporada à temperatura T (Iribarne e Godson, 1973), definindo-se uma nova variável
(TV) assim:
1/TV = ( 1/T ) [ (1 + r) / (1+ r/0,622) ]
ou
TV = T [ (1 + r/0,622) / (1 + r) ] (IV.9.5)
onde r deve ser expresso em gramas de vapor por grama de ar seco e T em graus absolutos.
Aqui TV (K) designa a temperatura virtual, ou seja: a temperatura a que deve ser submetida