177_METEOROLOGIA_E_CLIMATOLOGIA_VD2_Mar_2006
1 pág.

177_METEOROLOGIA_E_CLIMATOLOGIA_VD2_Mar_2006


DisciplinaClimatologia2.227 materiais40.555 seguidores
Pré-visualização1 página
163
METEOROLOGIA E CLIMATOLOGIA
Mário Adelmo Varejão-Silva
Versão digital 2 \u2013 Recife, 2006
(d) a temperatura virtual.
4 - Dados coletados às 21 horas (tempo legal local) indicaram umidade relativa de 82%, tempe-
ratura do ar de 24,5 oC e pressão atmosférica de 998,3mb. Deseja-se saber, supondo inaltera-
da a pressão e a razão de mistura durante à noite:
- se há possibilidade de ocorrer orvalho, durante a madrugada, caso ocorra um resfria-
mento de 5 oC;
- qual a umidade relativa no final da madrugada, se o resfriamento for de apenas 3 oC;
- a quantidade de vapor d'água que passaria à fase líquida, por quilograma de ar úmido,
caso a temperatura do ar atingis-se 16 oC; e
 - a umidade relativa do ar às 22 horas se a temperatura tiver aumentado para 26 oC.
5 - Uma sondagem atmosférica revelou os seguintes valores:
Nível pressão 
(hPa)
temperatura
 (oC)
umidade
 (%)
0 superfície 1006 26 80
1 980 22 90
Considerando que a temperatura e a umidade variam linearmente com a altitude nessa cama-
da atmosférica, determinar sua espessura.
6 - Usando a curva de saturação, mostrar a dependência da umidade relativa do ar quanto à
temperatura.
7 - Uma câmara de controle ambiental indica temperatura de 20 oC e umidade relativa de 90 %.
Supondo que a pressão atmosférica é de 980 mb e se mantém inalterada, pede-se determinar
à qual temperatura deverá ser ajustada a câmara para que a umidade relativa do ar passe a 70
%.