SEMANAS COMPLETAS
42 pág.

SEMANAS COMPLETAS


DisciplinaDireito Constitucional I76.558 materiais1.772.909 seguidores
Pré-visualização13 páginas
residual da Policia dos Estados, seria inconstitucional a norma estadual?
SEMANA 5
Poder Legislativo - Funções
Segundo Montesquieu, o Legislativo é o primeiro dos Poderes do Estado.
O legislador constituinte atribuiu diversas funções a todos os Poderes, sem exclusividade absoluta. 
Cada um dos Poderes possui uma função predominante, além de outras funções previstas no texto constitucional. São as chamadas funções típicas e atípicas.
Funções Típicas
As funções típicas do Poder Legislativo são legislar e fiscalizar, tendo ambas o mesmo grau de importância. 
A Constituição prevê regras de processo legislativo, para que o Congresso Nacional elabore as normas jurídicas, de outro, determina que a ele compete a fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial do Poder Executivo (CF, art. 70).
Funções Atípicas
As funções atípicas constituem-se em administrar e julgar. 
A primeira ocorre quando o Legislativo dispõe sobre sua organização e operacionalidade interna, provimento de cargos, promoções de seus servidores; 
A a segunda ocorre no processo e julgamento do Presidente da República por crime de responsabilidade.
Congresso Nacional
O Poder Legislativo Federal é bicameral e exercido pelo Congresso Nacional, que se compõe da Câmara dos deputados (513 Deputados Federais ) e do Senado Federal (81 Senadores da República), diferentemente dos estaduais, distritais e municipais, onde é consagrado o unicameralismo (CF, arts. 27, 29 e 32).
Bicameralismo e Estado Federal
O bicameralismo do Legislativo Federal está intimamente ligado à escolha pelo legislador constituinte da forma federativa de Estado, pois no Senado Federal encontram-se, de forma paritária, representantes de todos os Estados-membros e do Distrito Federal, consagrando o equilíbrio entre as partes contratantes da Federação.
Inexistência de Predomínio
Inexiste predomínio de uma Casa Legislativa sobre outra.
No aspecto formal, contudo, o Poder Constituinte atribuiu certa primazia à Câmara dos Deputados, no que diz respeito à iniciativa legislativa. Será perante à Câmara que o Presidente da República, do STF, do STJ, os cidadãos, promovem a iniciativa legislativa \u2013 art. 61, par. 2º., e 64, caput, da CRFB.
Legislatura
Legislatura é o período de funcionamento do Congresso nacional.
O Congresso Nacional reunir-se-á, anualmente, na Capital Federal, de 02 de fevereiro a 17 de julho e de 1.° de agosto a 22 de dezembro. Cada legislatura terá a duração de quatro anos, compreendendo quatro sessões legislativas ou oito períodos legislativos.
Convocação extraordinária
Convocação extraordinária do Congresso Nacional, que poderá ser feita, dependendo da hipótese, pelo Presidente da República, pelo Presidente do Senado Federal, pelo Presidente da Câmara dos Deputados, ou a requerimento da maioria dos membros de ambas as Casas Legislativas.
Mesa do Congresso Nacional
O órgão administrativo de direção do Congresso Nacional é sua Mesa. A Mesa do Congresso Nacional será presidida pelo Presidente do Senado Federal, e os demais cargos serão exercidos, alternadamente, pelos ocupantes de cargos equivalentes na Câmara dos Deputados e no Senado Federal.
Composição da Mesa
Com base nos regimentos internos da Câmara, do Senado e do próprio Congresso, a Mesa do Congresso será composta pelo Presidente do Senado, 1.° Vice-presidente da Câmara, 2.° Vice-presidente do Senado, 1.° Secretário da Câmara, 2.° Secretário do Senado, 3.° Secretário da Câmara e 4.° Secretário do Senado.
Eleição
As mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal serão eleitas, respectivamente, pelos deputados federais e senadores da República, para mandato de dois anos, vedando-se a recondução para o mesmo cargo na eleição imediatamente subseqüente.
Jurisprudência
Composição de Mesa legislativa: STF - Pleno - MS n.° 22.183-6 - Rel. p/Acórdão: Min. Maurício Corrêa, Diário da Justiça, Seção I, 12 dez. 1997, p. 65.569.
No sentido da impossibilidade de recondução para o mesmo cargo na eleição imediatamente subseqüente: RTJ 119/964; RTJ 163/52.
(CF, art. 57, § 4.°) 
Atribuições do Congresso Nacional
Matérias de competência legislativa do Congresso Nacional.
As atribuições do Congresso Nacional (órgão legislativo da União) \u2013 distribuem-se em cinco grupos de atividades distintas.
Atividades legislativas \u2013 desempenhadas com base no processo legislativo (art. 61 / 69), criam leis sobre matérias da competência da União (art. 48)
Atividades deliberativas \u2013 são desempenhadas via decreto legislativo ou resoluções, nos termos de sua competência exclusiva e de seu regimento interno (pratica de atos concretos, resoluções referendárias, autorizações, aprovações, sustações (art. 49)
Atividades ficalizatórias \u2013 pedidos de informações (art. 50, par. 2º.), comissões parlamentares de inquérito (58, par. 3º.), julgamento de contas (art. 49,X, 71 e 72, 166, par. 1º.), controle dos atos do executivo (art. 49,X), tomada de contas (art.51,II, 84, XXIV)
Atividades de julgamento e controle da moralidade \u2013 julgar autoridades por crimes de responsabilidade (art. 51, I, 52, I e II, e 86)
Atividades constituintes de segundo grau \u2013 processo de reforma por Emenda da Constituição (art. 60)
Competência do Congresso Nacional \u2013 Art. 48 da CRFB/88
Competência legislativa congressual, desempenhada com base:
a) Na exigência de ato sancionatório do presidente da república;
b) Observância do procedimento destinado à elaboração de lei ordinária (art. 59, III e 65)
Competência exclusiva do Congresso Nacional \u2013 Art. 49 da CRFB/88
O Congresso nacional detém competência exclusiva porque a exercerá sem qualquer intervenção do Executivo ou Judiciário.
A deliberação do Congresso será definitiva, haja vista a inexistência de sanção ou veto presidencial.
Câmara dos Deputados
A Câmara dos Deputados compõe-se de representantes do povo (513 Deputados).
Incumbe a cada deputado federal, representar todo o povo, eleitor ou não, e não apenas o seu eleitorado.
Serão eleitos pelo sistema proporcional, em cada Estado, em cada Território e no Distrito Federal, sendo que o número total de deputados, bem como a representação por Estado e pelo Distrito Federal, será estabelecido por lei complementar , proporcionalmente à população.
Sistema proporcional
O sistema visa garantir a participação dos diversos partidos políticos no Parlamento. É adjetivado proporcional, porque o número de representantes de cada circunscrição eleitoral é dividido pelo número de habitantes (não o de eleitores), resultando numa proporção. Com base nessa técnica são distribuídos os mandatos legislativos.
Jurisprudência
"o sistema de representação proporcional, por constituir conceito jurídico indeterminado, depende, para sua implementação, de prévia definição normativa a ser estabelecida pelo legislador ordinário no exercício do poder de regulação que lhe foi atribuído pelo ordenamento constitucional\u201c (STF - Pleno - Rextr. n.° 140.543-1/RO - Rel. Min. Celso de Mello, Diário da Justiça, Seção I, 9 fev. 1995, p. 1.750).
Compete privativamente à Câmara dos Deputados
As atribuições previstas no Art. 51, foram deferidas com exclusividade à Câmara. Só ela poderá dispor sobre as matérias de sua alçada, sem a interferência ou participação de qualquer outro segmento. A Câmara exercita sozinha, e de forma indelegável.
Senado Federal
O Senado Federal compõe-se de representantes dos Estados e do Distrito Federal (81 Senadores), eleitos segundo o princípio majoritário, sendo que cada Estado e o Distrito Federal terão três senadores, com mandato de oito anos.
Sistema majoritário
Sistema majoritário é aquele em que será considerado vencedor o candidato que obtiver maior número de votos (maioria simples), tendo o texto constitucional optado pelo sistema majoritário puro ou simples (um único turno) para a eleição de Senadores da República 
Renovação da Representação
A representação de cada Estado e do Distrito Federal será renovada de quatro em quatro anos, alternadamente, por um ou dois terços do Senado Federal (CF, art. 46, §