ok economia 09.08.11
16 pág.

ok economia 09.08.11

Pré-visualização6 páginas
isso, o quanto vc investiu, o quanto ele vai ter valor de sucata e vc vai avaliar isso num período de anos. Quando vc avalia isso, vc vai ver que em cada ano de vida útil desse produto, desse equipamento que eu comprei, o quanto que eu vou ter que embutir nos meus custos, é como se fosse uma taxa de manutenção. Pra eu não ter que ficar colocando todo o valor do produto no valor do meu atendimento, senão o meu atendimento fica muito caro.
Uma pessoa que não entende a depreciação, o que ela vai fazer: ela vai colocar o preço do atendimento alto, pra pagar o preço do ultrassom. Mas não é assim que se faz. Vc tem que ver qual o valor de depreciação por ano e naquele ano vc diluir o preço de depreciação. E não o valor inteiro do produto.
- Investimento: construção de benfeitorias, formação de pastagens. Este entra no fluxo de caixa e é depreciável.
Todo investimento que agente faz é depreciável, as benfeitorias, equipamentos, veículo, até um animal de reprodução é depreciado, ou seja, vai ter um período de vida útil, exceto uma classificação de animal (depois agente fala sobre isso).
Vc tem que calcular e avaliar essa depreciação, até mesmo pra vc pensar numa possivel substituição daquele equipamento.
- Depreciação: custo necessário para substituir os bens quando esses se tornam inúteis pelo desgaste físico \u201creserva para substituição\u201d
Vc não vai pegar o equipamento, vc tem que pagar a pessoa que vc comprou no tempo que ele estabelecer, mas vc não vai embutir todo o equipamento nos seus custos iniciais, vc vai diluir ao longo da vida útil daquele equipamento.
- Depreciação: (Vi \u2013 Vf)/n
Vi: valor inicial do bem
Vf: valor final do bem
n: vida útil estimada
Ex: comprei um equipamento: R$ 5.000,00 (início)
Valor de sucata (após 5 anos de usado, ele vende): R$ 500,00 (final)
Vida útil: 5 anos
D = 5.000,00 \u2013 500,00 / 5 anos
D = 900,00 reais (por ano) é o valor dessa depreciação desse meu equipamento.
Quando eu for avaliar os meus custos anuais, um dos meus itens de custo é a depreciação desse produto que eu comprei. Significa que todo ano estou fazendo uma reserva de 900 reais pra daqui a 5 anos eu comprar um novo equipamento.
Tenho que descontar das minhas receitas, é como se fosse uma reserva pra quando acabar os 5 anos me ajudar a comprar um outro equipamento.
2 coisas que agente não utiliza, mesmo sendo investimento, agente não utiliza pro calculo de depreciação: Custos fixos:
- Não se deprecia a terra
Porque vc parte do principio que ela não se desvaloriza, pelo contrario, tem umas regiões que se valorizam.
- Em rebanho estabilizado a vaca não é depreciada visto que tem \u201csubstituta\u201d (novilha) e touro. (não deprecia vaca e touro quando vc tem rebanho estabilizado, ou seja, quando vc mantém no seu plantel bezerros e bezerras pra futuras substituição)
Vc tem um numero que vc quer de animais de reprodução, numero de animais que vc quer de produção, e nesses animais de produção vc tem um numero de bezerras que vc quer manter no seu plantel de fêmeas pra substituir as vacas velhas e mantém os bezerros que vc quer substituir o touro, então não tem depreciação, porque o próprio animal que vc está reservando já é o substituto (vc não guarda o dinheiro, vc guarda a novilha).
Só nesses 2 casos não tem depreciação.
Custos variáveis, quais são:
- São aqueles que variam de acordo com a quantidade produzida e cuja duração é igual ou menor que o ciclo de produção. 
- Esse custo deve ser incorporado ao produto no curto prazo.
- Recursos que exigem custeio (que eu preciso pagar) durante a safra. Tenho que disponibilizar dinheiro para aquele período de safra, ou para aquele período de produção.
Durante o ano de produção de leite, algumas coisas eu gasto de acordo com a produção, por ex. vou gastar mais alimentação se eu tiver uma maior produção de leite. Ex. vou gastar mais na energia se eu tiver uma maior produção de leite. ex. vou gastar mais com medicamento se eu tiver maior produção de leite. Isso num período em que eu tiver uma lactação. Tudo que eu gasto no período de 1 lactação é custo variável.
Toda minhas despesas num período determinado ela é considerada custo variável.
Aqui eu preciso embutir no preço do meu produto o que eu gastei com esses meus custos variáveis. Ex. vou gastar mais com luz no período da lactação, etc.
Não posso deixar pra contabilizar pra próxima lactação, tem que ser nessa lactação.
Ex. alimentação do rebanho, medicamentos, inseminação, combustível, mão de obra.
Receitas daquele ano, custos daquele ano que vão me dizer qual o meu lucro daquele ano. Os custos podem aumentar, mas em compensação a produção vai aumentar também, então vou ter lucro maior quando eu produzir mais.
Meus custos se diluem mesmo que eu gaste mais.
3º item de gasto: Despesas administrativas 
- Despesas administrativas (ex. despesas do escritório, contador, cursos, revistas)
Custo operacional
É a soma de todas as minhas despesas. É quanto custou produzir. Ou seja, o quanto custa o meu atendimento. 
- Custos fixos + custos variáveis + despesas administrativas
- Lucro operacional deverá ser positivo (tudo que vc gastou)
Quanto eu gastei e o quanto eu recebi, depois de descontar todos meus custos, deve ser positivo. Se der negativo é porque estou gastando mais do que estou ganhando.
Custo de oportunidade
- Não representa desembolso (não apresenta valor de dinheiro). É uma medida de eficiência para fins de comparação.
Ex. sou produtor de leite, quero avaliar se minha atividade é rentável. Tenho que avaliar qual o custo de oportunidade do dinheiro que eu investi em outras atividades.
Ex. margem de lucro de leite, eu investi, e estou ganhando 15%. O que eu avalio nesse meu custo de oportunidade: se eu pegasse esse dinheiro que eu investi no leite e colocasse na poupança, será que eu ganharia mais? Se eu peasse e arrendasse a minha terra, será que eu ganharia mais?
Isso é custo de oportunidade, é comparar com outras atividades afins ou com o mercado. 
Será que eu ganharia mais e trabalharia menos?
Quase ninguém avalia, mas é muito importante. 
Se eu tenho uma atividade que está me pagando o que eu preciso para pagar os meus custos de produção, (o que estou tendo de lucro, está pagando meus custos de produção) é como se eu estivesse empatando meu dinheiro, não estou tendo prejuízo, estou pagando minhas dividas, mas também não tenho lucro. Mas as pessoas querem mais, com isso o meu custo de oportunidade e atividade tem que ser maior do que um outro investimento qualquer.
Analise de investimento: temos várias ferramentas para me dizer o quanto estou ganhando por ano e o quanto eu investi. Ex. se eu gosto de uma atividade, eu tenho que trabalhar com ela de modo que me dê lucro. Se empatar tudo bem, mas se só tiver prejuízo não tem como, pois vc tem que pagar suas contas.
Custo de oportunidade
- é o retorno que o capital investido na atividade estaria proporcionando se fosse aplicado em outras alternativas (ex. outra atividade, poupança, aluguel ou mercado financeiro)
Tem muita gente na região centro oeste que deixou de plantar soja pra arrendar as terras pra plantarem cana (na época que a cana estava em alta), por conta de biocombustível, etc. porque a cana estava dando mais dinheiro do que a soja. A partir do momento em que o cara percebe que o aluguel que ele está recebendo é menos do que ele ganharia plantando batata, ele deixa de alugar e vai plantar batata. É assim que é o custo de oportunidade, não é um valor fixo, é um valor que vc compara.
É vc fazer analise no momento se sua atividade está rendendo onde vc quer, se é o suficiente pra pagar as suas dividas, se é suficiente pra atender a ponto de vc atingir a meta que vc estabeleceu.
Balanço patrimonial
- conjunto de bens, direitos e obrigações de um estabelecimento
- ativo (+)
- passivo (-)
Depois que eu fiz todo a estruturação zootécnica, ou seja, tudo que eu anotei de todos os registros, de todas minhas receitas, todos meus custos, podemos fazer o que agente chama de balanço patrimonial.
É comparar o que eu gastei em 1 ano, o que eu ganhei