ok microbianas 04.11.11
20 pág.

ok microbianas 04.11.11


DisciplinaEpizootiologia das Doenças Microbianas14 materiais26 seguidores
Pré-visualização5 páginas
países que também não controlam.
O uso de vacinação ainda é pequeno na maioria das regiões. Com isso vc não tem uma vacinação efetiva.
PERITONITE INFECCIOSA FELINA (PIF)
Peritonite infecciosa felina (PIF)
Falando em PIF, vamos falar de piogranuloma. Porque ai sim vc está fechando um diagnóstico. Porque todas as alterações em qualquer lugar que seja, no gato, ele vai ser chamado de piogranuloma.
Falando em PIF em geral, fala de piogranuloma. O que é um piogranuloma? Pio = pus
Posso falar que a PIF seca ou úmida, independente do que ela está apresentando em clínica, ela é desencadeada pelo corona vírus.
Vc tem o corona vírus dos tipos antigênicos, temos o coronavírus cepa entérica e vc tem o corona vírus cepa PIF.
Cepa entérica: O gato vai pra rua, entra em contato com o vírus, desencadeia uma diarréia branda e vai produzir Ac contra o corona (isso é importante para diagnóstico). Ele vai produzir uma resposta com Ac contra o corona.
Vc tem a cepa PIF que para o gato vai desencadear a peritonite, é uma cepa mais virulenta.
Que tipo de peritonite? Em função da resposta do gato vc vai ter a PIF.
Então eu vou fazer as 2 formas clínicas em função da resposta, ou uma ou outra em função da resposta do gato.
Quem vai desencadear a peritonite é o coronavirus cepa PIF.
Se eu fizer uma sorologia, essa sorologia fecha? Não. Porque na sorologia vc vai pesquisar Ac contra o coronavírus. Se esse gato, que a maioria dos gatos fazem a diarréia quando filhotes a diarréia é contra o corona, esse gato vai ser soropositivo contra o corona, e esse imunoteste só vai te definir que é o coronavirus e não a cepa (PIF ou entérica). Então vc não fecha só com a sorologia, vc fecha sorologia, clinica e hematológico. E se possível com a avaliação de líquido, sendo uma variação efusiva ou úmida.
O que vou encontrar nesse líquido sendo úmida?
É um: Transudato \u2013 Transudato modificado \u2013 Exsudato?
Diferenças: 
No transudato eu tenho baixa proteína. Essa baixa proteína é abaixo de 3,4g/dL, com baixa celularidade em torno de menos de 10.000 células.
No transudato modificado vou ter já uma alta de proteína, acima de 3,4g/dL, com baixa celularidade acima de 10.000 células. 
Exsudato vc tem acima de 3,4g/dL de proteína e alta celularidade acima de 50.000 células. O exsudato tem o asséptico (ausência de bactérias) e séptico (presença de bactérias). 
A PIF tem celularidade? É um transudato ou exsudato ? pode ser um e pode ser o outro. Depende do gato.
As PIF em geral são transudato modificado à exsudatos assépticos. 
Se eu tenho bactéria no exsudato, vai ser um exsudato séptico, o que vai acontecer em termos de células presentes: 
O que vai acontecer com a bactéria: A bactéria produz certas toxinas, certas enzimas, ela vem alterando as células fagocitárias que são os polimorfos. O que acontece com esse neutrófilo que é um polimorfo: eles ficam degenerados. Aqui eu tenho polimorfos degenerados, tenho enzimas, no asséptico tem degeneração
No asséptico não tem degeneração pois é asséptico. 
O coronavírus pode fazer um transudato modificado com alta proteína e com celularidade baixa. Vc tem um transudato modificado com alta proteína, com moderada celularidade, porém essa celularidade não está alterada então eu não tenho degeneração. 
Quem são basicamente as células que vou encontrar aqui? Basicamente os neutrófilos não degenerados.
Agora, esse gato pode ter uma boa resposta. Vai fazer um exsudato com alta proteína e alta celularidade, porem continua com os não degenerados.
A PIF vai desencadear um quadro de transudato modificado à um exsudato asséptico.
A PIF causa uma vasculite imunomediada. Como acontece: 
Bioagente
É uma doença infecto-contagiosa, imunomediada, causada por um vírus do gênero Coronavirus. É caracterizada por apresentar vasculite generalizada, causada por inflamação fibrino-necrótica e pela presença de piogranulomas. 
É uma doença infecto-contagiosa porque o vírus passa de um animal para o outro. Imunomediada, causada por um coronavírus.
Como é caracterizada essa doença: é caracterizada por apresentar vasculite generalizada, imunomediada, é uma vasculite imunomediada, caracterizada por uma inflamação fibrino-necrótica e pela presença de piogranulomas.
Patogênese 
Temos um vaso sanguíneo, o vírus (verde) e o anticorpo (azul). O vírus-anticorpo vc vai ter um complexo antígeno-anticorpo. Isso vai estimular a vinda de neutrófilos, monócitos, plaquetas e sistema complemento, para fazer aquele trombo. O que vai acontecer: os neutrófilos vão fechar o Ag-Ac contra o vaso e o monócito também. Isso já está caracterizando um piogranuloma, isso vai lesionar o endotélio, então vc tem uma vasculite imunomediada.
Em que local ocorre? pode ocorrer aonde estiver vasos. Posso ter uma vasculite imunomediada renal, hepática, digestiva, globo ocular, etc. Pensar em piogranuloma. 
Já caracterizei isso como inflamação do endotélio, uma inflamação fibrino. No momento que vc tem a chegada das plaquetas vai tentar chegar aqui em cima o fibrinogênio formando a fibrina (roxo) fechando o processo. Então há uma formação fibrino necrótico porque esse tecido vai morrer e isso é caracterizado por um piogranuloma. A patogênese viral é isso.
Vc vai ter a forma clínica efusiva e não efusiva em função da resposta.
Ag-Ac, deposição de imuncomplexo, com essa deposição de imnuuocomplexo vc tem uma migração de neutrófilos, monócitos, plaquetas, sistema complemento. Tudo isso vai caracterizar um processo imunomediado, uma vasculite generalizada imunomediada.
Como é essa vasculite? Inflamatória fibrino necrótica. E isso já justifica o piogranuloma.
Esses piogranulomas vão se formar onde houver vasos. Se estiver renal, o quadro vai ser renal, etc. aonde houver vasos. 
Por isso é complicado, quando vc tem um processo efusivo, vc tem uma efusão. Para fechar o diagnóstico o que vc faz: vc faz uma análise desse líquido. Vc analisa esse líquido e vai encontrar alta proteína, moderada ou alta celularidade, e presença de células que são os neutrófilos íntegros e as células mesoteliais. 
Eu posso encontrar bactéria?
Se eu tiver fazendo um processo necrótico eu posso fazer um processo infeccioso secundário.
O que é caracterizado a peritonite: vc tem na verdade essa coleção líquida, normalmente a peritonite está caracterizando a forma efusiva, que é a forma mais fácil de visualizar. Vc pega o gato ele tem efusão abdominal, ele tem efusão pleural, ele tem efusão saco-pericárdico. 
Vou encontrar nesse líquido um líquido normalmente asséptico. Mas dependendo da lesão muitas vezes posso ter comprometimento bacteriano secundário, e ai posso encontrar um líquido séptico.
Como vc vai caracterizar uma peritonite infecciosa viral de uma peritonite infecciosa bacteriana? É complicado. Segundo, vc nunca fecha a análise desse líquido sozinho, vc faz a analise do líquido junto com a hematologia. 
O que eu espero do quadro hematológico desse paciente: 
Leucocitose porque tem neutrófilos e monócitos na circulação. Esse é um dos quadros que eu encontro.
Outra coisa que eu encontro: a proteína sanguínea vai estar alta, tanto é que vc tem extravasamento também para o sangue. Então normalmente tenho uma hiperproteinemia em função de uma hiperglobulinemia (aumento das globulinas). 
Bioagente
Cepas de Coronavírus que variam quanto ao potencial de induzir patologias:
Coronavírus Entérico Felino
Causa diarréia
Coronavírus cepa PIF
Causam a peritonite infecciosa felina, doença geralmente mortal (da peritonite infecciosa felina)
O Coronavírus entérico pode sofrer mutação espontânea dentro do hospedeiro e se tornar um Coronavírus indutor da peritonite infecciosa.
Coronavírus Entérico Felino vai desencadear diarréia.
Coronavírus cepa PIF, causam a peritonite infecciosa felina, doença geralmente mortal (é muito mais virulenta)
O Coronavírus entérico pode sofrer uma mutação espontânea dentro do hospedeiro e se tornar um Coronavírus indutor da peritonite infecciosa. Se vc já tem uma mutação, vc já tem duas. 
O antigênico citopatogênico pode ter vindo de uma não citopatogênica.