Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
46 pág.
Aula 01 RM

Pré-visualização | Página 1 de 1

Profª Ma. Lillian Lemos
Introdução a RM
O que é RM/RNM?
HISTÓRICO
• A RM é conhecida desde 1940, inventada por Purcell e Bloch, laureados 
com o Prêmio Nobel de Física em 1952.
Eduard Mills Purcell (1912- 1997) 
Universidade de Harvard
Felix Bloch (1905-1983) 
Universidade de Stanford 
Componentes de um sistema de RM 
1- Magneto Principal
– A) Magnetos Permanentes
– B) Eletromagnetos Solenóides
2- Bobinas Homogenizadoras “Shim Coils
3- Bobinas de Gradiente “Gradiente Coils”
4- Bobinas de Radiofreqüência; Bobinas de volume ou transceptoras; Bobinas 
de arranjo em fase ou PHASE ARRAY; Bobinas de superfície Relação de outras 
bobinas utilizadas; 
5-Sistema de Computador e Processamento de Imagem 
• Processador de Imagens 
• Console 
• Mesa de exames 
• Unidade de Distribuição de Força 
• Criogerador(Chiller) 
• Compressor de He 
• Blindagem Magnética 
• Blindagem de RF 
• Dispositivos de Monitoração do Paciente
Componentes de um sistema de RM
PLANTA BAIXA SALA DE RM
Magneto Principal 
• Magnetos Permanente 
• Magnetos Solenóides
• São produzidos por uma liga de Aluminio, Níquel e 
Cobalto conhecida como ALNICO;
• Estes magnetos não necessitam de uma fonte de força, 
portanto ficam magnetizados
permanentemente, proporcionando um baixo custo 
operacional;
• Linhas de fluxo que correm verticalmente do polo sul 
para o norte (de baixo para cima) do magneto;
• Campo Aberto;
• Baixas Potencias e baixa relação sinal-ruído;
Magnetos Permanente
• Constituídos por rolos de fio envoltos como uma mola, formando uma bobina 
eletromagnética. 
• A corrente elétrica que passa pelo fio, induz a formação de um campo 
magnético.
Magneto Solenóides
POTENCIA DO CAMPO MAGNÉTICO CORRENTE ELÉTRICA 
Campo Magnético pode ser desligado imediatamente
• Alto Custo Operacional; 
• Campo Magnético tem fluxo de direção horizontal(da cabeça aos pés do 
paciente); 
• Magnetos Resistência: o sistema de resistência tem peso 
mais leve que o magneto permanente; 
• Custos Operacionais elevados; 
• Potencia Máxima inferior a 3,0 T 
•Magneto Supercondutor: Fios de Nóbio e Titânio
,denominados materiais supercondutores, pois apresenta 
resistência zero, sob uma temperatura muito baixa. 
• • Alta Potencia: 0,5T à 4,0T.
Magneto Solenóides
Sala do Magneto
Magneto
Magneto
Magneto
Vácuo
Nitrogênio
Hélio Líquido
Gradientes
Bobina de Corpo
MAGNETO SUPERCONDUTOR
Bobina de corpo: Capta o sinal g erado pelo 
paciente.
Gradiente: São campos que codificam o sinal da 
ressonância
Tanque: onde está o condutor principal do sistema 
de ressonância, é responsável por gerar o campo 
magnético principal.
Linha de Exclusão
• Imperdir entrada de ondas de rádio
Folhas de cobre para blindagem
Sala de Comando
Unidade de Distribuição de Força
Software
Sala de Exame
BOBINAS
Bobina de Corpo
• Normalmente esta instalada junto 
ao magneto do sistema . Possui 
grandes dimensões e é utilizada 
nos exames que requerem grandes 
campos de exploração. FOV acima 
de 30 cm.
BOBINA DE CRÂNIO
Crânio e Pescoço
COLUNA
ATM
JOELHO E PÉ
BOBINA DE OMBRO
ABDOME E TÓRAX
BOBINA DE SUPERFICIE ESTRUTURAS MENORES DE 
50 CM
MAMA
BOBINA ENDORETAL/PROSTATA
ABDOME E TÓRAX
ECG
PLEXMOGRAFO
BOBINAS
• Bobinas Homogenizadoras: bobinas menores, utilizadas para manter 
ou corrigir os distúrbios da homogeneidade.
• Bobinas de Gradiente: Bobinas com potencia para provocar variações 
lineares no campo magnético, possibilitando a localização espacial do 
sinal de RM.
• A combinação de sistema de bobinas de gradiente gera gradientes de 
campos lineares em cada um dos eixos ortogonais(X,Y,Z)
Bobinas de Gradiente 
• Os gradientes são responsáveis, pela seleção de 
cortes, formação das imagens, codificação de fase e 
codificação de frequência. 
• Gradiente Seletivo(Gz)- é responsável pela 
determinação do plano do corte
Gradiente Z- Longitudinal
• Altera o campo e a frequência 
ao longo do eixo longitudinal 
• Cortes Axiais
Gradiente X-Horizontal 
• Altera o campo e a frequência ao 
longo do campo horizontal 
• Cortes Sagitais
Gradiente Y-Vertical 
• Altera o campo e a frequência ao 
longo do eixo vertical 
• Cortes Coronais
Gradiente Codificador de Fase
• Uma vez selecionado o corte, o plano 
correspondente precisará ser duas 
dimensões para a reconstrução de uma 
imagem bidimensional-2D; 
• Aplicação de um campo gradiente ao 
longa de uma das direções do plano de 
corte.
TIPOS DE BOBINAS
• Bobinas de Volume ou Transceptoras: – Transmitem e recebem pulsos 
de radiofrêquencia. – A maioria são bobinas de quadratura, que 
possuem dois pares de bobina para transmitir e receber o sinal do 
tecido. – Ex: cabeça, corpo, extremidades. 
• Bobinas de Arranjo em Fase ou Phase Array: – Bobinas e receptores 
múltiplos; – O sinal captado pelo receptor de cada segmento é 
combinado para formar a imagem. – Melhor Relação sinal ruído, 
estudo regiões maiores; – Ex: Coluna Vertebra
TIPOS DE BOBINAS
• • Bobinas de Superfície:
• – Apenas recebem o sinal dos tecidos.
• – São utilizadas nas superfícies cutâneas; 
• – Ótima relação sinal/ruído; 
• – Maiores detalhes anatômicos;
CONSIDERAÇÕES SOBRE O CRIOGÊNIO
• RM: O hélio líquido, que mantém as bobinas do magneto em seu 
estado supercondutor, atingirá o estado gasoso a aproximadamente -
268,93°C (4,22 K). 
• O hélio na forma gasosa é muito mais leve que o ar. 
• Se houver liberação inadvertida de gás hélio na sala de exame, as 
dimensões da sala, sua capacidade de ventilação e a quantidade total 
de gás liberado determinarão se o gás hélio chegará ao paciente ou ao 
profissional; 
• É possível haver asfixia e geladura se uma pessoa for exposta ao vapor 
de hélio por um longo período
Desvantagens da RM
• Não utiliza radiação 
ionizante;
• Maior sensibilidade na 
detecção de alterações 
patológicas 
• Representação da parte 
exata do corpo da qual se 
quer gerar uma imagem
• Claustrofobia 
• Pessoas muito altas e obesas
• Muito barulho 
• Imobilidade por um longo período 
• Equipamentos ortopédicos 
• Equipamento caro – exame caro
Vantagens da RM
Aparelhos de RM
OBRIGADA! 
lillianlbl@gmail.com