Buscar

Regulação do Tráfego Aéreo Tópicos Especiais

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 6 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 6 páginas

Prévia do material em texto

Regulação do Tráfego Aéreo Tópicos Especiais
Avaliação On-Line 1 (AOL 1) - Questionário
Existem hoje muitos casos conhecidos de sequestros de aeronaves, quando um indivíduo (na maioria dos casos não credenciado ou bem-intencionado) toma posse de uma aeronave utilizando força e ameaças. Tais situações podem vir a gerar sanções legais aos autores do crime. Hoje em dia existem muitos níveis de segurança que dificultam o sequestro de uma aeronave, e asseguram a realização de voos sem maiores preocupações. Apesar disso, ainda existem ações que uma tripulação técnica pode tomar caso uma situação similar venha a ocorrer. 
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre a tomada ilegal e forçada de uma aeronave, assinale abaixo a denominação técnica da situação acima descrita, e o código a ser acionado no equipamento de transponder na referida situação:
Ocultar opções de resposta 
1. Interferência ilícita, 7700.
2. Sequestro, 171. 
3. Interrupção aérea, 5700.
4. Interferência ilícita, 7500.
5. Condução ilícita, 0750
Todo voo é composto de diferentes fases, desde a preparação da aeronave até o abandono dessa depois de completar o voo. Cada fase tem sua particularidade, e todas elas juntas, se devidamente realizadas visando o bom desenrolar da operação aérea, irão formar um voo.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre as particularidades da atividade aérea, assinale a alternativa que contenha a afirmação correta:
Ocultar opções de resposta 
1. A fase de cruzeiro é a fase mais rápida, e qualquer voo poder ser conduzido em nível ou altura.
2. Nível de voo e altura têm o mesmo significado.
3. O cruzeiro é a fase de voo em que obstáculos serão sempre ausentes. Além disso, o voo poderá apenas ser conduzido em um nível.
4. Níveis baseiam-se no obstáculo mais alto de uma determinada localidade.
5. A fase de cruzeiro é a fase de maior duração do voo, e qualquer voo pode ser conduzido em nível ou altura
Voos visuais são definidos pela sigla VFR, que significa “Visual Flight Rules”, em inglês. Tratam-se de voos por cabotagem, em que se tiram referências da superfície. O espaço aéreo brasileiro é dividido em diferentes classes com diferentes atribuições e, para cada classe, o voo visual irá assumir particularidades.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre voos VFR, pode-se afirmar que as particularidades que assumem um voo visual no espaço aéreo de classe B são de:
Ocultar opções de resposta 
1. uma distância das nuvens de 1500 metros horizontalmente e 300 metros verticalmente e voo realizado com visibilidade de 50% de nebulosidade.
2. velocidade inferior a 200 nós e uma distância das nuvens de 1500 metros horizontalmente e 300 metros verticalmente.
3. visibilidade igual ou superior a 8 quilômetros se voar no nível 100; e o voo deve ser realizado livre de nuvens, com velocidade nunca superior a 250 nós.
4. ser completamente livre de nuvens e de solo completamente visível a todo o tempo, com velocidade equivalente a 8 quilômetros e nunca mais.
5. visibilidade igual ou superior a 8 quilômetros se voar no nível 100; e o voo deve ser realizado livre de nuvens, com velocidade nunca superior a 380 nó
A ICAO é a entidade reguladora da Aviação Civil no plano internacional, visando a sustentabilidade, economia e eficiência. Foi idealizada na Convenção de Chicago, em 1945, por diversas nações e seus chefes de estado, em vista do crescimento que a Aviação Civil vinha ganhando após a Segunda Guerra Mundial.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre autoridades aeronáuticas, assinale o ano em que a organização chamada de ICAO entrou em vigor, vindo ao âmbito da Aviação Civil, e com quantos países signatários:
Ocultar opções de resposta 
1. 1947, com 26 países.
2. 1947, com 52 países.
3. 2006, com 26 países.
4. 1944, com 52 países.
5. 1945, com 20 países.
Todas as aeronaves que foram homologadas para voos noturnos devem dispor de luzes funcionais e em bom estado em seu corpo, por uma questão de segurança operacional, sendo facilitada a visualização durante as operações.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre as luzes aeronáuticas e as serventias de cada componente luminoso na estrutura das aeronaves, pode-se afirmar que as luzes estroboscópicas.
Ocultar opções de resposta 
1. são de cor vermelha no lado direito e verde no lado esquerdo. Elas funcionam como um auxílio a outras aeronaves, no que diz respeito à movimentação.
2. normalmente, são utilizadas em aeronaves a jato, para que a visibilidade por outras aeronaves ou terceiros seja elevada. Elas são ininterruptas e de cor branca.
3. piscam fortemente em cor vermelha e podem (dependendo da aeronave) existir em diferentes partes de seu corpo.
4. servem para facilitar a identificação de aeronaves por outras aeronaves ou terceiros em caso de baixa visibilidade, de modo a piscar em cor branca. Elas são extremamente potentes.
5. são de cor vermelha no lado esquerdo e verde no lado direito. Elas funcionam como um auxílio a outras aeronaves, no que diz respeito à movimentação
Dentro de cada região do SRPV existem regiões de voo condicionadas. Dentro dessas regiões, são impostas condições para a realização de operações aéreas, que devem ser previstas por autoridades mediante solicitação. Em voo, a aeronave pode vir a trafegar diferentes jurisdições e estar sob o comando de diferentes centros, cada um com sua soberania. Dentro dessa soberania, são impostas regras referentes a determinadas áreas.
Considerando essas informações e os conteúdos estudados sobre espaços aéreos condicionados, a alternativa que descreve corretamente as regras envolvendo tais localidades é: 
Ocultar opções de resposta 
1. Área perigosa de número 4 do comando aéreo de número 4: SBP-044.
2. Área perigosa de número 6 do comando aéreo de número 2: SBP-206. 
3. Área restrita de número 6 do comando aéreo de número 2: SBR-026.
4. Área perigosa de número 6 do comando aéreo de número 2: SBD-206.
5. Área perigosa de número 6 do comando aéreo de número 5: SBD-506
Sua competência é o planejamento, controle e gerenciamento de atividade com relação à segurança da navegação aérea e do controle do espaço aéreo, além das telecomunicações aeronáuticas, implementando a tecnologia da informação para planejar e aprovar a implementação de órgãos, equipamentos e sistemas.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre autoridades aeronáuticas e suas demasiadas atribuições, pode-se afirmar que o texto se refere ao (à):
Ocultar opções de resposta 
1. SRPV.
2. CINDACTA.
3. DTCEA.
4. NURAC.
5. DECEA.
Existem espaços aéreos que não estão sob jurisdição de controle, portanto, são conhecidos como espaços aéreos não-controlados. Nesses espaços, todas as aeronaves ainda estão sujeitas às regras do tráfego aéreo. Todo tráfego voando nessas áreas são atendidos pelas FIR. 
Considerando essas informações e o conteúdo estudado acerca de espaços aéreos não-controlados, assinale a alternativa que indica o significado correto da sigla FIR:
Ocultar opções de resposta 
1. Rota de Informação de Frota.
2. Rota de Informação de Voo.
3. Região de Informação de Voo.
4. Região de Intercomunicações de Fonia.
5. Rumo de Informação de Voo.
A aviação mundial é regida por uma entidade especializada e traz consigo as diretrizes gerais da Aviação Civil para o âmbito internacional, gerando, dessa forma, uma grande convenção e senso sobre a atividade. São muitos os benefícios que tal entidade traz consigo, como padronização de regras, economia, preservação do meio ambiente, e segurança.
Considerando essas informações, e o conteúdo estudado sobre as agências reguladoras e suas particularidades, pode-se concluir, então, que a entidade referida acima trata-se da (o):
Ocultar opções de resposta 
1. ANAC.
2. PICAO.
3. ONU.
4. DECEA.
5. ICAO
Quando duas aeronaves se aproximam uma da outra em sentidos convergentes, existirá o risco de colisão aérea. Para mitigar esses riscos, foram criadas manobras que são realizadas visando a separação aceitável entre as aeronaves. Taismanobras podem ser previstas em checklists de procedimentos, ou não. Em muitos casos, caberá a todos os envolvidos nas operações conhecer as prioridades de passagem na atividade aérea.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado acerca de aproximações em sentidos convergentes, a alternativa com um exemplo correto de prioridades para a ultrapassagem é:
Ocultar opções de resposta 
1. Aviões devem ceder passagem a aeronaves rebocadoras.
2. Balões cedem passagem a aeronaves mais pesadas do que o ar.
3. Balões cedem passagem a planadores.
4. Planadores cedem passagem a dirigíveis.
5. A aeronave ultrapassadora deverá alterar seus rumos para a esquerda

Outros materiais