Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
VRA, AUDIOMETRIA LÚDICA CONDICIONADA, VIA ÓSSEA, LOGOAUDIOMETRIA, SRT, SDT, IPRF e IMITANCIOMETRIA - Audiologia II

Pré-visualização | Página 1 de 1

VRA, AUDIOMETRIA LÚDICA
CONDICIONADA, VIA OSSE,
LOGOAUDIOMETRIA, SRT, SDT, IPRF E
IMITANCIOMETRIA
AUDIOMETRIA DE REFORÇO
VISUAL (VRA)
- PRINCÍPIO: QUANDO É APRESENTADO UM
ESTÍMULO VISUAL ESTRANHO À CRIANÇA ELA
TENDE A PROCURAR SUA ORIGEM > CRIANÇA
PROCURA A FONTE SONORA INDEPENDENTE
DA ESTIMULAÇÃO VISUAL;
- PRIMEIRO TREINAR: APRESENTAÇÃO DO SOM
E DO ESTÍMULO VISUAL SIMULTANEAMENTE;
- CRIANÇA APRENDE A PROCURAR O SOM
ANTES DA PRESENÇA DO ESTÍMULO VISUAL;
- A PARTIR DAÍ O ESTÍMULO VISUAL É
RETIRADO E INICIA-SE A PESQUISA DO LIMIAR
AUDITIVO;
- LIDÉN E KANKKUNEN (1969) > SUZUKI E OGIBA
(1960);
- COMPORTAMENTO REFLEXO: APÓS O
ESTÍMULO INTENSO, MUDANÇA DE
COMPORTAMENTO > EXPRESSÃO FACIAL DA
CRIANÇA;
- INVESTIGAÇÃO: EXAMINADOR AJUDA > O QUE
É ISSO?
- ORIENTAÇÃO: MOVIMENTAÇÃO DA CABEÇA
EM DIREÇÃO AO ESTÍMULO SONORO;
- RESPOSTAS ESPONTÂNEAS: RESPOSTA
DIRETA AO SOM > PROCURA A FONTE, SORRI,
APONTA COM O DEDO;
PROCEDIMENTO VRA
- CRIANÇA NO COLO DA MÃE OU CADEIRÃO >
ENTRE DOIS ALTO FALANTES OU COM FONES >
SALA ACUSTICAMENTE TRATADA;
- ESPAÇO ADEQUADO;
- BRINQUEDOS COMPATÍVEIS COM O
DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA (ATENÇÃO DA
CRIANÇA AO EXAME);
- TREINAR A CRIANÇA!
- RESPONDER O ESTÍMULO SONORO QUE
APARECE DO MESMO LADO DO ESTÍMULO
VISUAL;
- CUIDADO COM COMEMORAÇÕES E
ESTÍMULOS QUE DISTRAEM;
EM CAMPO OU COM FONES
DE INSERÇÃO:
- EM PREMATURO: ATENÇÃO PARA CONSIDERAR A
IDADE CORRIGIDA > LEMBRAR DAS CONDIÇÕES DE
BUSCA PELA FONTE SONORA!
- DE ACORDO COM HABILIDADES (COGNITIVAS,
EMOCIONAIS E ETC) E NÍVEL FUNCIONAL;
- INICIAR A TESTAGEM COM UMA INTENSIDADE
VARIANDO-A ATÉ CHEGAR AO NÍVEL MÍNIMO DE
RESPOSTA;
- FREQUÊNCIAS TESTADAS: 500 A 4.000 HZ;
- ESTÍMULOS: TOM PURO OU WARBLE OU PULSÁTIL;
- ESTÍMULOS VISUAIS: BONECOS ILUMINADOS, LUZES
COLORIDAS, FILME ETC.
REAÇÃO À VOZ:
- VOZ FAMILIAR;
- MÚSICA/CANTAR (DEPENDENDO DA IDADE,
EXPERIÊNCIA, HABILIDADES AUDITIVAS >
RECONHECIMENTO AUDITIVO, EXEMPLO:
COREOGRAFIAS;
- BALBUCIO > JOGO VOCÁLICO> FICA SILÊNCIO
QUANDO COMEÇA O ESTÍMULO AUDITIVO? > FAZER
SILÊNCIO PODE SER RESPOSTA COMPORTAMENTAL?
*VÍDEO NO YOUTUBE: "VRAVISUAL REINFORCEMENTAUDIOMETRY ODER
VISUELLE"
AUDIOMETRIA LÚDICA
CONDICIONADA:
- 1 ANO E 5 MESES - 2 ANOS;
- ENSINAR A CRIANÇA A APRESENTAR UMA
RESPOSTA LÚDICA PARA QUANDO ESCUTAR O
ESTÍMULO SONORO APRESENTADO;
- INSTRUIR A CRIANÇA: ENCAIXA PEÇAS, FAZER
CARIMBO, TRANSFERIR PEÇAS DE UM RECIPIENTE
PARA OUTRO, DAR COMIDINHA PARA O PASSARINHO
ETC;
LOGOAUDIOMETRIA:
- ORDEM DE APRESENTAÇÃO: 1 KHZ, 2 KHZ, 4
KHZ E 500 HZ (BOA RESPOSTA? > 3 KHZ);
- ENVOLVE APRENDIZAGEM DA CRIANÇA EM
REALIZAR UM ATO MOTOR APÓS A
APRESENTAÇÃO DE UM ESTÍMULO SONORO;
- ATIVIDADES LÚDICAS QUE MOTIVEM;
- MUITO UTILIZADO: BRINQUEDOS DE ENCAIXE;
- TEMPO DE ATENÇÃO REDUZIDO: MUDAR A
ATIVIDADE;
- INICIALMENTE O EXAMINADOR EXECUTA A
TAREFA JUNTAMENTE COM A CRIANÇA -
CONDICIONADA A FICAR SOZINHA;
- TREINAMENTO > AUDITIVO E VISUAL;
- REFORÇO SOCIAL (APOIAR A CRIANÇA);
- TÉCNICA DESCEDENTE > APÓS OBTENÇÃO
DOS LIMIARES PODE RETESTAR FREQUÊNCIAS
PELA TÉCNICA ASCENDENTE;
- O EXAME PODE TER SUCESSO SE FOR EM
FORMA DE BRINCADEIRA COM A CRIANÇA;
PROCEDIMENTO:
CUIDADOS:
- RITMO NA APRESENTAÇÃO DO ESTÍMULO;
- TREINAMENTO COM SONS AUDÍVEIS PELA
CRIANÇA (COMEÇAR PELO MENOS 20 DB
ACIMA DO LIMIAR ESTIMADO);
- EVITAR PISTA VISUAL;
- SOM PULSÁTIL WARBLE NARROWBAND (PARA
CRIANÇA É MAIS INTERESSANTE);
- COMEÇAR EM CAMPO LIVRE > DEPOIS FONE;
- CRIANÇA COM PA SEVERA PROFUNDA,
COMEÇA 500 HZ;
VIA ÓSSEA:
- ATENÇÃO CRIANÇA COM OTITE MÉDIA > COM
FONE DE VIA ÓSSEA;
- 500, 1000, 2000, 4000 HZ;
- SER DINÂMICO FACILITA O ATENDIMENTO;
ESTRATÉGIAS:
- SOMENTE POR VOLTA DE 4 OU 5 ANOS A
CRIANÇA CONSEGUE EXECUTAR UM ATO
MOTOR MAIS SIMPLES E DIRETO > LEVANTAR A
MÃO QUANDO ESCUTA O SOM! > AUDIOMETRIA
POR MEIO DA RESPOSTA DE LEVANTAR A MÃO;
- DEPENDE DO NÍVEL D HABILIDADES AUDITIVAS E
DE LINGUAGEM DA CRIANÇA;
- NÃO ESQUECER DE OLHAR O VU METER (MANTER
MENOR QUE 0);
LIMIAR DE RECEPÇÃO DE FALA
(SRT OU LRF):
- MENOR INTENSIDADE QUE A CRIANÇA É CAPAZ
DE RECONHECER 50% DOS ESTÍMULOS DE FALA
APRESENTADOS;
- INICIAR 40 DB ACIMA DA MÉDIA DE 500,1000 E
2000 HZ OU NUMA INTENSIDADE CONFORTÁVEL
AO PACIENTE;
- PALAVRAS FAMILIARES OU VOCABULÁRIO
ROTINEIRO DA CRIANÇA (TRISSÍLABA E
POLISSÍLABA);
- SE A CRIANÇA NÃO CONSEGUE REPETIR PODE
REALIZAR O SRT POR MEIO DE FIGURAS, ORDENS
SIMPLES E/OU GESTOS PARA APONTAR PARTES DO
CORPO OU FIGURAS APONTADAS;
LIMIAR DE DETECÇÃO DE FALA
(SDT)
- QUANDO NÃO CONSEGUE REALIZAR O SRT;
- "PAPAPA" "POPOPO" - A CRIANÇA TEM QUE
RESPONDER 50% DOS ESTÍMULOS ENTRE AS
FREQUÊNCIAS DE 250, 500, 1000 E 2000 HZ;
IPRF
- VISA VERIFICAR HABILIDADE DA CRIANÇA EM
RECONHECER OS SONS DE FALA;
- 40 DB ACIMA DA MÉDIA DE LIMIARES DE
AUDIBILIDADE DAS FREQUÊNCIAS: 500, 1000 E
2000 HZ PARA CADA ORELHA;
- 25 PALAVRAS EM CADA ORELHA (VIVA VOZ OU
FITA GRAVADA);
- PALAVRAS DISSÍLABAS OU TRISSÍLABAS;
- PALAVRAS COM COMPOSIÇÃO FONÉTICA A
CONTEMPLAR SONS DA LÍNGUA DO PORTUGUÊS
BRASILEIRO;
- RESULTADO CONSIDERADO NORMAL: ACIMA DE
88% DE RECONHECIMENTO;
IMITÂNCIOMETRIA:
- TONS DE SONDAS
- 0 A 6M: 1 KHZ (MAIS FIDEDIGNA NOS ESTUDOS);
- >6 M: 226 HZ;