Buscar

fibromialgia_questões

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 3 páginas

Prévia do material em texto

Fibromialgia 
▶ QUESTÕES DE TÍTULO DE ESPECIALISTA 
 
SOCIEDADE BRASILEIRA DE REUMATOLOGIA – TÍTULO DE ESPECIALISTA – 2017 
Em relação à fibromialgia, assinale a alternativa ERRADA: 
a) Dor generalizada, distúrbio do sono, fadiga, parestesias e cefaleia são queixas comuns; 
b) O diagnóstico diferencial deve incluir artropatias inflamatórias sistêmicas, espondiloartrites, polimialgia 
reumática, miopatia inflamatória e hipotireoidismo; 
c) Embora a etiologia seja desconhecida, há evidências de anormalidades bioquímicas observadas nos músculos 
acometidos; 
d) Educação do paciente, um programa de exercícios e medicações moduladoras da dor (amitriptilina, duloxetina e 
pregabalina) fazem parte da abordagem inicial de tratamento; 
e) A solicitação de auto-anticorpos (FR, anti-CCP ou FAN) só deve ser feita quando existirem suspeitas para os 
diagnósticos de artrite reumatoide ou LES. 
 
RESPOSTA C 
 
SOCIEDADE BRASILEIRA DE REUMATOLOGIA – TÍTULO DE ESPECIALISTA – 2017 
Sobre os critérios de classificação da fibromialgia de 1990 e os critérios preliminares de diagnóstico de 2010, é 
correto afirmar: 
a) O critério de 1990 visa diferenciar a fibromialgia primária da secundária. 
b) A presença de dor difusa interessa apenas aos critérios de 1990. 
c) Os critérios de 2010 fornecem informações sobre a gravidade da doença. 
d) Os critérios de 2010 aplicam-se apenas às situações em que outras doenças já foram excluídas. 
e) Os pontos dolorosos previstos nos critérios de 1990 têm uma boa correlação com a fadiga e o déficit cognitivo. 
 
RESPOSTA C 
 
SOCIEDADE BRASILEIRA DE REUMATOLOGIA – TÍTULO DE ESPECIALISTA – 2017 
Em relação à Fibromialgia (FM), assinale a alternativa correta: 
a) Familiares de pacientes com FM tem menos síndrome do intestino irritável, enxaqueca e dor temporomandibular 
que a população geral. 
b) Intrusões de ondas alfa na fase 4 do sono não-REM são achados comumente vistos na polissonografia. 
c) Glutamato, fraco neurotransmissor excitatório do SNC, apresenta baixos níveis no LCR de pacientes com FM. 
d) Níveis reduzidos de substância P no LCR estão associados a generalização da dor na fibromialgia. 
e) Níveis de ácido gama-aminobutirico (GABA), um neurotransmissor inibitório do SNC, encontram-se aumentados 
na ínsula de pacientes com FM. 
 
RESPOSTA B 
 
SOCIEDADE BRASILEIRA DE REUMATOLOGIA – TÍTULO DE ESPECIALISTA – 2018 
Analise as assertivas abaixo relativas à fibromialgia: 
I. Familiares de primeiro grau têm risco aumentado de fibromialgia, se comparados com a população geral; 
II. Além da dor, fadiga, déficits de memória e distúrbios de humor também mostram uma co-agregação familiar; 
III. Polimorfismos genéticos envolvendo o metabolismo ou o transporte das monoaminas são descritos na 
fibromialgia; 
IV. Fatores ambientais como infecções, traumatismos, vacinas funcionam como gatilhos na fibromialgia, em uma 
pequena proporção de indivíduos. 
 
O número de assertivas corretas é: 
a) Uma. 
b) Duas. 
c) Três. 
d) Quatro. 
 
 
 
RESPOSTA D 
 
SOCIEDADE BRASILEIRA DE REUMATOLOGIA – TÍTULO DE ESPECIALISTA – 2018 
Nos mecanismos fisiopatogênicos da fibromialgia, podemos afirmar que: 
a) Observa-se um limiar reduzido à dor, mas preservado aos estímulos elétricos, ao frio e ao calor. 
b) A diminuição ou ausência de atividade analgésica descendente está associada ao aumento da atividade 
noradrenérgica e serotoninérgica. 
c) Sensibilidade dolorosa central elevada está relacionada ao aumento de neurotransmissores excitatórios como 
substância P e glutamato. 
d) A redução do controle nociceptivo inibitório difuso é decorrente da diminuição da atividade opioide. 
 
RESPOSTA C 
 
SOCIEDADE BRASILEIRA DE REUMATOLOGIA – TÍTULO DE ESPECIALISTA – 2020 
Com referência à etiologia e fisiopatologia da fibromialgia, podemos afirmar: 
a) Ainda não se evidenciou de forma consistente de que nesses pacientes haja predisposição genética. 
b) Ocorre maior percepção dolorosa à exposição repetida de estímulos nocivos em sequência rápida. 
c) Não observam-se alterações morfológico-estruturais encefálicas demonstráveis nos pacientes. 
d) Neuropatia de fibras finas constitui a base fisiopatológica da dor difusa em nível periférico. 
 
RESPOSTA B 
 
SOCIEDADE BRASILEIRA DE REUMATOLOGIA – TÍTULO DE ESPECIALISTA – 2020 
Mulher, 45 anos, com fibromialgia, em uso de estatina, apresenta dificuldade para subir escadas e 
elevar os braços há cerca de 2 meses. Qual a abordagem diagnóstica inicial? 
a) Eletroneuromiografia de membros superiores e inferiores. 
b) Ressonância magnética de ambos os braços e coxas. 
c) Autoanticorpos, incluindo anti-Jo 1, anti- Mi2 e anti-SRP. 
d) Enzimas “musculares” (creatinofosfoquinase, mandatória). 
 
RESPOSTA D 
 
SOCIEDADE BRASILEIRA DE REUMATOLOGIA – TÍTULO DE ESPECIALISTA – 2020 
O tratamento da fibromialgia deve incluir a educação do paciente e programas de atividade física, além 
do manejo farmacológico individualizado. Dentre eles, qual o correto entre as opções apresentadas 
abaixo? 
a) Em pacientes com fadiga e depressão, os inibidores da recaptação de serotonina e noradrenalina 
devem ser recomendados. 
b) O uso da duloxetina em baixa dosagem deve ser priorizado, uma vez que mostrou eficácia superior à 
amitriptilina e ciclobenzaprina. 
c) Moduladores dos canais de cálcio alfa2/delta (α2δ) devem ser usados na presença de síndrome da 
apneia do sono. 
d) A combinação de duloxetina com milnaciprano deve ser utilizada quando ocorre falha no uso dos 
derivados tricíclicos. 
 
RESPOSTA A 
 
SOCIEDADE BRASILEIRA DE REUMATOLOGIA – TÍTULO DE ESPECIALISTA – 2020 
Mulher, 47 anos, relata dor intensa difusa e fadiga. Piora progressiva há anos com capacidade funcional 
reduzida, sono não reparador e constipação intestinal. Sem deformidades ou edema articular. 
Hemograma e VHS normais. Qual a melhor opção farmacológica? 
a) Pregabalina 
b) Codeina 
c) Paracetamol 
 
 
d) AINES 
 
RESPOSTA A 
 
SOCIEDADE BRASILEIRA DE REUMATOLOGIA – TÍTULO DE ESPECIALISTA – 2021 
Paciente feminina, 35 anos, diagnóstico de fibromialgia há 5 anos, evolui há 2 meses com piora das 
dores difusas e do sono, mesmo em uso de ciclobenzaprina 10 mg noite e exercícios físicos 3 x por 
semana. Relata boca seca, ganho de peso, irritabilidade, tristeza, insônia inicial, anedonia e sentimentos 
de menos valia. Não consegue trabalhar por dor e prejuízo de memória há 15 dias. Dentre as 
alternativas a seguir, qual seria a melhor conduta farmacológica? 
a) Duloxetina. 
b) Pregabalina. 
c) Tramadol. 
d) Amitriptilina. 
 
RESPOSTA A 
 
SOCIEDADE BRASILEIRA DE REUMATOLOGIA – TÍTULO DE ESPECIALISTA – 2021 
Sobre a fisiopatologia da fibromialgia, assinale a melhor alternativa. 
a) Níveis liquóricos elevados de serotonina e dopamina estão associados com períodos de exacerbação 
da dor. 
b) Dor regional crônica, como a observada na dor miofascial, não aumenta os níveis de dor difusa. 
c) Após estímulo doloroso, ocorre pronta recuperação ao nível basal de dor, que costuma ser elevado. 
d) Alodinia está no extremo de um espectro de sensibilização nociceptiva presente em doenças 
reumatológicas. 
 
RESPOSTA D

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes