Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
AD1 SOCIOLOGIA DO CRIME E DA VIOLENCIA ATILLA DE SANTA ANA NUNES

Pré-visualização | Página 1 de 1

AD1 – Sociologia do crime e da violência– 1/2021 
Nome: Átilla de Santa Ana Nunes 
Matrícula: 19213150228 
Pólo: Campo Grande 
 
QUESTÃO 
A partir dos textos lidos e dos vídeos assistidos na AULA 1, 
discorra sobre as diferenças em se pensar a violência enquanto prática, 
conceito ou representação, explicando, com suas palavras, porque este 
fenômeno é compreendido como uma construção social. 
 O conceito de violência implica diversos elementos e teorias, com 
diferentes soluções e eliminações da mesma. Com base no conteúdo 
disponibilizado na aula 01, é possível ter uma noção mais ampla a respeito da 
violência, que não se resume apenas em sua prática, mas sim em uma 
representação e um conceito que se modifica conforme tempo e espaço, 
segundo os padrões culturais de cada grupo ou época, ou seja, está em 
constante mutação e desenvolvimento, se transformando através das décadas 
e resignificando-se constantemente. 
 Um exemplo disto é a violência contra mulher enquanto prática, que vem 
repercutindo ao longo dos anos e que apenas nos tempos atuais foi 
reconhecida como uma questão pública e não só como uma situação cotidiana 
e normal. Dentro desse contexto entra o poder da construção social, tratando-
se da importância de tal fato ser reconhecido como crime ao longo desses anos 
e o quanto isso implica no desenvolvimento social dos séculos atuais. Através 
desse reconhecimento muitas demandas foram colocadas em pauta no que se 
diz respeito à imagem da mulher na sociedade. 
 A construção social da violência ainda tem muito no que se desenvolver, 
é através desta que se fazem valer medidas públicas eficazes contra 
determinados crimes de violência, é onde o espaço social se expande, onde 
atos violentos que antes eram vistos como situações normais passam a ter a 
devida importância e uma análise mais minuciosa na busca do combate contra 
os crimes. Tudo isso importa e é extremamente necessário para a construção 
de uma sociedade mais justa e igualitária, que não negligencia atitudes 
errôneas e equivocadas. 
 A importância de se pensar a violência enquanto conceito e não só como 
um ato, faz com que possamos ampliar o olhar sob a perspectiva dos direitos 
humanos de maneira a nos apropriarmos da dimensão da dignidade humana. 
Essa perspectiva traz em pauta a necessidade de uma reflexão ética e pública 
que engloba um entendimento crítico e complexo a respeito das demandas 
sociais como um todo, das histórias, leis e costumes de determinado meio e 
das próprias noções de humanidade e dignidade.