A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Tecido ósseo

Pré-visualização | Página 1 de 1

Tecido de suporte, muito resistente a pressão
Resiste a solicitações de grande intensidade 
Tecido pouco ativo - atividade metabálica baixa
(tecido baditróficos)
Não tem vasos sanguíneos chegando (sem
vascuralização)
A chegada de nutrientes ocorre por difusão
Desgaste da cartilagem 
Causa o atrito de osso com osso 
Exenplo: o desgaste do disco articular da
coluna leva a formação de osteócitos (bico de
papagaio)
 Essas propriedades se são pelos proteoglicanos
e ás fibras colágenas
Fisiologia:
 Tem capacidade de regeneração muito baixa
Artrose:
Axial
Relembrando...
Resistentes a pressão, torção e flexão
Cerca de 200 ossos no esqueleto com peso
médio de 7 kg
O esqueleto (arcabouço sólido) é formado por
ossos e cartilagem
Proteção das vísceras 
Locomoção juntamente aos músculos 
Fontes de cálcio 
Produção de células sanguíneas nos osso
longos
Funções:
1.
2.
3.
4.
FISIOLOGIA HUMANA
S I S T E M A Ó S S E O
Ossos
0 2 / 0 9 / 2 0 2 1
Larissa Victória
Cartilagem
Tendão
Tecido ósseo
Primeiro ocorre o desgaste de cartilagem, e
posteriormente o desgaste ósseo
Fixa o músculo no osso 
Formado por fibras de colágeno 
Resistente a tração
Menos maleável entre os tecidos conjuntivos
(70% a 90% de colágeno)
Prender os músculos nos ossos e transmitir as
forças musculares ao esqueleto (puxa o osso)
Função:
Apendicular
Epífise 
Epífise 
Metáfise
Metáfise
Diáfise
Periósteo
Linha
epfisaria 
Epífise: parte esponjosa, fica na extremidade
do osso 
Metáfise: entre epífise e diáfise 
Diáfise: parte compacta, no meio do osso.
Reveste e nutre o osso
Protege o osso
Rico em inervação sensitiva (conduz dor)
Causa dor em fraturas e câncer, por exemplo
O periósteo acompanha o esporão ( artrose)
Periósteo:
A dor é primordial para sabermos que tem algo de
errado com nosso corpo
Parte esponjosa 
Parte compacta
Estrutura do osso
As fraturas geralmente
ocorrem da epífise do osso
O osso é muito vascularizado
Cálcio
Fosforo
Sais de cálcio 
Cristais de hidroxiapatita
Da dureza ao osso
Colágeno (95% - tipo 1)
Proteoglicanos
Glioproteínas
Da a resistência e a maleabilidade
O colágeno da a resistência para o osso não
quebrar
Matriz óssea e células ósseas:
Matriz inorgânica (65%)
Matriz orgânica (35%)
Mais presentes em adultos
Na diáfise de ossos longos
Compostas por células adiposas (tem mais
gordura)
FISIOLOGIA HUMANA
S I S T E M A Ó S S E O
Medula óssea amarela
0 2 / 0 9 / 2 0 2 1
Larissa Victória
Calcificação óssea
Os leucócitos aumentados indicam uma
infecção
Nem toda inflamação indica uma infecção
Onde vai a inervação, que acompanha os vasos
sanguíneos
Muito vascularizado
Endósteo
Medula óssea vermelha
Em partes esponjas do osso
Na epífise de ossos longos em adultos e em todo
o osso em jovens.
Forma as células do sangue (células tronco,
leucócitos, eritrócitos e plaquetas)
Composição do osso
Células osteoprogenitoras: se diferencia em
outras células ósseas
Osteoblastos: forma novos ossos
Osteócitos: manutenção do tecido
Osteoclasto: reestrutura a matrix óssea
Células ósseas
Homeostase mineral: regula a distribuição e o
conteúdo do componente inorgânico
(manutenção dos níveis de cálcio)
Homeostase esquelética: contínua reabsorção
e formação da matriz óssea
Função das células ósseas
Efeito pisoeletrico: estimulo que gera a formação
de mais osso
Canais de Volkmann - horinzotais
Canais de haver - vertical 
Os sais minerais são depositados pelos osteoblastos
em torno das fibras colágenas da matriz,
endurecendo o tecido 
O osso não é completamente solido, apresenta
espaços por onde passam os vasos sanguíneos:
O osso é duro por conta do cálcio e os cristas de
hidroxiapatita, mas também é resistente por conta
do colágeno

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.