Buscar

DETERMINAÇÃO de Cr e Mn por UV-vis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 3 páginas

Prévia do material em texto

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
INSTITUTO DE QUÍMICA/DEPARTAMENTO DE QUÍMICA INORGÂNICA
QUÍMICA ANALÍTICA QUANTITATIVA II – QUI 01110
RELATÓRIO DE AULA EXPERIMENTAL
PRÁTICA: DETERMINAÇÃO de Cr e Mn por ESPECTROFOTOMETRIA.
GRUPO TURMA B_2021-1
Aluno 1: Letícia Bortolotto (00278290)
Aluno 2: Luciana Leny Pereira de Souza Sauzem (00237554)
Aluno 3: Thalya Pereira Augustinho da Silva (00315064)
Objetivo:
Determinar as concentrações de Cr e Mn através do método de
espectrofotometria na faixa do UV visível
Resultados experimentais:
Tabela 1: valores das absorbâncias das soluções nos λ de medida
SOLUÇÃO - λ de medida ABSORVÂNCIA
ε (L x cm-1 x
mol-1)
solução A (4.10-3 mol.L-1) - 440 nm (MnO41-) 0,420 105
solução D (1,2 10-3 mol.L-1) 440 nm (Cr2O72-) 0,630 525
solução B (4.10-4 mol.L-1) – 545 nm (MnO41-) 0,790 1975
solução C (6.10-2mol.L-1) – 545 nm (Cr2 O72-) 0,315 5,25
solução da amostra problema 440 nm 0,550
solução da amostra problema 545 nm 0,750
Observação: λ de máxima absorção do (MnO41-) é 545 nm e do (Cr2 O72-) 440 nm
1) Com os dados da Tabela 1:
a) Calcule os valores das absortividades molares.
Solução A:
𝛜 = 0,420/1 x 4.10⁻³ = 105 L.cm.mol⁻¹
Solução B:
𝛜 = 0,790/1 x 4.10⁻⁴ = 1975 L.cm.mol⁻¹
Solução C:
𝛜 = 0,315/1 x 6.10⁻² = 5,25 L.cm.mol⁻¹
Solução D:
𝛜 = 0,630/1 x 1,2.10⁻³ = 525 L.cm.mol⁻¹
1.1
b) Calcule a concentração do Cr e do Mn na solução problema.
ATENÇÃO - OS RESULTADOS DEVEM SER EXPRESSO COM QUATRO
CASAS APÓS A VÍRGULA.
A (440 nm) = εCr x b x [Cr] + εMn x b x [Mn]
0,550 = 525 x 1 x [Cr] + 105 x 1 x [Mn]
[Cr] =(0,550 - 105[Mn])/525
A (545 nm) = (εMn x b x [Mn]) + (εCr x b x [Cr])
0,750 = (1975 x 1 x [Mn]) + {5,25 x 1 x [0,550 - (105[Mn]/525)]}
0,750 = (1975[Mn]) + [5,25 x (-0,1990[Mn])]
0,750 = 1975[Mn] - 1,044[Mn]
0,750 = 1973,96[Mn]
[Mn] = 3,7995.10⁻⁴ mol/L
[Cr] = 0,550 - (105[Mn]/525)
[Cr] = 0,550 - {[105(3,7995x10⁻⁴)]/525}
[Cr] = 9,7164.10⁻⁴ mol/L
Cr está na forma de dicromato, então:
[Cr] = 9,7164x10⁻⁴ x 2
[Cr] = 1,9433x10⁻³ mol/L
2) Responda
1- Se uma substância apresenta coloração azul, o analista pode incidir um feixe de λ
entre 580 e 620 nm para fazer as medidas de absorção para a determinação quantitativa
dessa substância? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA.
Sim, pode incidir esse feixe porque o azul é a luz complementar do amarelo e do
alaranjado, que são as cores que absorvem nesses comprimentos de onda, só que a
concentração da solução é determinada a partir da luz transmitida (complementar).
2- Um analista ao aplicar o método de determinação de Cr e Mn pelo método que foi
por nós utilizado em aula, esqueceu de adicionar o reagente ÁCIDO SULFÚRICO. Qual
a consequência que esse analista poderá ter EM SUA análise? Justifique sua resposta.
O meio deve ser ácido para garantir que todo manganês se transforme em
permanganato, evitando que a formação de óxido de manganês precipite em solução em
meio neutro, acarretando perda de manganês e consequentemente erro na análise. Além
disso, é importante também garantir que todo cromato (coloração amarela) se transforme
em dicromato (coloração laranja), o que só irá ocorrer se o meio for fortemente ácido pois
ambos têm comprimento de onda de máxima absorção diferentes, e caso isso não seja
feito ocorrerá uma leitura incorreta.
3- Um analista obteve absorbância de uma solução como sendo 0,104. Sabendo que
a faixa de leitura permitida do equipamento é de 0,2 a 0,8 de absorbância, essa medida de
absorbância pode ser utilizada para determinação da concentração? Justifique sua
resposta, e caso sua resposta seja negativa diga qual o procedimento que ele deverá
adotar.
A= 0,104
Aaparelho= 0,2 a 0,8
Não é possível utilizar essa solução porque o mínimo de absorbância que o aparelho lê é
0,2. Uma forma de ajustar essa absorbância é tendo outra solução padrão da mesma
substância em outra concentração, uma mais concentrada, para que a incerteza esteja na
medida da transmitância/absorbância.
Powered by TCPDF (www.tcpdf.org)
Índice de comentários
1.1 Parabéns! Relatório muito bem elaborado.
Powered by TCPDF (www.tcpdf.org)
http://www.tcpdf.org

Outros materiais