A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Carcinoma hepatocelular

Pré-visualização | Página 2 de 2

de CHC por
hipervascularização
o TC helicoidal com contraste
▪ Tumor é realçado na fase precoce (arterial), em seguida some (whashout)
▪ Antes do contraste: hipodenso. Na fase arterial: 20-40s após contraste
torna-se hiperdenso. 50-90s após contraste/ tardia: tumor pode ser
obscurecido pelo realce venoso. Fase de equilíbrio: 2-3min após contraste:
lesão volta a ser hipodenso.
▪ Tumores hipovasculares ou com necrose são mais vistos na fase venosa ou
tardia.
o Ressonância Magnética
▪ Baixa capacidade de diagnosticar lesões menores de 2cm
▪ Uso de contraste de gadolínio e sequencias em T1 e T2
▪ Tumores pequenos, bem diferenciados e nódulos displásicos: hipersinal em
T1 e hipossinal em T2. Intenso realce arterial e sem pseudocápsula
▪ Tumores grandes (>3cm), moderadamente ou mal diferenciados: hipersinal
em T2, com sinal de intensidade variável em T1. Aparência em mosaico,
nódulos satélites e pseudocápsula fibrosa (hipointenso em T1 e T2)
● Tratamento
o Radical ou potencialmente curativo
▪ Capaz de induzir resposta sustentada em percentual variável de casos
▪ Ressecção hepática parcial: CHC não cirrótico. Recomendado para pct com
tumor menor que 5cm e com boa funcionalidade hepática
▪ Transplante hepático
▪ Terapias ablativas: alcoolização, termoablação por radiofrequência, outras
o Não curativo
▪ Aumentar e melhorar a sobrevida do paciente
▪ Embolização arterial
▪ Quimioterapia
▪ Radioterapia
▪ Terapia hormonal
▪ Imunoterapia
o Sintomático
▪ Pct em fase avançada da doença, visando aliviar sintomas