Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Caule - Crescimento primário

Pré-visualização | Página 1 de 1

Caule tem origem no meristema apical caulinar. A folha que dá a sua vascularização ao
caule e não ao contrário, pois o procâmbio estende-se da folha ao caule.
Caule - Organização
Os caules são mais complexos que as raízes devido a presença dos apêndices caulinares
(folhas).
- Nó: de onde partem as folhas;
- Entrenó: fica entre um nó e outro.
- Axila: gemas axilar (anatomia) ou lateral (morfologia) (replicação do meristema apical
caulinar, localizado na região axilar. Pode dar origem a caule ou folha;
- Gema apical: fica na ponta, protegido pelos folíolos.
Caule - Estrutura primária
Cada cordão de procâmbio dá origem a um feixe vascular. Na região central onde estão
as células parenquimáticas grandes é a região medular. A medula da raiz e do caule diferem
uma da outra pois possuem origens distintas: a medula da raiz tem origem no procâmbio
enquanto que a medula do caule origina-se a partir do meristema fundamental.
- Epiderme: pode ter células ordinárias ou comuns, células especializadas
(estômatos), tricomas.
- Córtex: subjacente à epiderme. Tem origem no meristema fundamental: colênquima
em grande quantidade. Parênquima fundamental ou de preenchimento. Fibras,
esclereídes.
- Endoderme: Camada mais interna da região cortical do caule. Origem no meristema
fundamental. Apesar de não absorver tanto água quanto outros compostos, também
apresenta estrias de caspary. Também pode ser rica em amiloplastos (Ricinus
communis), esse acúmulo de amiloplastos, chamamos essa região de bainha (pois
está envolta de todos os feixes) amilífera (acumula amido). O periciclo está SEMPRE
subjacente à endoderme e faz parte do cilindro vascular.
- Cilindro vascular: o periciclo limita externamente o cilindro vascular. Tem feixes
vasculares onde há xilema e floema intimamente ligados e relacionados. Pro interior,
existe a medula. A maturação do xilema ocorre de maneira diferente da raiz. O
protoxilema está voltado para o interior do órgão e o metaxilema está voltado para o
exterior do órgão, ou seja, o xilema matura-se de dentro para fora (maturação xilema
endarco).
- Feixes vasculares: existem vários tipos. Colateral (um tecido voltado para um
lado e outro tecido voltado para o outro). fechado e colateral fechado.
- No colateral fechado (monocotiledôneas) o cordão de procâmbio
que deu origem ao feixe vascular foi inteiramente consumido,
formando o feixe vascular, ou seja, entre xilema e floema, não há
tecido algum.
- Colateral aberto (eudicotiledôneas e angiospermas) entre o xilema
e floema existe um resquício de célula pró cambial, com atividade
meristemática ainda que vão começar a se dividir, formando várias
camadas de célula que vão dar origem ao câmbio vascular
(crescimento secundário).
- Bicolateral (aberto) floema para um lado, floema para o outro e
xilema no meio.
- Anficrival xilema interno e floema envolta (samambaias)
- Anfivasal floema interno e xilema envolta (monocotiledôneas e
angiospermas)
Caule - Medula
Os anatomistas chamam de medula verdadeira pois tem origem em células do meristema
fundamental. Não necessariamente pode estar preenchida por parênquima, caule oco
(medula fistolosa).