A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Componentes de um Computador

Pré-visualização | Página 1 de 2

Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro 
Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro 
 
Componentes de um Computador 
 
Os componentes que formam um computador podem ser classificados em dois tipos: 
 
Hardware — é o conjunto dos componentes eletrônicos e mecânicos que formam a 
parte física dos computadores. Exemplos: CPU, teclado, mouse, monitor, disco rígido 
(HD). 
 
Software — é a parte lógica do computador. O software é composto de programas que 
são uma seqüência de ordens, instruções. Exemplos: editores de texto, planilhas 
eletrônicas, jogos, navegadores etc 
 
Hardware 
 
O hardware pode ser interno, como a CPU, HD, memória RAM e placa de rede, ou 
externo (periférico), como o monitor, teclado, mouse, impressora e scanner. 
 
Monitor - É por meio dele que os programas apresentam as informações que resultam 
de uma operação do usuário. Existem monitores (como os encontrados em certos caixas 
eletrônicos) que permitem entrada de dados através do toque em suas telas. Os 
monitores são classificados como periféricos de saída de dados. 
 
Teclado - Lembra uma máquina de escrever; porém, além do teclado alfanumérico, 
existe também um teclado numérico, à direita, para facilitar a digitação de números. Há 
teclas especiais distribuídas por todo o teclado. Na plataforma você encontra um 
documento descrevendo com maiores detalhes o funcionamento dessas teclas. São 
classificados como dispositivos de entrada de dados. 
 
Mouse - É um dispositivo de mão que controla o movimento de um ponteiro na tela 
(normalmente a imagem de uma seta). Existem diversos tipos de mouse, mas o modelo 
mais comum tem o formato de um ratinho, por isso o nome em inglês: “mouse”. Foi 
criado para facilitar a interação com o computador. Ao movermos o mouse sobre uma 
superfície (em geral sobre o MOUSEPAD), o ponteiro (também chamado de cursor) se 
move pela tela e permite utilizá-lo como um “apontador”, clicando em cima dos objetos 
que queremos utilizar. Quando falamos “clicar”, estamos nos referindo à ação de apertar 
um dos botões do mouse. Assim com oo teclado, é um dispositivo de entrada de dados. 
 
Placa mãe - É o principal componente de um computador, pois é nela que todos os 
demais componentes e periféricos se conectam e transmitem suas informações. Será ela 
a responsável por definir qual tipo de processador e memória usar, por exemplo. 
 
CPU - Abreviação do nome em inglês central process unit (em português, unidade 
central de processamento) é o elemento fundamental do computador; executa as 
instruções dadas pelos softwares. Os comandos executados pela CPU são conhecidos 
 
 
Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro 
Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro 
 
como instruções de máquina. É o principal componente da placa-mãe e geralmente é o 
fator determinante na velocidade da máquina. 
 
Hard Disk (HD) - tem o objetivo de armazenar todos os arquivos e informações 
necessárias para o funcionamento do seu computador, como, por exemplo, o sistema 
operacional, programas, jogos, músicas, vídeos, entre vários outros. O processador 
requisita determinado arquivo e será o HD o responsável por procurá-lo e disponibilizá-
lo. Sendo assim, ele interfere diretamente no desempenho da sua máquina e quanto 
maior sua rotação, assim como cache e interface, mais ágil acontecem tais trocas de 
informações. 
 
Memória RAM – É uma memória de armazenamento temporária. Para que a CPU 
execute suas funções, é necessária uma “memória” onde possam ser armazenadas 
informações. O processador utiliza a memória para armazenar programas e dados que 
estão em uso, evitando o trabalho de ter que ir até o HD para carregar novamente aquele 
arquivo ou informação.A CPU fica impossibilitado de trabalhar sem ter pelo menos uma 
quantidade mínima dela. Quanto maior a capacidade de memórias no seu computador, 
maior se a capacidade de abrir programas simultâneos. 
 
Impressora - Dispositivo de saída utilizado para fixar dados em papel. As impressoras 
são classificadas, quanto a forma de comunicação, como Seriais ou Paralelas, e a 
tecnologia de impressão pode ser Laser, Jato de Tinta, Matriciais de Impacto, entre 
outras. Existem vários tipos de impressoras, tanto de baixa velocidade como de alta 
velocidade. Algumas possuem definição melhor que a outra, algumas imprimem em 
preto e branco e outras, colorido. Alguns tipos mais comuns de impressoras são: 
Matriciais, Jato de tinta e Laser 
 
Scanner - Convertem imagens, figuras, fotos, para um código de um programa 
específico, dando condições de transportar a imagem para a tela do computador. 
 
Placa de Rede - Devido a transmissão e o recebimento de dados através das redes de 
computadores podemos considerá-la como um periférico de entrada/saída de dados, de 
comunicação e também de armazenamento de dados. Através de placas de rede (por 
exemplo, Ethernet) conectadas internamente nos computadores usuários podem 
receber/enviar, compartilhar e armazenar informações utilizando redes locais (Intranet) 
ou a rede mundial (Internet). 
 
Software 
 
Existem diversas formas de classificar os softwares. Aqui vamos classificá-los pelo seu 
objetivo. 
 
Software de Sistema - O Software de sistema é constituído pelos sistemas operacionais 
(SO) e os programas utilitários. O SO é o conjunto de programas que fazem a interface 
do usuário e seus programas com o computador. Três exemplos bastante conhecidos do 
nosso público são o Mac, o Windows e o Linux. Os Programas. Utilitários geralmente 
 
 
Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro 
Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro 
 
são softwares de menor porte com funções mais especificas tipo: Verificação de Disco, 
Cópias de Segurança entre outros. 
 
Aplicativos - Este tipo de software é, basicamente, os programas utilizados para 
aplicações dentro do SO, que não estejam ligados com o funcionamento do mesmo. 
Exemplos: Writer, Calc, Impress, Bloco de notas, Chrome. 
 
Ferramentas – Tem o objetivo de facilitar a vida dos usuários e otimizar o desempenho 
do computador. O aumento da velocidade de downloads, manter o computador saudável 
e seguro e a criação de espaço no seu computador são algumas das funções dessas 
tecnologias. Como exemplo podemos citar o zip e scan. 
 
Como Serviço - É um modelo de distribuição de software, na qual não é vendido e 
instalado localmente, mas sim é liberado apenas o acesso ao serviço oferecido por este 
software e é licenciado para a utilização através da internet. 
 
Jogos - São Softwares usados para o lazer, com vários tipos de recursos. Dispõem de 
muitos recursos interativos e existem de todos os tipos, desde estratégias até simulações 
reais de muitas coisas como corridas (Need for Speed) e do dia a dia da vida (Second 
Life). 
 
Também podemos classificar os softwares pela sua liberdade: 
 
Proprietário – Software que para utilizar, copiar, ter acesso ao código-fonte ou 
redistribuir, deve-se solicitar permissão ao proprietário, ou pagar para poder fazê-lo: 
será necessário, portanto, adquirir uma licença, tradicionalmente onerosa, para cada uma 
destas ações. 
 
Livre - Todo e qualquer programa de computador cuja licença de direito de autor 
conceda ao utilizador as seguintes 4 liberdades: 
 
1. A liberdade de executar o programa, para qualquer propósito; 
2. A liberdade de estudar como o programa (fonte) funciona, e adaptá-lo para as 
suas necessidades. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta 
liberdade; 
3. A liberdade de redistribuir cópias de modo que você possa ajudar ao seu 
próximo; 
4. A liberdade de aperfeiçoar o programa e liberar os seus aperfeiçoamentos, de 
modo que toda a comunidade se beneficie.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.