A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
34 pág.
Mecanismos de especiacao e poliploidia

Pré-visualização | Página 1 de 2

Mecanismos de
Especiação e
poliploidia
Cladogênese e Anagênese; Principais modos de Especiação; Processos evolutivos.
O naturalista inglês Charles Darwin (1809-1882), no
seu livro publicado em 1859, intitulado A Origem das
Espécies, expôs suas explicações para a evolução, as
quais tiveram enormes efeitos sobre a maneira como
nossa própria espécie entende a si mesma e ao
mundo ao seu redor. No seu livro, Darwin, propôs
idéias inovadoras para a época. Uma dessas
inovações foi sugerir que a evolução é um processo
de divergência, ou seja, duas espécies semelhantes
seriam descendentes de uma única espécie que teria
existido no passado. A partir de um ancestral comum,
elas teriam divergido, dando origem às diferenças
que vemos.
Charles Darwin
A Origem Das Espécies (1859)
Cladogênese
e Anagênese
1. Anagênese: compreende processos
pelos quais uma característica surge
ou se modifica numa população ao
longo do tempo, sendo responsável
pelas “novidades evolutivas”. É uma
evolução contínua que gera uma
nova espécie. Resulta de mutação,
permutação, seleção natural.
2. Cladogênese: compreende
processos responsáveis pela ruptura
da coesão original em uma
população, gerando duas ou mais
populações que não podem mais
trocar genes. Pode ocorrer devido ao
surgimento de barreiras geográficas
2. Cladogênese: compreende processos responsáveis pela ruptura da coesão original em uma população, gerando duas ou mais populações que não podem mais trocar genes. Pode ocorrer devido ao surgimento de barreiras geográficas.
1. Anagênese: compreende processos
pelos quais uma característica surge
ou se modifica numa população ao
longo do tempo, sendo responsável
pelas “novidades evolutivas”. É uma
evolução contínua que gera uma
nova espécie. Resulta de mutação,
permutação, seleção natural.
2. Cladogênese: compreende
processos responsáveis pela ruptura
da coesão original em uma
população, gerando duas ou mais
populações que não podem mais
trocar genes. Pode ocorrer devido ao
surgimento de barreiras geográficas
2. Cladogênese: compreende processos responsáveis pela ruptura da coesão original em uma população, gerando duas ou mais populações que não podem mais trocar genes. Pode ocorrer devido ao surgimento de barreiras geográficas.
Mecanismos de
Especiação
 Alopátrica, Parapátrica, Simpátrica
 Alopátrica, Parapátrica, Simpátrica
Mecanismos de Especiação
Processo gradativo no tempo em que as
populações passam por um processo de
diferenciação.
Existe inicialmente polimorfismo, onde formam-se
raças locais, depois formam-se raças geográficas,
até formarem-se espécies diferentes.
Neste processo a diferenciação ocorreu, porque
ocorreu um prévio isolamento geográfico.
Deriva genética -> diferentes alelos são fixados de
forma aleatória nas populações que foram isoladas;
Seleção natural -> as populações isoladas
geograficamente irão experimentar pressões de
seleção diferentes
Especiação
Alopátrica
Especiação
Alopátrica
Exemplos de
barreiras
geográficas
Rios mudando seus cursos d’água; 
Formação de cadeias de montanhas; movimentos de blocos
de gelo;
Pontes de terra surgindo, onde anteriormente era
tudocoberto por água; 
Grandes lagos diminuindo para formar vários
lagospequenos; 
Fragmentação de habitats, pela ação antrópica, modificando
as paisagens naturais.
Ilhas -> excelentes para estudos desta natureza, já que as
populações de uma mesma espécie que habitam diferentes
ilhas estão separadas geograficamente entre si.
Espécies em anel -> Definidos como um conjunto de
populações em torno de uma barreira geográfica, com
apenas um local onde ocorrem duas espécies isoladas
reprodutivamente, onde os pontos se encontram
Na maioria dos pontos do anel existe apenas uma espécie
 
Ocorre geralmente em populações contíguas,
vizinhas.
=> Não há uma barreira explícita ao fluxo gênico. A
população é contínua, mas no entanto, existeum
certo gradiente o que leva as populações a não se
cruzarem ao acaso. 
=> Existe polimorfismo, e normalmente está
associado a ocorrência de zonas de hibridação.
=> É comum, em plantas, ocorrer uma mutação
alterando o sistema reprodutivo. Ex: alógama ->
autógama
Especiação
Parapátrica
Especiação
Parapátrica
Exemplos de
Especiação
Parapátrica 
Plantas de Anthoxanthum odoratum adaptadas a solos de
mina (contaminados) com distribuição contínua a plantas
adaptadas a solos não contaminados.
Fluxo gênico é diminuído em função da alteração da época
de florescimento entre ambas as populações.
Isolamento reprodutivo temporal e ecológico
Populações adjacentes evoluem em espécies distintas
enquanto mantém contato ao longo de área de borda, onde
ocorre geralmente uma zona híbrida
Zona híbrida: uma região em que ocorrem intercruzamentos
entre populações divergentes e na qual as proles híbridas
são frequentes.
Especiação
Simpátrica
Um processo de especiação que ocorre dentro dos
limites espaciais de uma população de reprodução
cruzada, resultado de seleção disruptiva.
Especiação
Simpátrica
Poliploidia 
Conceito, classificação, origem, poliploidia em vegetaise e efeitos.
Como pode ocorrer a presença de poliploidia?
O termo "ploidia" ou "nível de ploidia" se refere ao número de conjunto de
cromossomos.
Poliploides: Espécies com o número múltiplo de cromossomos em relação a outras
espécies 
Poliploidia
Origem por Definição:
Apartir da não disjunção dos Cromossomos
Alta Fecundação
Classificação
quanto a Origem
baseada quanto a similaridade do
genoma
Autopoliploides
Alopoliploides
Anfipoliploides
Aplicações
da
poliploidia
Desenvolvimento de
culturas estéreis 
Restauração de fertilidade
em híbridos
Aprimoramento de
resistência a pragas e
tolerância ao stress
Tamanho e vigor reforçado
Efeitos
resultantes da
poliploidia
Aumento no tamanho das células
Folhas maiores e mais longas
Maior Desenvolvimento e vigor
frutos sem sementes
Efeitos
resultantes da
poliploidia
Aumento no tamanho das células
Folhas maiores e mais longas
Maior Desenvolvimento e vigor
frutos sem sementes
Melhoramento
Genético
Somática
Sexual
Indução por Poliploidia
Silenciamento de
Genes
Interações
Efeito de doses
genéticas
Regulação de
características
específicas
Efeitos Causados
Teoria sintética
da evolução
Mutação, Deriva genética, Seleção natural, Migração.
Essa teoria considera que as
mutações, combinações
gênicas, e seleção natural são
os fatores principais que
culminam na evolução; sendo
as combinações gênicas
consequências da segregação
independente dos
cromossomos, e permutações
que ocorrem durante a
meiose.
Teoria sintética
da evolução ou
neodarwinismo
Mutação
Molécular 
Cromossomica 
Genômica 
Quando falamos em mutação, nos
referimos às alterações que
acontecem na sequência de bases do
DNA. Em sua maioria acontecem de
forma espontânea ou ainda na
estrutura dos cromossomos. Só são
importantes para a evolução as
mutações que acontecem nas células
reprodutoras. 
Exitem Três níveis :
Deriva
Genética
Deriva : sempre associada A
redução do tamanho da população
=> amostragem 
Redução da variabilidade genética 
Perda de alelos 
Fixação de alelos 
Redução da heterozigosidade
Oque seria a deriva genética? 
Consequências da deriva: 
Deriva
Genética
Exemplo:
Deriva Genética:
Classificação
Efeito Gargalo1.
Ex: elefantes marinhos que
recentemente sofreram um
efeito gargalo Populacional
causado por humanos.
Deriva Genética:
Classificação
2. Efeito Fundador
Ex: a Síndrome de Ellis-van
Creveld demonstra o efeito
fundador na população
humana.
Seleção
Natural
Estabilizadora 
Direcional 
Disruptiva 
Oque seria seleção natural?
A seleção natural é uma teoria
proposta por Charles Darwin, na qual
indivíduos de uma mesma população
apresentam características
diferentes, as quais os tornam mais ou
menos adaptados a viverem em
determinado ambiente.
Tipos de seleção natural:
https://www.preparaenem.com/biologia/charles-darwin.htm
Seleção
Natural
Exemplo:
Migração
Oque é migração?
A migração deve ser compreendida
como qualquer introdução de genes de
uma população para

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.