A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
19 pág.
Relatório Parcial de Estágio II

Pré-visualização | Página 1 de 5

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL 
LICENCIATURA EM FÍSICA 
1 
VANESSA APARECIDA MENEZES DAMAS 
vani_damas@hotmail.com 
Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul 
Unidade – Dourados 
 
 
 
 
 
 
RELATÓRIO PARCIAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 
II: A ESCOLA DA AUTORIA E AS ADVERSIDADES 
ENFRENTADAS POR ESSE NOVO MODELO 
 
 
 
 
 
 
 
Estágio Supervisionado II 
Prof.ª Orientadora: Dra. Cecilia Maria Pinto do Nascimento 
Prof.ª Supervisora: Caroline Tolentino 
 
 
 
 
 
Dourados - MS 
Outubro de 2021 
mailto:vani_damas@hotmail.com
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL 
LICENCIATURA EM FÍSICA 
2 
Resumo 
 
O presente trabalho trará um relato sobre o estágio supervisionado II, trazendo 
as características da Escola Estadual João Brembatti Calvoso, e as observações 
feitas durante os dois períodos, o das aulas remotas e o retorno híbrido as aulas 
presenciais, sendo descrito a metodologia e a didática que a professora utilizou 
nos dois momentos, uma discussão sobre a aprendizagem e o desempenho dos 
alunos, e qual foi o papel da administração da escola nos dois momentos citados. 
Abordaremos também sobre dois aspectos importantes: o novo ensino médio e 
a escola da autoria; e a adaptação para um ensino remoto, consequência da 
pandemia do Covid-19. Ambos se fizeram presente durante esse estágio e 
continuaram afetando o nosso futuro quanto professores. 
Palavras chaves: escola da autoria, ensino remoto, desempenho e 
aprendizagem. 
 
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL 
LICENCIATURA EM FÍSICA 
3 
SUMÁRIO 
1. INTRODUÇÃO.................................................................................................4 
2. OBJETIVOS ....................................................................................................5 
 2.1 Objetivo Geral....................................................................................5 
 2.2 Objetivos Específicos........................................................................5 
3. CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA..................................................................6 
 3.1 A Escola da Autoria...........................................................................7 
4. GESTÃO ESCOLAR........................................................................................8 
 4.1 Projeto Político Pedagógico.............................................................8 
 4.2 Ensino na sala de aula.......................................................................9 
5. AS OBSERVAÇÕES DO ESTÁGIO II............................................................10 
 5.1 Os Conteúdos Comtemplados por Bimestre.................................10 
 5.2 Rendimentos dos alunos por Bimestre..........................................11 
 5.3 Discussões Relevantes sobre as observações.............................14 
6. CONSIDERAÇÕES FINAIS...........................................................................14 
REFERENCIAS..................................................................................................15 
ANEXOS.............................................................................................................16 
 
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL 
LICENCIATURA EM FÍSICA 
4 
1. INTRODUÇÃO 
O estágio supervisionado é uma das partes fundamentais no processo 
de formação de todos os profissionais, e quiçá seja o de maior importância 
durante esse processo. É lógico que, nos cursos de formações em licenciatura 
isso não seria diferente, sendo ele uma exigência da Lei de Diretrizes e Bases 
da Educação Nacional nº 9394/96 (LDB). 
Segundo Tardif (2002, p. 288) “a formação inicial visa a habituar os 
alunos – os futuros professores – à prática profissional dos professores de 
profissão e a fazer deles práticos ‘reflexivos’”, seguindo esse pensamento 
podemos afirmar que o estágio é o momento em que o futuro professor entra em 
contato com a realidade e todas as disciplinas de práticas de ensino, didáticas, 
filosóficas etc., que compõe o currículo acadêmico dos cursos de licenciatura 
ganham um novo sentido, pois, durante o decorrer da formação essas disciplinas 
acabam se tornam abstrata para o acadêmico, mas estar dentro do ambiente da 
escola, observar e ter o contato com os alunos dentro da sala de aula, admirar o 
vínculo criado pelo professor com o seu aluno é uma experiência que será 
comtemplada pelo estágio. 
Para Scalabrin e Molinari, 
Além disso, o aprendizado é muito mais eficiente quando é obtido 
através da experiência; na prática o conhecimento é assimilado com 
muito mais eficácia, tanto é que se torna muito mais comum ao 
estagiário lembrar-se de atividades durante o percurso do seu estágio 
do que das atividades que realizou em sala de aula enquanto aluno. 
Na efetiva prática de sala de aula o estagiário tem a possibilidade de 
entender vários conceitos que lhe foram ensinados apenas na teoria. 
Por isso, o estudante deve perceber no estágio uma oportunidade 
única e realizá-lo com determinação, comprometimento e 
responsabilidade. (SCALABRIN; MOLINARI, 2013) 
 Por meio dele o estudante pode testar suas habilidades como futuro 
professor, o seu entrosamento com os alunos, levando o acadêmico a refletir 
sobre as situações adversas que ocorrem dentro e fora da sala de aula e quais 
seriam os métodos e atitudes que o mesmo adotaria para tais situações, ou seja, 
o estágio é uma passagem natural do “saber sobre” para o “saber como”; que 
levará o futuro profissional a fazer uma validação entre a aprendizagem teórica 
e a prática confrontando a realidade. De acordo com Pacheco e Masetto, 
O estágio coloca-se em posição de destaque porque proporciona ao 
aprendiz um desenvolvimento de sua competência profissional, 
atuando em ambientes próprios de sua futura profissão. Ao mesmo 
tempo em que integra prática e teoria, o estágio colabora para que o 
aprendiz viva o ambiente, o cenário, os personagens, os grupos, os 
companheiros, o ambiente físico, os problemas e as questões do dia-
a-dia de sua profissão. (PACHECO; MASETTO, 2007, p. 143). 
Dessa forma, percebemos a importância do Estágio Supervisionado nos 
cursos de licenciatura, inclusive no curso de Física, uma disciplina descrita pelos 
alunos do ensino médio: como extremamente difícil, que dá mais medo nas 
provas, que eles tiram as menores notas etc., fazer essas observações e ouvir 
os alunos leva o estagiário a pensar em sua própria metodologia, sua didática, 
como um futuro profissional que consiga romper com essas ideias que estão 
enraizadas nos estudantes de fundamental e médio. É nesse momento que o 
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL 
LICENCIATURA EM FÍSICA 
5 
acadêmico começa a perceber o valor da aprendizagem significativa e que, ela 
só ocorre quando se está atento às necessidades dos alunos, as suas 
dificuldades pois a aprendizagem se faz presente para estes alunos quando 
estão verdadeiramente motivados a aprender, e podemos dizer que, este é um 
dos maiores desafios enfrentados pelos professores. Isso faz com que o 
graduando durante o seu estágio pense em novas proposta, obtenha formas de 
inovar de criar espaços de aprendizagem, fazer com que os alunos se sintam 
motivados a aprender. Segundo Jesus (2008), 
Deve utilizar metodologias diferenciadas fazendo com que suas aulas 
se tornem mais compreensíveis e significativas aos alunos. Além disso, 
o professor deve buscar sempre que possível ser mais flexível, 
procurando ir ao encontro dos interesses dos alunos, buscando 
situações da atualidade ou realidade circundante, objetivando, a partir 
dessas, ensinar os conteúdos programáticos. (JESUS, 2008, p.21) 
Grande parte do estágio supervisionado que será relatado foi 
desenvolvido durante o ensino remoto, o acadêmico acompanhou as aulas 
virtualmente. Essa mudança repentina, porém, não definitiva no sistema 
educacional ocorreu por causa da alta taxa de contágio e o agravamento da 
pandemia do Covid-19 (A Covid-19 é uma

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.