Buscar

Resumo pre natal

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 9 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 9 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 9 páginas

Prévia do material em texto

2022 
Resumo 
Thalita Pacheco 
1/1/2022 
Resumo- Pré Natal 
Resumo- Pré Natal 
De acordo a Drª Sheila Sedicas, O pré-natal é o acompanhamento médico da mulher durante a 
gravidez que é oferecido também pelo SUS. Durante as sessões do pré-natal, o médico deverá 
esclarecer todas as dúvidas da mulher sobre a gravidez e sobre o parto, assim como pedir 
exames para verificar se está tudo bem com a mãe e com o bebê. 
É na consulta do pré natal que o médico deverá identificar qual é a idade gestacional, a 
classificação de risco da gravidez, se é de baixo risco ou de alto risco, e informar a data provável 
do parto, de acordo com a altura uterina e a data da última menstruação. 
 
A Gestação é dividida em trimestres, sendo eles: 
1º trimestre – ate 12ª semana 
2º trimestre- ate 27 semanas 
3º trimestre- a partir de 28 semanas. 
 
 
 
Uma gestação para ser A Termo, quando o concepção está com as semanas gestacionais 
corretas, 39 semanas a 40 semanas e 6 dias, temos ai o bebe com classificação TERMO 
COMPLETO, mas caso este parto aconteça antes, entre 37 semanas e 38 semanas e 6 dias 
classificaremos em TERMO PRECOCE, já passando das 41 semanas e antes de fechar as 42 
teremos o TERMO TARDIO, após este período será classificado como PÒS TERMO. 
 
 Conforme descrito no caderno de atenção básica, existem 10 passos para o Pré Natal de 
qualidade, que são: 
1° PASSO: Iniciar o pré-natal na Atenção Primária à Saúde até a 12ª semana de gestação 
(captação precoce); 
2° PASSO: Garantir os recursos humanos, físicos, materiais e técnicos necessários à atenção 
pré-natal; 
3° PASSO: Toda gestante deve ter assegurado a solicitação, realização e avaliação em termo 
oportuno do resultado dos exames preconizados no atendimento pré-natal. 
4° PASSO: Promover a escuta ativa da gestante e de seus(suas) acompanhantes, considerando 
aspectos intelectuais, emocionais, sociais e culturais e não somente um cuidado biológico: 
"rodas de gestantes". 
5° PASSO: Garantir o transporte público gratuito da gestante para o atendimento pré-natal, 
quando necessário. 
6° PASSO: É direito do(a) parceiro(a) ser cuidado (realização de consultas, exames e ter acesso 
a informações) antes, durante e depois da gestação: "pré-natal do(a) parceiro(a)". 
7° PASSO: Garantir o acesso à unidade de referência especializada, caso seja necessário. 
8° PASSO: Estimular e informar sobre os benefícios do parto fisiológico, incluindo a elaboração 
do "Plano de Parto". 
9° PASSO: Toda gestante tem direito de conhecer e visitar previamente o serviço de saúde no 
qual irá dar à luz (vinculação). 
10° PASSO: As mulheres devem conhecer e exercer os direitos garantidos por lei no período 
gravídico-puerperal. 
O pré-natal segue um protocolo para o monitoramento da saúde da gestante e do feto. Inclui 
anamnese, exame físico e análise de exames laboratoriais e de imagem. No entanto, é muito 
importante que as gestantes aproveitem o momento da consulta para colocar suas dúvidas, 
preocupações, experiências a fim de ampliar o diálogo com os profissionais de saúde. Além das 
dúvidas relacionadas a gestação, se faz necessário o reconhecimento do paciente como um 
todo, pois algumas complicações podem ser evitadas ou até mesmo despertadas, através de 
uma boa identificação desta mulher. 
Um dor fatores que precisamos observar é a idade desta mulher, pois em caso de menor de 18 
anos ou maior de 35 temos alguns riscos relacionados a gestação, seja ele desenvolvimento 
fetal, como também o processo de aceitação e evolução gestacional desta mulher, alguns 
fatores que envolve as adolescentes estão ligados a maior chance de gestação não planejada, 
exposição a risco de IST, situação conjugal fragilizada, impacto psicológico, paladar infantil e com 
isso os nutrientes e vitaminas essências não serem ofertados para o feto, má adesão ao 
acompanhamento assim como tentar esconder a gestação. Já nas mulheres maiores de 35 anos 
temos um maior risco de cromossomapatias, comorbidades como DHEG e DMG. 
O nível de escolaridade também é um fator importante para se investigar pois isso diz muito 
sobre seu nível sócio- cultural, o que implica na compreensão das informações, assim como traz 
uma segurança ou preocupação ao profissional se aquela mulher seguirá realmente as 
orientações. Sua procedência, onde esta localizado esta residência, isso implica na frequência 
as consultas, realizações de exames, se casa própria ou alugada, se tem transporte ou não. 
Outro fator é a própria situação conjugal, pois isso está ligado diretamente como o psicológico 
gestacional e também os riscos para IST’s, então sempre procurar saber se parceiro fixo, se 
relacionamento estável ou conflituoso, se parceiro possui outras parceiras. A religião também 
se faz importante reconhecer, pois algumas delas possuem restrições ou acreditações sobre o 
processo gestacional e nos quantos profissionais iremos orientar sem julgamento. 
A profissão, ocupação, desta mulher é um fator muitas vezes marcante no processo gestacional 
pois mulheres com sobrecarga de trabalho tendem a ter um parto prematuro, ou sangramentos 
durante a gestação, justamente devido a carga de tarbalho, assim também como mulheres que 
trabalham muito tempo sentadas, tendem a edemas, ganhos excessivo de peso, como exemplo 
temos as professoras que estão expostas ao infecções de vias áreas superiores, profissionais da 
saúde com plantões e mudanças constantes de descanso, além dos risco químicos e biológicos, 
então tendo este reconhecimento conseguiremos agir e orientar ainda melhor esta gestante. 
Os Antecedentes Pessoais, devemos incluir os antecedentes médicos e saber sobre 
comorbidades, uso regular de medicações, alergias, cirurgias, ou transfusões realizadas. Na 
parte ginecológica devemos saber sobre gestações anteriores, se houver, e sobre a atual, como 
tentativa de interrupção da gestação. Devemos sempre atentar ao histórico vacinal e se 
completo seguir, caso seja desconhecido ou incompleto realizar as orientações. 
Quanto aos hábitos de vida precisamos investigar: 
Etilismo 
Tabagismo 
Uso de drogas 
Alimentação 
Sedentarismo 
Os Antecedentes familiares devemos procurar investigar patologias como HAS e DM em pais e 
avos, má formações congênitas, abortamentos e gemelaridades. 
Já na investigação dos antecedentes psicossociais, este avaliamos no próprio momento da coleta 
do histórico, pois na fala dela já vamos perceber se casada ou não, se a gestação esta sendo 
aceita, se o relacionamento tem conflitos, se existe depressão, ansiedade ou rejeição por parte 
da família. 
 
O Interrogatório Sistemático deve ser seguido corretamente para que se possa realizar um bom 
exame físico: 
Segmento cefálico: nega cefaleia, tontura, sincope. 
TGI: refere náuseas matinal e êmese ocasional. 
AGU: nega corrimento ou sangramento. Nega disúria. 
Algumas perguntas devem ser sempre realizadas nas consultas como: 
 Movimentação fetal 
 Dor, corrimento, contrações, sangramentos 
 Sentimentos ruins ou incapacitantes 
 
 
Para realizar o cálculo das semanas gestacionais e das datas prováveis do parto, existe uma regra 
chamada de Naegele: 
 
 
Exemplo: DUM 02/01/2022 a DPP será 09/10/2022 
 
Alguns fatores merecem cuidados especiais como avaliação da pressão arterial e glicemia. 
 
A importância da aferição da PA em todas consultas são justamente para as indicações e 
encaminhamentos serem realizados em tempo ideal e que tragam pouco ou nenhum risco ao 
processo da gestação. Pois a presença da DHEG já pode ser feita em casos de: 
Hipertensão arterial após 20 semanas 
 Leve: PAS> 140 e/ou PAD >90 
 Grave: PAS >160 e/ou PAD >110 
A conduta será encaminhar ao PNAR e manter o acompanhamento em USF. 
Exame Físico 
Durante o exame fisico da gestante algumas manobras precisam ser realizada para facilitar e 
indicar posicionamneto fetal, pois desta forma, consgeuimos acompanhar a evolução da 
gestação e tambémfazer os encaminhamentos necessários. São ele: Monibras de Leopold, que 
segundo Gerhard Leopold, essas manobras possuem como objetivo determinar a posição do 
feto no abdome gravídico (estática fetal) através da palpação. Didaticamente essas manobras 
são divididas em quatro tempos, que durante a prática médica se torna apenas uma manobra 
contínua. 
 
 
Sífilis X Gestação 
Segundo Dra Sheila Sedicias, ginecologista, a sífilis na gravidez pode prejudicar o bebê, pois 
quando a grávida não faz o tratamento há um grande risco do bebê pegar sífilis através da 
placenta, podendo desenvolver graves problemas de saúde como surdez, cegueira, problemas 
neurológicos e nos ossos. O tratamento da sífilis na gravidez, geralmente, é feito com Penicilina 
e é importante que o parceiro também faça o tratamento e que a grávida não tenha 
relações sem camisinha até o final do tratamento. 
A sífilis pode ser transmitida para o feto por via transplacentária e por isso a importância da 
detecção precoce e tratamento. Cerca de 80% são das transmissões verticais maior na sífilis 
recente, a transmissão no primeiro semestre é o período de maior gravidade, porem o terceiro 
trimestre tem a maior chance de transmissão. 
Após o diagnóstico de sífilis precisamos definir o plano diagnostico/conduta: 
 Penicilina Benzatina 1.200.000UI IM em cada nadega (2.400.000UI) – D0 – D7- D14 
(total tratamento 7.200.000UI) 
 Única medicação que confere tratamento adequado (ultrapassa barreira placentária) 
 Caso atrase 14 dias a dose = reiniciar o tratamento 
 Convocar/tratar parceiro 
 Usar preservativo ate fim do esquema terapêutico do casal 
 VDRL mensal para controle da cura. 
 
Rotina Laboratorial Primeiro Trimestre 
 Hemograma 
 Glicemia jejum 
 TSH; T4L 
 Grupo sanguíneo/ Fator Rh 
 Eletroforese de HB 
 Anti HIV, AgHBS, Anti HCV, Anti HBS, VDRL, Toxoplasmose IgG e IgM, HTLV, Rubéola IgG 
e IgM, CMV IgG e IgM 
 EAS e urocultura 
 EPF 
 
 USG Obstétrico ou Morfológica de primeiro trimestre (11- 13 semanas) 
 
 Preventivo ginecológico – evitar no primeiro trimestre 
 
 Consulta ginecológica 
 
 
Suplementação 
 Sulfato ferroso 40mg ( preferencialmente 30 minutos antes da refeição) 
 Acido fólico 400mcg ( uma vez ao dia) 
Ambas podemos manter do início ao fim da gestação, inclusive o ácido fólico é indicado iniciar 
3 meses antes da gestação e o sulfato ferroso é indicativo manter durante a amamentação 
também. 
 
Prevenção Arboviroses 
 Uso de repelentes _ icaridina 
 ZIKA= IST: orientar uso de repelente aos parceiros, além do preservativo 
 
 
Vacinação 
 Influenza – qualquer idade gestacional 
 DTPa- reforço a partir de 20 semanas 
 HEP B- primeira dose após 14 semanas- chegar com solicitação de exame ANTI- HBs. 
 
Na presença de anemia devemos seguir o protocolo de rastreamento e conduta. 
 
 
Em casos de dor podemos prescrever analgesia se NECESSÁRIO 
 Paracetamol 500mg por ate de 6/6hs 
Náuseas e Vômitos: 
 Dimenidrinato- Piridoxina 50+10mg, 8/8hs ( DraminB6) 
 
 
Plano diagnostico para as Sorologias (infecções congênitas), precisamos lembrar que essas 
patologias possuem contato transplacentario ou no momento do parto e desta forma, para cad 
um teremos uma conduta e orientação. 
 Toxoplasmose – transplacentária 
 OUTROS- ZIKA- transplacentária 
 Rubéola – transplacentária 
 Citomegalovírus – transplacentária 
 HIV, Hepatite, Herpes Simples – transmissão durante o parto 
 Sífilis – transplacentária 
 
Conduta de tempo de espera e consultas 
 Ate 28 semanas – mensal 
 28 a 36 semanas- quinzenal 
 36 em diante – semanal ate parto 
Lembrar que só aguardamos até 41 semanas, chegando neste período e não ocorrer trabalho 
de parto devemos encaminhar para maternidade. 
 
Referenciais

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes