Buscar

REVISÃO MAD1

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO
MEDICINA - TXXXI
MIWA MARUYAMA
Revisão MAD 1
SISTEMA IMUNE
O sistema imune tem como função
defesa, memória e reparo, agindo para
manter a homeostase do organismo.
Início da resposta imune: dano
tecidual nas barreiras estruturais (pele,
cílios) e nas barreiras químicas (pH).
Tipo de resposta:
● inata (natural): rápida e
inespecífico → igual para todos
os tipos de antígeno.
● adaptativa (memória): lenta ao
primeiro contato e rápida nos
próximos → específica para
cada antígeno.
RESPOSTA IMUNE INATA
Defesa e reparo → inflamação.
Células teciduais:
● Macrófago;
● Células dendríticas;
● Mastócitos;
Células sanguíneas:
● Neutrófilos;
● Eosinófilos;
● Basófilos;
● NK;
Sinalizadores:
● DAMPs (Padrão Molecular
Associado a Danos): sinal de
dano → não infecciosa.
● PAMPs (Padrão Molecular
Associado ao Patógeno): sinal
de patógeno → infeccioso.
Sinal: citocina
Receptor de sinais (PAMPs ou
DAMPs): PRR (roll like receptors)
SE INFECÇÃO BACTERIANA
1. Eliminação do patógeno:
atuação principal dos
macrófagos → citocinas IL-1,
IL-6 e TNF
2. As citocinas liberadas
“chamam” os mastócito para
causar vasodilatação (e
hiperemia) através da
histamina.
3. Os neutrófilos saem do sangue
para o tecido (diapedese).
4. A vasodilatação permite a
passagem de transudato
(líquido com poucas proteínas e
células). À medida que a
quantidade de proteínas e
células aumenta, o líquido
torna-se exsudato.
5. Uma vez que o antígeno foi
combatido, o macrófago libera
citocinas anti-inflamatórias:
IL-10, IL-4 e TGF-beta.
6. As células fibroblasto,
macrofagos (M2) e monócitos
iniciam o processo de reparo.
RESPOSTA IMUNE ADAPTATIVA
A imunidade adaptativa só é ativada
se a inata não dá conta da conta ou
quando é um processo inflamatório.
Ela é ativada com a apresentação do
antígeno.
Principais células: macrofagos, células
dendríticas, linfócitos TCD4 (helper -
libera citocinas) e TCD8 (citotóxicos) e
linfócitos B (produção de anticorpos).
Células apresentadoras de antígeno:
células dendríticas, macrofagos e
linfócitos B.
Sinalizadores: MHC (células
fagociticas - MHC-2→L.TCD4 e
células nucleadas - MHC-1 →
L.TCD8)
UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO
MEDICINA - TXXXI
MIWA MARUYAMA
Tudo que é fagocitado apresenta por
MHC-2 para chamar os linfócitos
TCD4 e eles decidem se precisa
chamar TCD8, anticorpos, etc.
Receptores: Linfócitos.
Características: ação rápida (exceto
1a vez) e específica, gera memória
(anticorpos).
Expansão clonal: série de mitoses que
geram clones com memória.
LINFÓCITO B
Ativação direta: contato com o
antígeno se ele não for proteína
(lipídio, carboidrato, ácido nucleico) →
IgM → Ativação T independente.
Ativação indireta: antígeno proteico →
endocitose → apresentação → MHC-2
→ TCD4 → libera citocinas para
produção de anticorpos.
ANTICORPOS
● IgM: anticorpo de fase aguda.
● IgE: anticorpos para alergia,
helmintos.
● IgG: anticorpos de memória.
● IgA: anticorpos na mucosa e de
fase aguda (encontra-se em
maior quantidade na mucosa,
teste de COVID)
● IgD: receptor do linfócito D
Função do anticorpo: opsonização
(sinalização), neutralização e ativação
do sistema complemento.
Resposta humoral: anticorpos.