Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
sociedade, cultura e infância

Pré-visualização | Página 1 de 1

REVISÃO – SOCIEDADE, CULTURA E INFÂNCIA 
PM1 
 
1. Diante do texto “Cultura”, o que nos torna humanos? 
O que nos torna humanos é a nossa racionalidade, a capacidade de nos 
adaptarmos as diferentes ambientes e questões sociais, nossa relação com outras 
pessoas e sentimentos, nossa linguagem e o modos pelo o qual nos comunicamos. 
2. O que é ação instintiva? Nós temos essa ação? É similar à dos animais? 
Ação instintiva é considerado como uma ação naturalmente biológica, algo que já 
nascemos com isso, algo programado., características referentes mais aos 
animais, porém homens também têm ações instintivas como uma criança mamar, 
chora, pode ser similar aos animais, mas o instinto não domina o homem. 
3. Em relação ao trabalho, quais as diferenças entre os seres humanos e os animais? 
Os seres humanos trabalham para a sobrevivência, para seu consumo pois vive 
em uma sociedade produtora de bens e serviços. E os animais eles são apenas 
programados biologicamente para adapta-lo no meio em que vive. 
4. Qual a diferença entre a linguagem humana e animal? 
Os homens possuem linguagem corporal e símbolos que permitem uma 
compreensão do que está falando, pensa antes de falar. A linguagem animal é 
programada biologicamente, é algo muito específico, se aprendem algo é por meio 
de adestramento, a linguagem dos animais é algo concreto. 
5. Quais as ideias iniciais acerca da concepção de infância? 
As ideias iniciais é que nem sempre a criança foi vista como hoje, a criança era 
tratada de outra forma, como adulto em miniatura até mesmo nas vestes. Crianças 
sem características de infância, não tinham voz a proteção física, moral. A infância 
era vista como um período passageiro, que não tinha tanta significância. 
6. Como a criança era vista de acordo com os estudos de Ariés na iconografia? 
As crianças eram vistas como adultos em miniatura. A partir do século XIII passou a ser mais 
representada, imagens de meninos na figura de anjo e bebês na figura do menino Jesus, os retratos 
não tinham características de criança era muito parecido com o adulto e com o tempo, a partir do 
séculos XVII passou a ser mais representada e o retrato ser mais realista e sentimental e também a 
ser representada em atividades cotidianas junto com outras crianças, que é uma realidade mais 
próxima da nossa. 
7. Quais as ideias atuais que temos sobre as concepções de infância? 
A concepção que temos hoje, é que a criança é um sujeito histórico que possuo 
direitos, voz, possui uma proteção física,psicológica e tem educação a criança é 
vista como ser inocente que precisa de maiores cuidados. 
 
 
 
 
 
 
 
 
8. Com o estudo do texto de Philippe Ariès sobre a concepção de infância na Idade 
Média, temos várias características sobre as crianças. Explique como era: 
a) As vestimentas: as vestimentas das crianças era como a dos adultos, não 
tinham características próprias de crianças, as cores era neutras e usavam 
muito vestidos, saias longas e largas. 
b) As crianças na iconografia (esculturas, pinturas): as crianças eram vistas como 
um adulto em miniatura, quase não apareciam nas representações devido a 
concentração relacionado a religião. 
c) O contexto social: não se diferenciavam dos adultos, trabalhavam e faziam as 
mesmas coisas que os adultos, não tinham cuidados específicos para a sua 
idade, faltava afeto, carinho por parte da família. 
9. De onde vem a palavra infância? Que significado podemos inferir desta origem? 
A palavra infância vem do latim “infante". Podemos inferir que, a criança não tinham voz, 
era subordinada ao adulto, que só se referia a infância através do adulto e era atribuída 
a outros significados negativos, chamavam de peste,capetinha etc. 
 
10. Do Brasil Colônia ao Brasil Império, como eram as relações: 
a) Na família: Período colonial a criança não tinha direito nenhum era uma 
pessoa inútil e tinha a infância como um período curto. 
período imperial: Família nefasta que nós sabia cuidar dos filhos através da 
higiene a criança começou a ser afastado da família por má influência. 
b) Na educação: Período colonial: Educação moral e religiosa com 
ensinamentos rígidos. 
Período imperial: Educação higiênica hábitos de disciplina e domesticação 
c) Com as crianças negras: Período colonial: consideravam as crianças 
indígenas paparicadas que deveria ser corrigidas com forte disciplina. 
Período imperial: Sofriam muito era escravos e apenas uma boca para 
alimentar não trabalhava e só dava despesas para os senhores 
d) .as crianças de forma geral: Era retirada dos pais logo cedo para irem estudar 
e era visto como objeto sem nenhum valor e assexuada. 
 
11. Como eram chamadas as crianças goianas? 
12. Quais eram as principais práticas acerca do abandono de crianças em Goiás? 
13. Em Goiás, quem eram os “bobos”? Qual era sua principal atribuição?