Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
RESUMÃO XEROSTOMIA

Pré-visualização | Página 1 de 1

Giovanna Morelli – Direitos Autorais 
 
Xerostomia 
 
 
Introdução 
A xerostomia é um processo que consiste em 
sensação de boca seca e pode estar relacionada 
com uma série de fatores, como doenças de base, 
medicamentos, entre outros. 
 
Etiologia 
As principais etiologias da xerostomia são 
relacionadas com: 
 
❖ Doenças em geral 
❖ Medicamentos 
❖ Quimioterapia 
❖ Drogas 
❖ Idade 
 
Doenças x Xerostomia 
As principais doenças que causam a xerostomia 
são: 
 
❖ Doenças de glândulas salivares 
❖ Síndrome de Sjogren 
❖ Cirrose biliar primária 
❖ Fibrose cística 
❖ Diabetes mellitus 
❖ Hepatite C 
❖ Sarcoidose 
❖ AIDS 
Medicamentos x Xerostomia 
Os principais medicamentos / drogas que podem 
ocasionar a presença de xerostomia são: 
 
❖ Descongestionantes nasais 
❖ Moderadores de apetite 
❖ Antidepressivos 
❖ Broncodilatadores 
❖ Inibidores de serotonina 
❖ Anti-histamínicos 
❖ Antieméticos 
❖ Antipsicóticos 
❖ Omeprazol 
❖ Atropina 
❖ Lítio 
 
Xerostomia de Longa 
Duração 
Existem alguns fatores que podem estar 
relacionados com a aparição dessa classificação 
de xerostomia, como: 
 
❖ Causas iatrogênicas: normalmente presente 
em pacientes considerados polifarmácia 
(idosos principalmente), estando relacionada 
com a ingestão de diversos medicamentos 
para tratar diferentes doenças. O principal 
mecanismo de xerostomia induzida por 
medicamento está relacionado com a ação 
anticolinérgica. 
Giovanna Morelli – Direitos Autorais 
 
❖ Radiação: os tecidos glandulares são 
altamente susceptíveis a mudanças e danos 
causados pelas radiações. O grau da 
xerostomia, nesses casos, irá depender do 
nível de exposição das glândulas à radiação 
 
 
Quimioterapia x Xerostomia 
A quimioterapia tem se tornado cada vez mais 
comum por causa do aumento da incidência de 
câncer em diversos pacientes. Esse tipo de 
tratamento poderá gerar a xerostomia. Muitos 
pacientes quimioterápicos / oncológicos 
reclamam que a boca está seca. Muitas vezes, a 
xerostomia nesses pacientes está relacionada com 
a perda de paladar, disfagia e disfonia. 
 
AIDS / HIV 
Essa doença está totalmente relacionada com o 
processo de xerostomia. Cerca de 4 a 8% dos 
pacientes adultos que possuem infecção por HIV 
podem ter problemas / doenças em glândulas 
salivares, afetando assim, a produção do fluxo 
salivar. O problema mais comum em pacientes 
com HIV é o aumento do volume de glândulas 
salivares (recorrentes ou persistentes). 
 
Hepatite C 
Essa doença apresenta manifestações fora do 
fígado, ou seja, podem atingir o nosso organismo 
de uma maneira geral. A taxa de fluxo salivar em 
pacientes com hepatite C é bem menor do que 
em pacientes saudáveis. Além disso, pacientes 
podem apresentar uma patologia conhecida como 
sialoadenite. 
 
Consequências da 
Xerostomia 
 
❖ Aumento da incidência de cáries 
❖ Fissuras da mucosa bucal 
❖ Lábios doloridos e secos 
❖ Aumento do volume das glândulas 
❖ Ardência lingual 
❖ Disgeusia 
❖ Disartria 
❖ Disfagia 
 
Infecções Posteriores 
Com a presença recorrente da xerostomia em 
cavidade bucal, alguns pacientes podem 
apresentar algumas infecções secundárias: 
 
❖ Candidoses 
❖ Estomatites 
❖ Glossite mediana romboide