A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
LIDOCAINA E MEPIVACAINA

Pré-visualização | Página 1 de 1

LIDOCAÍNA
- Faz parte dos Xilididos do grupo amida e seu nome comercial é Xilocaína;
- A concentração mais utilizada na odotonlogia é a 2%;
- É a mais utilizada no mundo, pois é considerada padrão ouro;
- Suas maiores características são a estabilidade em solução, o menor potencial alérgico (principalmente aos alérgicos aos ésteres), maior duração e efeito;
- Possui ação vasodilatadora, significando dizer que terá uma eliminação rápida do local de aplicação e a duração da anestesia pulpar dura em torno de 5 a 10 minutos. E seu início de ação vai em até 4 minutos. 
- Suas propriedades vasodilatadoras são maiores do que as da prilocaína e da mepivacaína;
- O principal vasoconstritor associado seria a epinefrina – adrenalina (1:50.000 e 1:100.000)
- É segura durante a amamentação;
- Sua metabolização ocorre no fígado e sua eliminação nos rins;
- É necessário se atentar aos cuidados, uma vez que a sobredosagem promove a estimulação inicial do sistema nervoso central, depressão, convulsão e até mesmo coma;
- Pode ser encontrada também em forma de anestésico tópico
- A dose máxima por kg é de 4,4 mg
MEPIVACAÍNA
- Faz parte dos Xilididos e seu nome comercial é Carbocaína;
- Suas características são semelhantes às da Lidocaína;
- Ela aumenta a concentração do sal anestésico, e passa a ser 3% (com vasoconstritor);
- Possui rápida vasodilatação;
- A mepivacaína 3% pode ser utilizada sem vasoconstritor, resultando em uma anestesia pulpar mais duradoura do que a lidocaína. Tendo sua duração em tecido pulpar de 20 a 40 minutos e em tecidos moles de 2 a 3 horas, e seu início de ação vai em até 2 minutos;
- Comercialmente é associada a norepinefrina, adrenalina e levonordefrina;
- Sua metabolização ocorre no fígado e sua eliminação nos rins;
- A dose máxima por kg é 4,4 mg