A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
292 pág.
EM-3-Série-Vol-1-web

Pré-visualização | Página 2 de 50

Secretário da Educação 
Rossieli Soares da Silva 
Secretária Executiva
Renilda Peres de Lima 
Chefe de Gabinete 
Henrique Cunha Pimentel Filho 
Coordenador da Coordenadoria Pedagógica 
Caetano Pansani Siqueira 
Presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Educação 
Nourival Pantano Junior
Nome da Escola: 
Nome do Estudante:
Data: _______/_______/2022 Turma:
 2 | LÍNGUA PORTUGUESA
SEQUÊNCIA DE ATIVIDADES 1
AULA 1 – NÃO SÓ A ARTE PELA ARTE
Objetivos da aula:
• Ler o gênero textual poema e associar ao contexto de produção;
• Estabelecer relações entre as informações do texto lido com outras de conhecimento prévio;
• Utilizar repertório cultural próprio para ampliar os sentidos do texto.
1. Leia e analise as imagens a seguir e, na sequência, descreva o que elas representam e quais as sensações 
podem ser inferidas a partir da leitura.
Imagem 1 Imagem 2
2. Leia o poema a seguir e, depois, responda às perguntas relacionadas ao texto:
Texto 1 
Canção do Exílio
Kennst du das Land, wo die Citronen blühn, 
Im dunkeln Laub die Gold-Orangen glühn, 
Kennst du es wohl? 
Dahin, Dahin! 
Möcht ich... ziehn! 
Goethe
 4 | LÍNGUA PORTUGUESA
Créditos: pixabay.com
LÍNGUA PORTUGUESA | 3 
Minha terra tem palmeiras, 
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam, 
Não gorjeiam como lá.
Nosso céu tem mais estrelas, 
Nossas várzeas têm mais flores, 
Nossos bosques têm mais vida, 
Nossa vida mais amores.
Em cismar, sozinho, à noite, 
Mais prazer eu encontro lá; 
Minha terra tem palmeiras, 
Onde canta o Sabiá.
DIAS, G. CCaannççããoo ddoo EExxíílliioo.. Disponível em:
http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/bn000100. pdf. Acesso em: 26 out. 2021 
a. Qual é a condição apresentada pelo eu lírico neste poema?
b. No poema romântico, “Canção do Exílio”, o elemento espaço se apresenta como forma de oposição,
que se estabelece entre duas nações, de um lado a pátria (Brasil) e de outro o exílio (Portugal). Em quais
versos podemos identificar essa oposição? Isso representa qual figura de linguagem?.
LÍNGUA PORTUGUESA | 5 
Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá; 
Em cismar –sozinho, à noite–
Mais prazer eu encontro lá; 
Minha terra tem palmeiras, 
Onde canta o Sabiá.
Não permita Deus que eu morra, 
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores 
Que não encontro por cá;
Sem qu'inda aviste as palmeiras, 
Onde canta o Sabiá.
c. Esteticamente, o Romantismo evidencia uma exaltação aos elementos nacionais, à natureza, ao país. No
gênero textual apresentado nestas atividades, podemos perceber que a linguagem utilizada se distancia
da erudita, culta, e aproxima-se da popular, da linguagem que retrata as condições e situações da época.
Desse modo, quais são as características apresentadas no texto poético?
 2 | LÍNGUA PORTUGUESA
 2 | LÍNGUA PORTUGUESA
SEQUÊNCIA DE ATIVIDADES 1
AULA 1 – NÃO SÓ A ARTE PELA ARTE
Objetivos da aula:
• Ler o gênero textual poema e associar ao contexto de produção;
• Estabelecer relações entre as informações do texto lido com outras de conhecimento prévio;
• Utilizar repertório cultural próprio para ampliar os sentidos do texto.
1. Leia e analise as imagens a seguir e, na sequência, descreva o que elas representam e quais as sensações 
podem ser inferidas a partir da leitura.
Imagem 1 Imagem 2
2. Leia o poema a seguir e, depois, responda às perguntas relacionadas ao texto:
Texto 1 
Canção do Exílio
Kennst du das Land, wo die Citronen blühn, 
Im dunkeln Laub die Gold-Orangen glühn, 
Kennst du es wohl? 
Dahin, Dahin! 
Möcht ich... ziehn! 
Goethe
 4 | LÍNGUA PORTUGUESA
Créditos: pixabay.com
LÍNGUA PORTUGUESA | 3 
Minha terra tem palmeiras, 
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam, 
Não gorjeiam como lá.
Nosso céu tem mais estrelas, 
Nossas várzeas têm mais flores, 
Nossos bosques têm mais vida, 
Nossa vida mais amores.
Em cismar, sozinho, à noite, 
Mais prazer eu encontro lá; 
Minha terra tem palmeiras, 
Onde canta o Sabiá.
DIAS, G. CCaannççããoo ddoo EExxíílliioo.. Disponível em:
http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/bn000100. pdf. Acesso em: 26 out. 2021 
a. Qual é a condição apresentada pelo eu lírico neste poema?
b. No poema romântico, “Canção do Exílio”, o elemento espaço se apresenta como forma de oposição,
que se estabelece entre duas nações, de um lado a pátria (Brasil) e de outro o exílio (Portugal). Em quais
versos podemos identificar essa oposição? Isso representa qual figura de linguagem?.
LÍNGUA PORTUGUESA | 5 
Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá; 
Em cismar –sozinho, à noite–
Mais prazer eu encontro lá; 
Minha terra tem palmeiras, 
Onde canta o Sabiá.
Não permita Deus que eu morra, 
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores 
Que não encontro por cá;
Sem qu'inda aviste as palmeiras, 
Onde canta o Sabiá.
c. Esteticamente, o Romantismo evidencia uma exaltação aos elementos nacionais, à natureza, ao país. No
gênero textual apresentado nestas atividades, podemos perceber que a linguagem utilizada se distancia
da erudita, culta, e aproxima-se da popular, da linguagem que retrata as condições e situações da época.
Desse modo, quais são as características apresentadas no texto poético?
LÍNGUA PORTUGUESA | 3 
AULA 2 – NADA É POR ACASO!
Objetivos da aula:
• Ler trechos do gênero textual romance e associá-lo ao contexto de produção, situando os aspectos
históricos;
• No gênero textual romance, identificar os efeitos de sentido decorrentes dos recursos linguísticos e
semióticos que sustentam a sua organização.
1. Leia o excerto a seguir, da obra “Iracema”, de José de Alencar um dos textos que marcam a fase
indianista do movimento romântico brasileiro.
Iracema
1
Verdes mares bravios de minha terra natal, onde canta a jandaia nas frondes da carnaúba. Verdes mares que 
brilhais como líquida esmeralda aos raios do Sol nascente, perlongando as alvas praias ensombradas de 
coqueiros. Serenai verdes mares, e alisai docemente a vaga impetuosa, para que o barco aventureiro manso 
resvale à flor das águas. Onde vai a afouta jangada, que deixa rápida a costa cearense, aberta ao fresco terral 
a grande vela? Onde vai como branca alcíone buscando o rochedo pátrio nas solidões do oceano? Três entes 
respiram sobre o frágil lenho que vai singrando veloce, mar em fora; Um jovem guerreiro cuja tez branca não 
cora o sangue americano; uma criança e um rafeiro que viram a luz no berço das florestas, e brincam irmãos, 
filhos ambos da mesma terra selvagem. A lufada intermitente traz da praia um eco vibrante, que ressoa entre o 
marulho das vagas:
— Iracema!...
O moço guerreiro, encostado ao mastro, leva os olhos presos na sombra fugitiva da terra; a espaços o olhar 
empanado por tênue lágrima cai sobre o jirau, onde folgam as duas inocentes criaturas, companheiras de seu 
infortúnio. Nesse momento o lábio arranca d’alma um agro sorriso. Que deixara ele na terra do exílio? Uma 
história que me contaram nas lindas várzeas onde nasci, à calada da noite, quando a Lua passeava no céu 
argenteando os campos, e a brisa rugitava nos palmares [...]. 
 6 | LÍNGU 4 | LÍNGUA PORA PORTUGUESTUGUESAA
HORA DA PESQUISA
Busque na biblioteca da escola, ou em plataformas digitais, exemplares de livros 
literários do século XIX: conto, romances, novelas, poemas. Depois, realize 
uma leitura inspecional, evidenciando as características da obra, o contexto histórico de 
produção, com objetivo final de fazer um resumo esquemático, identificando os marcos 
(produções literárias) e características de cada um dos movimentos artísticos literários 
(Romantismo, Realismo/Naturalismo e Simbolismo) do século XIX e as principais obras 
literárias.
LÍNGUA PORTUGUESA | 5 
 2
Além, muito além daquela serra, que ainda azula no horizonte, nasceu Iracema. Iracema, a virgem dos lábios de mel, 
que tinha os cabelos mais negros que a asa da graúna, e mais longos que seu talhe de palmeira. O favo da jati não 
era doce como seu sorriso; nem a baunilha recendia no bosque como seu hálito perfumado. Mais rápida que a