Buscar

Disciplina 101401 - PLANEJAMENTO E ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 4 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

Prova Online
Disciplina: 101401 - PLANEJAMENTO E ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA
Abaixo estão as questões e as alternativas que você selecionou:
QUESTÃO 1
Como a Constituição de 1988 impactou no processo de guerra fiscal entre os estados
brasileiros?
a )
A Constituição de 1988 foi intensa na criação de imunidades, o que aumentou a guerra fiscal entre os estados.
 b )
A Constituição de 1988 aumentou a autonomia fiscal dos estados que se valeram desta para buscar
investimentos.
c )
A Constituição de 1988 autorizou a utilização da guerra fiscal e a normatizou.
d )
A Constituição de 1988 proibiu a guerra fiscal, porém não normatizou essa proibição até os dias de hoje.
e )
A Constituição de 1988 é explícita quanto à necessidade de os estados proverem empresas de isenções fiscais
em troca do crescimento social.
Ver justificativa da resposta
QUESTÃO 2
Como podemos definir a diferença entre fato gerador e base de cálculo?
a )
Fato gerador é o quanto o governo gera de recursos; base de cálculo é o montante a ser pago.
 b )
Fato gerador é o montante sobre o qual se paga o imposto; base de cálculo é a fórmula de cálculo para se definir
o montante a ser pago.
c )
Fato gerador é a incidência de imposto sobre um produto; base de cálculo é a forma acessória para declarar o
imposto.
d )
Fato gerador é a receita da empresa ou da pessoa; base de cálculo é a fórmula a ser aplicada.
e )
javascript:;
Fato gerador faz nascer a obrigação tributária, já a base de cálculo é o montante ajustado sobre o qual incidirá a
alíquota do imposto.
Ver justificativa da resposta
QUESTÃO 3
A Zona Franca de Manaus é uma área incentivada. O que alegam as discussões pró-
incentivo e as discussões contra incentivos, respectivamente?
a )
Os que são pró-ZFM não pensam no Brasil como um todo, já os que são contra alegam que Manaus já possui
demasiadas riquezas naturais.
 b )
Quem é pró-ZFM alega que se deve desenvolver a área; quem é contra acredita que o desenvolvimento de lá
traz subdesenvolvimento de outras regiões.
c )
Muitos que são a favor de se manter a ZFM falam em desenvolvimento da área; muitos que são contra a ZFM
falam em descumprimento do preceito de isonomia.
d )
Quem é pró-ZFM entende que, conforme o princípio da isonomia, está correto, pois a região é mais pobre do que
as outras; quem é contra entende que existem outras regiões tão pobres quanto.
e )
Quem é pró-ZFM entende que não se deveria taxar nenhuma produção, aumentando, assim, a produtividade
geral do país; quem é contra alega que isso fere o princípio da isonomia.
Ver justificativa da resposta
QUESTÃO 4
Sobre o imposto de renda de qualquer natureza, está correto afirmar que:
a )
é um imposto que tanto as pessoas físicas como jurídicas pagam apenas uma vez ao ano.
b )
é um imposto regressivo com características de controle sobre grandes fortunas.
c )
é um imposto que sempre tem sua base de cálculo sobre o faturamento das empresas.
d )
é um imposto que recai sobre todos, de forma a não considerar o princípio da progressividade ou da capacidade
contributiva.
 e )
é um imposto progressivo que incide sobre a renda dos contribuintes e respeita também o princípio da
capacidade contributiva.
javascript:;
javascript:;
Ver justificativa da resposta
QUESTÃO 5
Sobre uma possível reforma tributária no Brasil, está correto dizer que:
a )
serve de base política, mas não deve impactar na forma como fazemos negócios no Brasil.
b )
pode ser radical ou pragmática, que seria uma forma mais fácil de aprovar, porém com o risco de não se
aprofundar no que é necessário.
 c )
deve obter redução efetiva da carga tributária.
d )
deve conciliar interesses federais estaduais e municipais, de forma a não unificar os tributos destes.
e )
será criado tributo que aumentará a arrecadação do governo.
Ver justificativa da resposta
QUESTÃO 6
A competência de tributos pode ser comum ou privativa. Sobre isso, assinale a alternativa
correta.
a )
Tributos de competência privada são aplicados a empresas privadas.
b )
Impostos diretos são tributos de competência comum.
 c )
As taxas são tributos de competência comum.
d )
A taxa de lixo é um exemplo de tributo de competência privada.
e )
Um empréstimo compulsório sempre será um tributo de competência privada.
Ver justificativa da resposta
QUESTÃO 7
javascript:;
javascript:;
javascript:;
Qual é a diferença entre imunidade e isenção tributária?
 a )
Imunidade é quando um ente define que não irá cobrar tributos de determinada empresa ou setor, já isenção só
pode ser efetuada quando o contribuinte recebe um "perdão" pela dívida.
b )
Imunidade é definida pela Constituição e consiste em proibição de se tributar certos entes, já a isenção tributária
é uma inibição do lançamento tributário.
c )
Imunidade é quando existe a incidência de um tributo, porém, esse tributo é lançado como imune à empresa, já a
isenção tributária é quando a empresa não pode ser cobrada por esse tributo.
d )
Imunidade é o ato de não cobrar tributos federais; isenção é o mesmo ato, porém, definido para tributos
estaduais e/ou municipais.
e )
Imunidade é quando uma empresa ou setor tem interesses públicos e, então, passam a ter a isenção, ou seja,
não pagam o imposto, taxa ou contribuição.
Ver justificativa da resposta
QUESTÃO 8
Quais são os fatores limitantes entre os regimes tributários?
 a )
Faturamento e atividade exercida.
b )
Lucro ou prejuízo.
c )
Start-up ou empresa com mais de 3 anos de atuação.
d )
Composição acionária e faturamento.
e )
Estrutura de capital e composição acionária.
Ver justificativa da resposta
javascript:;
javascript:;