A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
68 pág.
lei penal no tempo e no espaco

Pré-visualização | Página 1 de 14

Noções de Direito Penal
POLÍCIA FEDERAL
A Lei Penal no Tempo e no Espaço
Livro Eletrônico
http://www.grancursosonline.com.br
2 de 68
NOÇÕES DE DIREITO PENAL
A Lei Penal no Tempo e no Espaço
Prof. Douglas Vargas
www.grancursosonline.com.br
SUMÁRIO
1. Interpretação da Lei Penal .......................................................................3
2. Lei Penal no Tempo ...............................................................................10
3. Lei Penal no Espaço ...............................................................................28
Territorialidade (Art. 5º CP) .......................................................................33
Extraterritorialidade ..................................................................................35
Extraterritorialidade Incondicionada ............................................................35
Extraterritorialidade Condicionada ...............................................................36
Resumo ...................................................................................................41
Questões de Concurso ...............................................................................45
Gabarito ..................................................................................................52
Gabarito Comentado .................................................................................53
O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
http://www.grancursosonline.com.br
http://www.grancursosonline.com.br
3 de 68
NOÇÕES DE DIREITO PENAL
A Lei Penal no Tempo e no Espaço
Prof. Douglas Vargas
www.grancursosonline.com.br
“É muito difícil vencer alguém que nunca desiste”
1. Interpretação da Lei Penal
Prezado(a) aluno(a), os temas de hoje são favoritos na hora de elaborar as pro-
vas de Direito Penal. Por isso, estude com o máximo de cuidado e com total atenção 
aos detalhes!
Iniciaremos com o mais simples: a interpretação da lei penal.
1.1. Conceito
Interpretar a lei é atuar para buscar o seu sentido. Os grandes doutrinadores 
inclusive ensinam que interpretar tem o objetivo de entender a vontade da lei, 
e não do legislador.
Tal interpretação pode ser dividida, de forma clássica, da seguinte forma:
• quanto ao sujeito (origem);
• quanto aos meios;
• quanto aos resultados.
DOUGLAS DE ARAÚJO VARGAS
Agente da Polícia Civil do Distrito Federal, aprovado em 6º lugar no con-
curso realizado em 2013. Aprovado em vários concursos, como Polícia 
Federal (Escrivão), PCDF (Escrivão e Agente), PRF (Agente), Ministério 
da Integração, Ministério da Justiça, BRB e PMDF (Soldado – 2012 e 
Oficial – 2017).
O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
http://www.grancursosonline.com.br
http://www.grancursosonline.com.br
4 de 68
NOÇÕES DE DIREITO PENAL
A Lei Penal no Tempo e no Espaço
Prof. Douglas Vargas
www.grancursosonline.com.br
1.2. Interpretação Quanto ao Sujeito ou à Origem
Esta modalidade de interpretação da lei possui três categorias:
1) Interpretação autêntica: é aquela praticada pelo próprio legislador, por 
meio de lei posterior ou no próprio texto da lei.
2) Interpretação doutrinária: tipo de interpretação realizada pela doutrina 
(estudiosos e teóricos do Direito).
3) Interpretação judiciária (jurisprudencial): é fruto das decisões de juízes 
e tribunais, que a realizam aplicando a lei aos casos que julgam.
1.3. Interpretação Quanto aos Meios
Já essa categoria possui cinco espécies. Vejamos:
1) Interpretação histórica: busca entender a lei através da análise da socie-
dade à época em que a norma foi elaborada. Busca entender as discussões 
que envolveram a elaboração da norma, bem como os motivos determinan-
tes e o contexto social da época.
2) Interpretação sistemática: interpretação relacionada com a coerência 
apresentada pela lei. Essa coerência é determinada através da comparação 
da lei com as demais leis que fazem parte do ordenamento jurídico.
3) Interpretação teleológica: a interpretação teleológica, como o próprio 
nome diz, relaciona a lei com sua causa final, ou seja, busca a finalidade da 
lei interpretada. 
O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
http://www.grancursosonline.com.br
http://www.grancursosonline.com.br
5 de 68
NOÇÕES DE DIREITO PENAL
A Lei Penal no Tempo e no Espaço
Prof. Douglas Vargas
www.grancursosonline.com.br
4) Interpretação lógica: utiliza da dedução (raciocínio) para encontrar o sen-
tido da lei.
5) Interpretação literal (ou gramatical): essa última categoria é autoexpli-
cativa. Trata da interpretação da lei através da gramática (e do significado 
das palavras nela contidas).
1.4. Interpretação Quanto ao Resultado
A última categoria possui apenas três espécies, listadas a seguir:
1) Interpretação extensiva: como falamos anteriormente, a interpretação da 
lei busca identificar seu sentido, a sua vontade. Em alguns casos, dizemos 
que o conteúdo da lei (seu texto) não foi suficiente para alcançar a sua von-
tade, fazendo-se necessário ampliar seu alcance. A esta ampliação na inter-
pretação da lei chamamos de interpretação extensiva.
2) Interpretação restritiva: é o oposto na interpretação extensiva. Nesse 
caso, dizemos que o texto da lei foi além do que deveria (alcançando mais do 
que é a vontade da lei). Nesse caso, o alcance do texto deve ser restringido, 
resultando na chamada interpretação restritiva.
3) Interpretação declarativa: é a mais simples interpretação quanto ao re-
sultado. Admite-se que o que está previsto no texto da lei é exatamente a 
sua vontade. Não se deve ampliar nem restringir seu sentido ou alcance. 
O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
http://www.grancursosonline.com.br
http://www.grancursosonline.com.br
6 de 68
NOÇÕES DE DIREITO PENAL
A Lei Penal no Tempo e no Espaço
Prof. Douglas Vargas
www.grancursosonline.com.br
Espécies de Interpretação da Lei Penal
Para finalizar o assunto, no entanto, precisamos conhecer um dos hábitos do 
examinador: confundir os termos Analogia, Interpretação Analógica e Interpre-
tação Extensiva.
Por isso, vamos entender como se diferenciam esses conceitos, de modo que 
você acerte esse tipo de questão com facilidade!
O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
http://www.grancursosonline.com.br
http://www.grancursosonline.com.br
7 de 68
NOÇÕES DE DIREITO PENAL
A Lei Penal no Tempo e no Espaço
Prof. Douglas Vargas
www.grancursosonline.com.br
1.5. Analogia, Interpretação Analógica e Interpretação 
Extensiva
a) Analogia
O primeiro conceito você já conhece, pois estudamos em nossa primeira aula: a 
analogia. De toda forma, não custa relembrar:
 � A analogia é forma de integração da lei. Quando a lei não prevê a solução 
para um caso, a analogia permite a aplicação de uma norma parecida. É a 
chamada análise por semelhança.
Nesse caso, veja que a lei é omissa em algum ponto. Como falta previsão legal 
para uma correta atuação no caso

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.